Toyota Racing Series se aproxima da decisão

Alex Lynn é um homem com uma missão ao ter vencido três das últimas quatro corridas da TRS
Alex Lynn é um homem com uma missão ao ter vencido três das últimas quatro corridas da TRS

Conhecido por ser o primeiro campeonato do ano, a Toyota Racing Series já entra nos momentos decisivos. Neste fim de semana, a terceira das cinco rodadas programadas para 2013 – em Taupo – foi disputada. Agora, faltam apenas seis corridas para o fim, e o título parece ter ficado restrito a seis pilotos.

Após nove corridas, Nick Cassidy, Lucas Auer, Felix Serralles, Alex Lynn, Steijn Schothorst e Bruno Bonifácio estão um pouco à frente dos demais competidores, e quase certamente a taça de campeão ficará com um deles. E o que deve definir qual desses garotos vai erguer o caneco, em fevereiro, será a consistência.

Em um certame que cada abandono é severamente punido – o piloto deixa de somar pontos, enquanto o vencedor marca 75 –, quem errar a partir de agora não deve ter mais tempo de uma recuperação.

É justamente apostando na consistência que Cassidy aparece na liderança da tabela de pontos. O atual campeão trocou a equipe Gilles pela M2 e não vem conseguindo repetir o mesmo desempenho de 2012. No entanto, de todos os 18 pilotos que se inscreveram para o campeonato, ele é o único que não terminou nenhuma corrida fora dos oito primeiros. Além disso, mesmo sem vencer, já são cinco pódios em nove corridas, sendo dois neste fim de semana em Taupo.

Na segunda colocação aparece Lucas Auer, sobrinho de Gerhard Berger. O austríaco começou a temporada como favorito ao título, vencendo duas vezes nas primeiras quatro corridas, além de ter conquistado duas poles e marcado a melhor volta da prova em três oportunidades. Para melhorar a situação do garoto, o abandono de Felix Serralles na primeira corrida de Taupo o deixou praticamente isolado na tabela de pontos.

Ele só não contava que se envolveria em um acidente com Steijn Schothorst na largada da terceira bateria, neste domingo, o que o relegou à 16ª posição. Apesar disso, nem tudo está perdido para o austríaco. O piloto soma 511 pontos na tabela e está apenas seis atrás de Cassidy.

A batida de Auer na largada em Taupo o tirou da liderança do campeonato
A batida de Auer na largada em Taupo o tirou da liderança do campeonato

Falando em Serralles, o representante de Porto Rico passou as duas primeiras rodadas como principal rival de Auer na luta pelo título. No entanto, a rodada de Taupo foi um banho de água fria nas pretensões do piloto. Além de sofrer com um treino classificatório ruim, o piloto fechou apenas em 16º na primeira corrida, devido a um problema mecânico, o que também comprometeu o resultado da segunda bateria, quando fechou em nono. O sexto lugar na prova 3 coroou um péssimo fim de semana. Agora ele soma 477 pontos e já precisa torcer por erros dos rivais.

Entre os ponteiros, Alex Lynn é quem mais sentiu na pele o quão ruim é abandonar uma prova. O piloto se envolveu em um forte acidente na rodada de abertura do certame, em Teretonga, onde foi obrigado a deixar a corrida. Desde então, o britânico somou três vitórias nas últimas quatro provas, voltando a ter chances matemáticas de título, com 471 pontos. O problema é a inconsistência. Em nove corridas, foram cinco pódios, mas três chegadas fora do top-5, além de um abandono.

Steijn Schothorst talvez seja a grande revelação da Toyota Racing Series de 2013. O holandês, que estreou nos monopostos na temporada passada, vem se mostrando muito rápido em treinos classificatórios, além de conseguir acompanhar o ritmo dos adversários muito, mas muito mais experientes sem maiores problemas. Com 451 pontos, ele ocupa a quinta colocação no campeonato depois de conquistar três pódios, mas tendo terminado em 17º em Timaru em razão de uma bandeira preta. Em Taupo, o garoto voltou a errar ao se enroscar com Auer na largada.

Bruno Bonifácio conquistou a primeira vitória na TRS neste fim de semana
Bruno Bonifácio conquistou a primeira vitória na TRS neste fim de semana

O último dos pilotos com chances de título é Bruno Bonifácio, que conquistou a primeira vitória na TRS neste fim de semana. Com 448 pontos, o piloto corre por fora na luta pela taça, mas pode se apegar ao bom ritmo de prova – e ainda melhor em treinos – para ter esperanças. Para isso, vale uma estatística curiosa, se não fosse dois erros do piloto – a largada fora de posição na corrida 2 de Teretonga e o acidente na 3 de Timaru – ele estaria na liderança do campeonato caso terminasse essas respectivas provas no terceiro lugar, posto que ocupava no momento dos erros.

Mas Bruno vai precisar mais do que essa estatística para tentar se campeão. Embora esteja andando no mesmo ritmo dos demais colegas com experiência na F3, o brasileiro às vezes tem um desempenho muito inferior aos ganhadores, sendo cerca de 1s por volta mais lento.

Entre os demais pilotos, Pipo Derani começou o ano forte, com uma vitória, mas já são seis corridas longe do top-5. Jann Mardenborough – aquele garoto descoberto no PlayStation – ocupa o décimo posto, mesmo estreando nos monopostos, enquanto a bela Tatiana Calderón vem uma posição atrás.

Por fim, destaco a evolução mostrada por Dennis Olsen nas três etapas disputadas até aqui. É interessante ver o desempenho do norueguês, pois ele é o atual campeão alemão de kart e um dos jovens mais badalados entre os que estão fazendo a transição para os monopostos. Mesmo assim, o máximo que ele alcançou em Teretonga, na estreia, foi o 15º lugar. Em Timaru, ele terminou a corrida 2 na 11ª posição, enquanto fechou todas as provas de Taupo dentro do top-10. E a tendência é que ele evolua cada vez mais.

É por isso que quando a gente vê um brasileiro recém-saído do kart andando nas últimas posições no exterior não deve ser algo alarmente, é algo extremamente normal no esporte. Basta ver o desempenho de Gustavo Myasava, na Índia, que em duas rodadas conquistou um sétimo lugar e é apenas o 15º na classificação da MRF 2000, enquanto Olsen é o 14º na Nova Zelândia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s