A etapa da Stock Car teve bons números no Ibope
A etapa da Stock Car teve bons números no Ibope

Mesmo sem Helio Castroneves, vetado pelos médicos após sofrer um forte acidente na sexta-feira, a Stock Car teve bons motivos para comemorar a etapa de Ribeirão Preto, disputada neste fim de semana. Além de esgotar os ingressos, a categoria teve números bastante razoáveis na medição do Ibope.

O site Máquina do Esporte publicou nesta segunda-feira, dia 12, os números da programação deste domingo e revelou que a categoria brasileira teve em média oito pontos. Ela foi líder da programação televisiva, já que a Record somou apenas cinco pontos e o SBT teve quatro.

Embora não impressionem, esses números mostram uma clara evolução com relação ao ano passado. Em 2012, a Globo exibiu todas as etapas ao vivo, dentro do Esporte Espetacular, mas tinha claras dificuldades para atrair os telespectadores. A corrida do Velopark, a terceira daquele ano, foi o maior exemplo disso.

Na ocasião, a prova realizada no Rio Grande do Sul teve 5,5 pontos de Ibope e virou piada por perder do Pica Pau, que tinha somado 8,4 na tela da Record.

Até mesmo a Corrida do Milhão, quando correram Castroneves, Tony Kanaan, Rapha Matos e Rubens Barrichello teve dificuldades. No dia 9 de dezembro de 2012, data da prova milionária, a emissora carioca teve seis pontos de média no Ibope no Esporte Espetacular, perdendo para a concorrência.

Ou seja, colocar oito pontos em uma etapa qualquer do campeonato não parece mau negócio, ainda mais levando em conta que era Dia dos Pais. Vale lembrar que a Globo parou de transmitir todas as corridas da Stock em 2013 – passando apenas três etapas – por causa da fraca audiência dos últimos anos.

Rubens Barrichello vem conquistando bons resultados
Rubens Barrichello vem conquistando bons resultados

Assim, dá para explicar esse aumento no público de três maneiras. A primeira é pela expectativa da presença de Helio Castroneves, líder da Indy, que acabou não se materializando, mas não impediu as pessoas de ligarem a televisão. A segunda é Rubens Barrichello estar conquistando bons resultados, e é inegável que o ex-piloto da F1 tem uma base de fãs numerosa no Brasil.

O terceiro motivo não é tão bom para a Stock Car. Como a categoria se tornou apenas mais um esporte na transmissão da Globo, não tendo muito destaque com relação a qualquer outra modalidade daqueles Jogos Mundiais de Verão ou de algum passeio em caverna, então diminuiu a rejeição do público geral. É a chance de as pessoas verem alguma coisa diferente, da mesma forma que assistem a competições de futebol de praia ou de skate.

O copo vazio da audiência da Stock Car ainda tem outro aspecto. Segundo a Máquina do Esporte, os oito pontos da categoria automobilística é menos que os dez anotados pelo GP da Alemanha da F1 ou pelos jogos de vôlei das seleções brasileiras masculina e feminina.

No entanto, não deixa de ser injusto comparar a Stock com uma com jogos da seleção de vôlei. Afinal, se é para medir como uma corrida X do que seria o ‘campeonato brasileiro de automobilismo’, o oponente tinha que ser uma partida qualquer da Superliga de vôlei, como Rio de Janeiro contra Osasco, por exemplo.

Cada ponto no Ibope é equivalente a 61.952 domicílios na Grande São Paulo.