Stefan GP strikes back

Será que nosso amigo Stefanovic vai finalmente conseguir fazer a equipe funcionar?

Você se lembra da Stefan GP, aquela equipe sérvia que tentou comprar os carros da Toyota para participar da temporada 2010 da F1 à força? Pois bem, ao que tudo indica eles não desistiram de se juntar ao automobilismo. No entanto, o objetivo dessa vez não é a F1, mas a GP2.

Um site alemão publicou uma notícia – que você pode ler clicando aqui – dizendo que os sérvios estão de olho na vaga da Coloni para o próximo campeonato da GP2. A equipe italiana já havia anunciado que deixa o certame no próximo ano.

A matéria não dá muitas explicações sobre as reais pretensões de Zoran Stefanovic, chefe da equipe que leva o próprio nome, apenas recorda que ele já tentou participar da F1 em outras oportunidades. A primeira foi em 1998, quando comprou os carros da Lola do ano anterior – aqueles que sequer se classificaram para o GP da Austrália – e esperava competir com eles, já que a regra do 107% havia acabado.

A segunda foi mais recentemente, em 2010, quando as montadoras deixaram a F1, e a FIA escolheu quatro novas equipes para o certame. Entre os times estreantes estava a USF1, que jamais foi à pista e logo se mostrou uma fraude. Assim, Stefanovic tentou tomar a vaga dos americanos à força e participar do campeonato.

Para isso, o sérvio comprou os carros desenvolvidos pela Toyota e até mesmo fez uma parceria com a montadora para usar a fábrica na Alemanha. O dirigente chegou a afirmar que mandaria todos os equipamentos para a primeira corrida do ano, no Bahrein, esperando que Ecclestone aprovasse de última hora sua inscrição. Obviamente, nada disso aconteceu e ele seguiu de fora.

Sem um plano mirabolante, a chegada da Stefan GP agora parece um pouco mais provável. Afinal, tudo o que ela precisa é comprar a estrutura da Coloni e fazer uso de algo que já existe.

E não deve ser apenas a escuderia italiana a deixar a GP2 na próxima temporada. A Ocean também enfrenta um momento de crise e sequer participou dos treinos coletivos do mês passado. Apesar disso, a equipe portuguesa ainda não falou nada sobre a permanência no certame.

Como a cada ano que passa a GP2 está cada vez mais movida a dinheiro, não duvido que a Stefan GP seja permitida de participar do campeonato. Se eles provarem que financeiramente são capazes de manter a estrutura de uma escuderia, então devem receber o sinal verde para participar.

O problema é que há uma concorrência muito grande por essas últimas vagas. A Marussia já anunciou mostrou interesse em ter uma equipe própria, acabando com a parceria com a Carlin, enquanto a malaia Meritus, que chegou a participar da GP2 Asia, segue rondando o campeonato.

2 comentários sobre “Stefan GP strikes back

  1. A coisa tá feia para a Gp2, basta bater o olho na escalação dos novatos que estão testando essa semana pela F1, os mais promissores, fora o Gutierrez, são todos da World Series.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s