Marcus Ericsson enfim venceu em 2013
Marcus Ericsson enfim venceu em 2013

É claro que a Red Bull foi a grande vencedora do GP da Alemanha, disputado neste fim de semana em Nürburgring. Entretanto, quem também pôde comemorar o resultado da etapa alemã é a Dams, escuderia francesa que disputa tanto a GP2 quanto a Porsche Supercup e terminou a rodada de certa forma invicta.

O sucesso da antiga equipe de Eric Boullier na Alemanha começou ainda na sexta-feira, quando Stéphane Richelmi e Marcus Ericsson garantiram a primeira fila do grid da etapa da GP2. Essa foi a segunda pole consecutiva do time no certame e a primeira da carreira do piloto monegasco.

Na corrida, a coisas não saíram totalmente conforme o esperado. Mitch Evans, da Arden, quase tomou a ponta na primeira curva e Richelmi foi perdendo desempenho antes da parada obrigatória. Ericsson, por outro lado, não sofreu com as mesmas dificuldades. O sueco teve uma corrida praticamente sem qualquer percalço e recebeu a bandeira quadriculada pela primeira vez no ano.

Esse foi um resultado importantíssimo para o piloto. Afinal, ele era apontado como favorito ao título desde os primeiros treinos da pré-temporada, mas havia marcado apenas nove pontos na cinco primeiras etapas, sendo que oito deles vieram em decorrência de bônus por largar na pole-position.

Michael Christensen esteve imbatível na Porsche Supercup
Michael Christensen esteve imbatível na Porsche Supercup

Na corrida do domingo, com o grid invertido, a escuderia francesa não foi bem. Sofrendo com a degradação dos pneus por ter gastado os compostos duros no sábado, o time viu Ericsson cair da oitava para a 13ª classificação, enquanto Richelmi abandonou. Mesmo assim, os franceses ainda tiveram bons motivos para comemorar.

Um deles foi o terceiro lugar, no GP de Alemanha, de Romain Grosjean, que havia conquistado o título da GP2 em 2011 justamente pela Dams. No entanto, melhor que ver o pupilo ir bem é voltar ao lugar mais alto do pódio. E isso a escuderia repetiu na Porsche Supecup.

Neste fim de semana, a Dams esteve imbatível no campeonato de turismo. Michael Christensen – rival da Felipe Nasr na época da F-BMW – marcou o melhor tempo no treino livre, cravou a pole-position e venceu de ponta a ponta na categoria preliminar mais obscura do fim de semana da F1. Esse foi o primeiro triunfo do dinamarquês no certame.