A estreia de Pietro Fittipaldi na Europa

Pietro Fittipaldi estreia na Europa neste fim de semana
Pietro Fittipaldi (77) estreia na Europa neste fim de semana

A aventura europeia de Pietro Fittipaldi começa neste fim de semana, em Donington Park. Depois de conquistar um título em uma divisão menor da Nascar nos EUA e parecer que ia seguir os passos de Nelsinho Piquet e Miguel Paludo rumo à Sprint Cup, o piloto de apenas 16 anos resolveu mudar de ares para 2013.

Neste ano, ele vai competir tanto na F-Renault Inglesa (antiga Barc) quanto na F4 Inglesa, fazendo a estreia nos monopostos. Embora em um primeiro momento tenha preferido continuar na Nascar, ele soube aproveitar a chance de uma vida para se mudar para a Europa e fazer carreira rumo à F1, com tudo pago por Carlos Slim Jr, filho do homem mais rico do mundo.

Enquanto a F4 só inicia em duas semansa, a estreia na F-Renault será neste domingo, e Pietro vai precisar trabalhar duro para ter o mesmo desempenho dos EUA.

Nos treinos coletivos da pré-temporada, realizados no fim do mês passado, o garoto não foi bem. A melhor volta do brasileiro, em uma versão reduzida do circuito de Silverstone, foi de 58s721, quase 3s mais lento que o mexicano Jorge Cevallos, que liderou as atividades com 56s130.

Só que esse resultado não precisa ser levado tão a sério. Enquanto Pietro ainda estava dando os primeiros passos na categoria, Cevallos já disputou a temporada passada, por isso é natural que ele andasse na frente nesse começo. Desde então, o neto de Emerson também participou de longas sessões de treinos com a equipe Jamun para se adaptar ao carro e deve ter um desempenho melhor nas atividades oficiais.

De qualquer forma, o maior problema para 2013 parece ser a falta de experiência. Enquanto o brasileiro ainda está se adaptando aos monopostos, ele será obrigado a enfrentar um grid cheio de pilotos experientes. Dos 18 que se inscreveram para a etapa de Donington, oito já haviam disputado a temporada passada, incluindo o também brasileiro Henrique Baptista. Há ainda casos como o de Jake Cook, apontado como um dos favoritos ao título, que disputou a F-Ford em 2012 e agora se concentra na F-Renault.

Ainda assim, as chances de Pietro conseguir bons resultados neste ano são maiores neste campeonato. Como apenas 18 carros competem, o brasileiro, com uma ultrapassagem aqui e outra ali, além de contar com problemas dos rivais, pode beliscar top-10 com maior facilidade. Além disso, ainda há um trunfo na manga. Ele compete exatamente com o mesmo carro com o qual Scott Malvern foi campeão no ano passado. Ou seja, ele estará com um equipamento comprovadamente vencedor.

Eu diria que as maiores chances do brasileiro são na F-Renault
Eu diria que as maiores chances do brasileiro são na F-Renault

A situação na F4 é um pouco diferente. Como todo mundo começa do zero, teoricamente o brasileiro teria chances de ir melhor. Mas esse é o problema. Iniciando os trabalhos sem uma base, vai depender de o próprio Pietro fazer o acerto do carro. Nisso, pilotos com mais experiência no automobilismo podem levar a melhor.

Até porque o grid da F4 conta com bons nomes, entre eles Diego Menchaca, companheiro de equipe do brasileiro, e os badalados Seb Morris e Matthew Graham, considerados jovens promessas do automobilismo britânico. Entre os 24 participantes que devem largar para a abertura do campeonato, em duas semanas, outro brasileiro pode estar no grid. É Gustavo Lima, que disputou a F-Renault Alps no ano passado, e treinou com a equipe de Chris Dittmann nesta semana.

Para concluir, o mais importante para Pietro neste ano é aprender os monopostos e conseguir evoluir ao longo da temporada. Quando ele competia na Nascar, era exatamente isso o que acontecia. Ele demorava um pouco para pegar o ritmo, mas deslanchava na fase final do campeonato, quando brigava constantemente por vitórias. E fazer dois campeonatos simultaneamente neste ano pode ajudar ainda mais na adaptação.

Eu espero vê-lo com um resultado melhor na F-Renault, mas me parece cedo para falar em pódios e vitórias.

UPDATE: Como muita gente está procurando os resultado do Pietro Fittipaldi neste fim de semana da F-Renault Inglesa, faço uma breve atualização. Ele se marcou o 12º tempo entre 17 carros no treino classificatório, mas apenas 0s8 atrás do pole, Sam MacLeod, e somente 0s2 atrás do companheiro de equipe. Nas corridas, ele abandonou a primeira e terminou em nono na segunda. Faz parte do aprendizado. O brasileiro volta à pista nos dias 27 e 28 de abril, em Silverstone, para a estreia da F4 Inglesa.

UPDATE 2: A má notícia do fim de semana foi que o outro brasileiro da F-Renault Inglesa, Henrique Baptista não correu. Não faço ideia do motivo

Um comentário sobre “A estreia de Pietro Fittipaldi na Europa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s