Pietro Fittipaldi estreia na Europa neste fim de semana
Pietro Fittipaldi (77) estreia na Europa neste fim de semana

A aventura europeia de Pietro Fittipaldi começa neste fim de semana, em Donington Park. Depois de conquistar um título em uma divisão menor da Nascar nos EUA e parecer que ia seguir os passos de Nelsinho Piquet e Miguel Paludo rumo à Sprint Cup, o piloto de apenas 16 anos resolveu mudar de ares para 2013.

Neste ano, ele vai competir tanto na F-Renault Inglesa (antiga Barc) quanto na F4 Inglesa, fazendo a estreia nos monopostos. Embora em um primeiro momento tenha preferido continuar na Nascar, ele soube aproveitar a chance de uma vida para se mudar para a Europa e fazer carreira rumo à F1, com tudo pago por Carlos Slim Jr, filho do homem mais rico do mundo.

Enquanto a F4 só inicia em duas semansa, a estreia na F-Renault será neste domingo, e Pietro vai precisar trabalhar duro para ter o mesmo desempenho dos EUA.

Nos treinos coletivos da pré-temporada, realizados no fim do mês passado, o garoto não foi bem. A melhor volta do brasileiro, em uma versão reduzida do circuito de Silverstone, foi de 58s721, quase 3s mais lento que o mexicano Jorge Cevallos, que liderou as atividades com 56s130.

Só que esse resultado não precisa ser levado tão a sério. Enquanto Pietro ainda estava dando os primeiros passos na categoria, Cevallos já disputou a temporada passada, por isso é natural que ele andasse na frente nesse começo. Desde então, o neto de Emerson também participou de longas sessões de treinos com a equipe Jamun para se adaptar ao carro e deve ter um desempenho melhor nas atividades oficiais.

De qualquer forma, o maior problema para 2013 parece ser a falta de experiência. Enquanto o brasileiro ainda está se adaptando aos monopostos, ele será obrigado a enfrentar um grid cheio de pilotos experientes. Dos 18 que se inscreveram para a etapa de Donington, oito já haviam disputado a temporada passada, incluindo o também brasileiro Henrique Baptista. Há ainda casos como o de Jake Cook, apontado como um dos favoritos ao título, que disputou a F-Ford em 2012 e agora se concentra na F-Renault.

Ainda assim, as chances de Pietro conseguir bons resultados neste ano são maiores neste campeonato. Como apenas 18 carros competem, o brasileiro, com uma ultrapassagem aqui e outra ali, além de contar com problemas dos rivais, pode beliscar top-10 com maior facilidade. Além disso, ainda há um trunfo na manga. Ele compete exatamente com o mesmo carro com o qual Scott Malvern foi campeão no ano passado. Ou seja, ele estará com um equipamento comprovadamente vencedor.

Eu diria que as maiores chances do brasileiro são na F-Renault
Eu diria que as maiores chances do brasileiro são na F-Renault

A situação na F4 é um pouco diferente. Como todo mundo começa do zero, teoricamente o brasileiro teria chances de ir melhor. Mas esse é o problema. Iniciando os trabalhos sem uma base, vai depender de o próprio Pietro fazer o acerto do carro. Nisso, pilotos com mais experiência no automobilismo podem levar a melhor.

Até porque o grid da F4 conta com bons nomes, entre eles Diego Menchaca, companheiro de equipe do brasileiro, e os badalados Seb Morris e Matthew Graham, considerados jovens promessas do automobilismo britânico. Entre os 24 participantes que devem largar para a abertura do campeonato, em duas semanas, outro brasileiro pode estar no grid. É Gustavo Lima, que disputou a F-Renault Alps no ano passado, e treinou com a equipe de Chris Dittmann nesta semana.

Para concluir, o mais importante para Pietro neste ano é aprender os monopostos e conseguir evoluir ao longo da temporada. Quando ele competia na Nascar, era exatamente isso o que acontecia. Ele demorava um pouco para pegar o ritmo, mas deslanchava na fase final do campeonato, quando brigava constantemente por vitórias. E fazer dois campeonatos simultaneamente neste ano pode ajudar ainda mais na adaptação.

Eu espero vê-lo com um resultado melhor na F-Renault, mas me parece cedo para falar em pódios e vitórias.

UPDATE: Como muita gente está procurando os resultado do Pietro Fittipaldi neste fim de semana da F-Renault Inglesa, faço uma breve atualização. Ele se marcou o 12º tempo entre 17 carros no treino classificatório, mas apenas 0s8 atrás do pole, Sam MacLeod, e somente 0s2 atrás do companheiro de equipe. Nas corridas, ele abandonou a primeira e terminou em nono na segunda. Faz parte do aprendizado. O brasileiro volta à pista nos dias 27 e 28 de abril, em Silverstone, para a estreia da F4 Inglesa.

UPDATE 2: A má notícia do fim de semana foi que o outro brasileiro da F-Renault Inglesa, Henrique Baptista não correu. Não faço ideia do motivo