Hey, ao menos Carlos Sainz Jr venceu a primeira em 2013
Hey, ao menos Carlos Sainz Jr venceu a primeira em 2013

Eu já falei aqui no World of Motorsport algumas vezes sobre a F3 Cup, um campeonato amador da Inglaterra, que consegue reunir um grid de certa forma competitivo com carros defasados da modalidade.

Em meio à decisão do título de 2013, a categoria ganhou notoriedade neste fim de semana, em Snetterton, já que nomes como Carlos Sainz Jr, António Félix da Costa e Esteban Ocon se juntaram ao grid.

Não é que a Red Bull ou a Lotus estejam pensando em disputar a F3 Cup no ano que vem. Na verdade, a participação desses pilotos aconteceu por causa do GP de Macau, marcado para daqui a três fins de semana. Como para correr no Circuito da Guia os pilotos precisam ter disputado uma etapa de alguma F3 no mundo, esses atletas estavam devendo essa corrida.

Afinal, Sainz neste ano se dedicou à GP3 e à World Series, onde encontrou com Félix da Costa nesta última. Já Ocon foi o terceiro colocado da F-Renault Eurocup.

Assim, é verdade que as corridas em Snetterton pouco valiam para esses pilotos, mas você sabe como é qualquer atleta. Basta entrar na pista que eles não querem saber de perder.

E a disputa começou já no treino classificatório, com Sainz superando o companheiro de Red Bull por apenas 0s01. Já o resto do grid… a terceira colocação ficou com Tristan Cliffe – este competidor regular do certame –, mas 2s250 atrás da dupla da Carlin. Esteban Ocon, em um carro da equipe Lanan, veio em quarto na estreia na F3.

O resto do grid da F3 Cup
O resto do grid da F3 Cup

Embora 2s seja uma vantagem considerável em um grid de largada, não foi tão assombrosa quanto no ano passado. Em 2012, com Félix da Costa precisando se classificar para Macau, ele foi, pasme, 9s mais veloz que o segundo colocado. Alguns pilotos haviam marcado um tempo 20s mais lento que o português.

Neste ano, o luso não teve uma vida tão fácil na corrida. Competindo com o F312, novo modelo da F3 que estreou no ano passado, o português não tinha como ultrapassar Sainz, que contava com um F308, com menos downforce, mas maior velocidade em reta. Com isso, o espanhol conquistou a primeira vitória no ano com 0s8 de vantagem para o colega. Ocon foi o terceiro, mas o francês fechou as 12 voltas da prova com quase 30s de desvantagem.

A tranquilidade de Sainz foi ainda maior no complemento da rodada dupla. Com Ocon não participando da segunda prova devido a um problema no motor e Félix da Costa sofrendo um acidente na largada, o espanhol pôde passear e cruzar a linha de chegada com 32s de vantagem para o segundo colocado.

Após esse fim de semana um pouco diferente, missão cumprida para os três garotos, que estão garantidos em Macau. De qualquer forma, não deixa de ser curioso quando pilotos de ponta entram em uma categoria menor e dominam de forma ampla. Lembra um pouco quando Robert Kubica veio disputar uma etapa da F-Renault aqui no Brasil e ninguém viu a cor do polonês.