Jeff Gordon andou destilando veneno contra a Nascar
Jeff Gordon andou destilando veneno contra a Indy

Geralmente não costumo escrever posts aqui no World of Motorsport sobre declarações dos pilotos, mas às vezes não tem como fugir do que eles dizem. Principalmente quando acontece alguma polêmica. E foi o que aconteceu nesta sexta-feira, dia 2, entre Jeff Gordon e Tony Kanaan.

Se havia alguma chance de Nascar e Indy viverem um período de relativa paz, os dois queimaram qualquer ligação mais amistosa entre as duas categorias.

Tudo começou no dia 7 de julho, quando Gordon levou a filha para assistir à corrida da Indy em Pocono. Ele falou com os pilotos, disse que gosta muito do certame e aproveitou para tirar fotos com os carros.

Nesta sexta-feira, o americano voltou ao trioval da Pensilvânia para a segunda corrida da Nascar por lá. Na entrevista coletiva, ele não perdeu a chance de cutucar o campeonato de monopostos. “Eu gosto muito, muito deste esporte e do campeonato em que estou porque, quando você entra na pista em uma corrida da Indy e quando você entra pela Nascar, você percebe como nossa categoria é grande”, disse.

“Algumas vezes você vê algum declínio, e as arquibancadas não estão cheias, mas me deixe dizer uma coisa. Ir a uma corrida da Indy e, dois meses depois voltar aqui para uma da Nascar, é melhor agradecermos muito todas as pessoas que temos aqui. É incrível”, continuou.

Quem não gostou muito das declarações de Gordon foi Tony Kanaan. O brasileiro está neste fim de semana em Mid-Ohio e foi questionado pelos jornalistas sobre as palavras do americano. Antes de entrar em qualquer tipo de polêmica, Tony quis saber exatamente o contexto do que foi dito pelo piloto da Nascar.

Assim que soube o que aconteceu, o brasileiro respondeu: “Eu estive na Indy 500 e na etapa da Nascar em Indianápolis. Foi o mesmo choque para mim.”

Antes de fazer qualquer comentário, é preciso lembrar que até mesmo por questões históricas Nascar e Indy dificilmente vão conseguir se dar bem. Uma surgiu nos estados do sul dos EUA, enquanto a outra começou a ser disputada no norte. E se há bairrismo aqui no Brasil, imagine nos Estados Unidos onde houve até mesmo uma guerra civil há alguns séculos.

Mas indo especificamente ao que foi dito por cada piloto. O fato é que nenhum deles mentiu. Jeff Gordon soube pisar no calo da Indy, que é não conseguir uma boa audiência, mesmo com o interesse pela categoria voltando a aumentar nos últimos anos, enquanto Kanaan foi direto. A etapa de Indianápolis da Nascar no último fim de semana foi um fracasso, e ele soube se aproveitar disso.

Aliás, será que é apenas coincidência que os comentários de Gordon sobre as arquibancadas vazias da Indy virem justamente uma semana após o fracasso do público da Nascar em Indianápolis? Eu acho que não. Ainda não diria que o campeonato de turismo tem algum medo de perder espaço para a concorrente, mas essa é uma forma de marcar território e mostrar que a crise, na verdade, está com a rival.

Por fim, para Gordon, é o típico ‘falou o que quis e ouviu o que não quis’. A situação só ficou chata para ele porque o piloto esteve na Indy, foi bem recebido por todos e depois desandou a falar mal da categoria. Não mentiu, é verdade, mas não é o que você espera de um convidado. A matéria original pode ser lida aqui.