100%

Dan Cammish foi campeão da reformulada F-Ford em 2013
Dan Cammish foi campeão da reformulada F-Ford em 2013

Uma das categorias mais tradicionais do automobilismo de base, a F-Ford Inglesa conheceu o campeão de 2013 neste fim de semana, em Rockingham. Na verdade, todo mundo já sabia quem iria ganhar o campeonato, a última etapa serviu apenas para que Dan Cammish, de 24 anos, matematicamente assegurasse a taça.

Desde o início da temporada, ficou claro que Cammish estava um nível acima dos demais competidores, algo semelhante ao que Felipe Guimarães vem fazendo aqui na F3 Sudamericana. A maior prova disso é que nas 24 corridas disputadas até agora, o britânico venceu todas as 24, tendo largado 22 vezes da pole-position.

Alguém até pode argumentar que a presença do inglês nas corridas era uma covardia, afinal ele próprio já havia disputado o certame em 2009 e 2010, além de ter passado pela F-Renault nos dois últimos anos (embora tenha ficado parado boa parte de 2012 devido a um forte acidente).

Não deixa de ser verdade. Depois de sofrer com grids minúsculos nos últimos anos, a F-Ford tentou se reinventar em 2013. Para isso, ela abandonou aqueles antigos carros sem aerofólios para levar à pista os chamados ‘slicks and wings’, bólidos com aerofólio dianteiro, traseiro e pneus com maior aderência.

Só que as novas regras não deram tão certo assim. Em primeiro lugar, a categoria sofreu para colocar mais de dez carros em cada etapa. Além disso, o domínio de Cammish obviamente afugentou novos competidores, que pudessem entrar na metade da temporada.

Contudo, não se deve apontar o dedo para o campeonato e apontá-lo como culpado. Embora realmente tenha ficado constrangedor ver o mesmo piloto ganhando tantas corridas, o que a organização poderia fazer? Banir Cammish por ser muito bom? E quanto ao piloto? Qual o problema de ele ter decidido competir no torneio em que tinha melhores chances de ser campeão levando em conta o budget limitado que tinha?

A maior prova de que o plano do britânico em correr na F-Ford para alavancar a carreira é que ele já planeja competir no BTCC na próxima temporada. Ou seja, a categoria de base cumpriu bem o papel de preparar o piloto para os próximos passos da carreira.

Por isso, será uma pena para a categoria se a Ford decidir parar os investimentos na categoria no ano que vem e extingui-la. Cammish é a prova de que o certame – mesmo na época em que os carros não tinham aerofólios – ainda é uma boa escola. E também não é culpa dele que ninguém conseguiu vencê-lo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s