Brasileiros se destacam nos treinos da F-Renault

Conhecido mais pela constância que pelo arrojo, Guilherme Silva brigou pela liderança nos treinos de Paul Ricard
Conhecido mais pela constância que pelo arrojo, Guilherme Silva brigou pela liderança nos treinos de Paul Ricard

A F-Renault Eurocup encerrou nesta quarta-feira, dia 6, dois dias de treinos coletivos na pista de Paul Ricard. Essa foi a segunda das quatro de sessões antes do início do campeonato, em abril. É claro que os treinos da pré-temporada não refletem o que pode acontecer durante as corridas, mas pelo que aconteceu até agora não há dúvidas de que a expectativa é ver os brasileiros brigando pelo título.

No primeiro dia de treinos na França, Guilherme Silva foi o mais rápido entre os pilotos do país, terminando na terceira colocação na classificação geral. Bruno Bonifácio foi o 11º, seguido por Felipe Fraga. Victor Franzoni havia marcado o segundo melhor tempo, mas acabou desclassificado após ser reprovado na inspeção técnica depois da atividade.

No segundo dia, foi a vez de Fraga liderar os pilotos do país ao marcar o quinto tempo do dia. O piloto erradicado no Tocantins foi seguido de perto por Silva, enquanto Franzoni terminou em 17º. Bonifácio não treinou por causa do regulamento da categoria.

Levando em conta também os resultados de Aragón, no fim do mês passado, onde o quarteto brasileiro terminou todos os dias de treino dentro do top-15, o mínimo que podemos esperar é que eles briguem por pontos em todas as corridas do ano.

Mas essa meta talvez já não seja o suficiente, e os pilotos do país já possam ser alçados à condição de candidatos ao título, ainda que corram por fora nessa disputa.

Felipe Fraga terá forte concorrência na MP Manor
Felipe Fraga terá forte concorrência na MP Manor

A maior prova disso é o desempenho dentro da equipe Koiranen, onde Silva e Franzoni são companheiros do badalado Nyck De Vries, do programa de pilotos da McLaren. Pelo histórico da carreira, não há dúvidas de que o holandês começa 2013 como um dos favoritos a terminar coma taça. Entretanto, dos quatro dias de treino até agora, ele liderou a disputa interna da escuderia apenas no primeiro. Depois, perdeu uma vez para Franzoni e fechou atrás de Silva nas duas sessões de Paul Ricard.

Aí é questão de lógica. Se De Vries é favorito ao título, mas terminou atrás dos brasileiros, o que podemos esperar dos pilotos do país? Obviamente a taça. Entretanto, o quarteto vai precisar mostrar consistência na luta por pódios se quiser encerrar o ano na primeira colocação.

Além disso, o holandês da McLaren não é o único piloto na briga.  Esteban Ocon, por exemplo, é outro forte candidato. O piloto francês dominou três dos quatro dias de treinos coletivos até agora. Oliver Rowland é mais um que vem colocando tempos consistentes. Fora William Vermont, Jake Dennis, Andrea Pizzitola..

E também tem a equipe de Josef Kaufmann, que venceu os dois últimos campeonatos. O time alemão, porém, parece começar 2013 um pouco mais atrás. Eles só terminaram na frente no último dia de atividades, nesta quarta-feira, com Óscar Tunjo. Apesar desse bom resultado, falta uma maior consistência na frente. E não há dúvidas que a capacidade de conquistar bons resultados em todas as corridas é o que vai definir o campeão em um certame com tantos jovens pilotos rápidos e promissores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s