F1 2013 na Alemanha

Com tanta habilidade assim, me pergunto por que Bastian Schweinsteiger não virou piloto de F1. Afinal, ele é um ótimo volante
Com tanta habilidade assim, me pergunto por que Bastian Schweinsteiger não virou piloto de F1. Afinal, ele é um ótimo volante

Com o fantasma dos pneus ameaçando puxar o pé da F1 durante a noite, a principal categoria do automobilismo mundial chegou à Alemanha para a disputa da nona etapa da temporada 2013, neste fim de semana, em Nürburgring. E, obviamente, as notícias vindas das terras tedescas são bastante intensas.

Os pilotos já afirmaram que se os problemas nos compostos permanecerem, então poderá haver um boicote similar ao GP dos EUA de 2005. A Pirelli, por sua vez, está irritadíssima com a situação e se entende mais vítima do que causa de toda a polêmica. A empresa garante que fica na F1 em 2014, mas internamente já cogita abandonar a categoria. Por isso o GP da Alemanha se tornou tão dramático, e pode definir o futuro do certame.

De qualquer forma, a chance de termos um novo fiasco, igual ao da Inglaterra, é mínima. Claro que a situação em Silverstone foi bastante complicada, mas esse tipo de problema acontece vez ou outra nas diversas categorias do automobilismo mundial. Foi um erro da empresa, levando em conta as situações em que ela é obrigada a trabalhar, mas é inegável que a Pirelli agiu rápido e já montou um plano de contenção para evitar novas falhas.

Até por isso os primeiros treinos em Nürburgring não tiveram grandes surpresas. Para este fim de semana, a fornecedora italiana levou os pneus macio e médio. Como disse Jenson Button, está claro que a intenção da empresa é que o composto macio seja usado no treino classificatório e nas primeiras voltas da corrida, enquanto o restante da prova seja disputado com o médio, não sofrendo o mesmo desgaste mostrado em Silverstone.

Levando em conta que a temperatura nesta sexta-feira esteve muito baixa na Alemanha, a principal dificuldade das equipes foi aquecer os pneus, o que pode determinar um início de prova bastante conturbado no domingo. Curiosamente, quem teve mais problema para fazer isso foi Nico Rosberg, vencedor da corrida na Inglaterra.

Aliás, se eu tivesse escrito este texto antes dos treinos livres, certamente teria dito que a torcida alemã tem bons motivos para ficar otimista, já que pela primeira vez em muito tempo dois pilotos da casa – Rosberg e Sebastian Vettel – têm chances de vitória. Na quinta-feira, eu teria apostado no competidor da Mercedes, mas visto os problemas desta sexta, começo a achar que o tricampeão tem maiores chances de conquistar um bom resultado, embora ele tenha um desempenho ruim – com um segundo lugar e um terceiro em cinco corridas – correndo em casa.

De qualquer forma, o duelo entre Mercedes e Red Bull deve ser um tira-teima do GP da Inglaterra, onde não tivemos uma verdadeira briga entre as duas equipes. Na semana passada, Lewis Hamilton e Vettel tiveram problemas quando estavam na liderança da prova, por isso não houve um confronto direto entre os dois. Depois, Nico Rosberg conseguiu segurar Mark Webber nas voltas finais e conquistou a vitória.

Embora o australiano tenha saído de 15º para terminar em segundo, também não dá para dizer que o desempenho da Red Bull seja tudo isso, já que o piloto foi beneficiado por dois safety-car para diminuir a diferença para o restante do pelotão. Talvez em situação normal teremos uma prova mais agitada neste fim de semana.

A1 GP da Alemanha
A1 GP da Alemanha

Entre as equipes menores, ressalto o momento vivido pela Sauber. A escuderia está sem dinheiro, e Nico Hulkenberg já confirmou que está sem receber salário há dois meses. Apesar disso, o alemão não parece estar levando os problemas externos para dentro da pista e tem feito o possível com o problemático carro do time.

A falta de grana, consequentemente, pode significar problemas na renovação do contrato do piloto-Vingador, embora não seja novidade que ele esteja de olho em uma transferência para uma equipe maior. Além disso, nesta semana surgiu um boato de que a Sauber negocia um acordo com o banco russo SMP para 2014, o que resolveria os problemas financeiros.

Ainda segundo esse rumor, como parte do acordo com o banco, a equipe suíça teria Jules Bianchi e Vitaly Petrov no ano que vem. Entretanto, pelo que o SMP vem fazendo nas categorias de base, não seria surpresa se eles decidirem bancar a permanência de Hulk, caso acreditem que o alemão seja capaz de garantir bons resultados. Por isso, ainda é cedo para descartar a permanência do germânico na escuderia.

Para encerrar, meu palpite furado para o fim de semana é vitória de Sebastian Vettel, com Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton no pódio. Obviamente, isso não vai acontecer e acabei de zicar o piloto da Red Bull. E qual é o seu palpite para o GP da Alemanha? Deixe-o nos comentários!

Confira a programação da F1 em Nurburgring:

Treino livre 3, sábado, 6h
Treino classificatório, sábado, 9h
Corrida, domingo, 9h

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s