GP de Macau de F3 2012: Todos contra Nasr e Félix da Costa

António Félix da Costa, no carro do dragão, tem a pole provisória em Macau

Se eu fosse apontar os melhores jovens pilotos das últimas duas temporadas, sem dúvida nenhuma diria que Felipe Nasr foi o grande nome de 2011, enquanto António Félix da Costa esteve imbatível neste ano.

Embora Nasr tenha competido na GP2, na última temporada, e Félix da Costa tenha se dividido entre World Series by Renault e GP3, os dois estão na disputa do GP de Macau de F3, que acontece neste fim de semana. Por isso, por causa de toda a experiência da dupla, não é nenhum absurdo dizer que a edição de 2012 da corrida asiática é um verdadeiro embate de todos os outros pilotos contra eles.

E isso ficou claro neste primeiro dia de treinos no Circuito da Guia. Felipe Nasr marcou o melhor tempo no único treino livre, enquanto Félix da Costa cravou a pole provisória no primeiro classificatório.

O carro cor de banana de Felipe Nasr está de volta em 2012, com muito mais patrocinadores que no último ano

Entre os outros 28 pilotos, que tentam honrar a classe da F3, a briga está aberta. Até agora, quem tem se destacado de forma surpreendente é Felix Rosenqvist, que colocou o carro da Mücke na segunda colocação em ambas as atividades. Essa é a terceira vez que o sueco compete em Macau, mostrando que a experiência faz, sim, diferença.

Outro que não pode ser esquecido é Daniel Juncadella. Campeão da F3 Euro e vencedor do GP de Macau do ano passado, o espanhol chegou ao antigo enclave português como favorito, mas ainda não conseguiu entrar na briga pelas primeiras colocações. No entanto, vale lembrar que o piloto também não estava entre os ponteiros, em 2011, mas acabou vencendo a prova.

Por fim, Carlos Sainz Jr., Felix Serralles, Daniel Abt e Raffaele Marciello formam um grupo de pilotos que corre por fora na luta pelo título.

Dito isso, o embate em 2012 parece estar mais aberto que nos últimos anos. Apesar da vitória de Juncadella na última edição do GP, quem teve o carro dominante nos últimos três anos foi a equipe Signature, que fechou as portas nesta temporada. Ou seja, não há mais uma escuderia franca favorita.

Sem o time francês, essa é a chance de ouro da Carlin, gigante equipe da F3 Inglesa, finalmente conquistar a primeira vitória em Macau desde Takuma Sato, em 2001. O bom desempenho de Nasr e Félix da Costa mostra que os britânicos estão no caminho certo. Prema, Mücke e Fortec, por sua vez, também estão na luta pela primeira vitória na prova asiática.

Para encerrar, é claro que ter um carro rápido é importantíssimo em Macau, mas o mais importante é sobreviver até a bandeira quadriculada. O fim de semana por lá é muito desgastante, cheio de treinos e corridas em vielas apertadas, e por isso a chance de acidentes é muito grande. Uma batida para qualquer um dos favoritos pode significar game over. Que o diga Valtteri Bottas no ano passado.

3 comentários sobre “GP de Macau de F3 2012: Todos contra Nasr e Félix da Costa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s