O novo – e molhado – título de Dean Stoneman

A vida de Dean Stoneman mudou completamente após o treino pela Williams, em 2010

Dean Stoneman é dono de uma das carreiras mais sensacionais do esporte a motor. Com apenas 22 anos de idade, o britânico é uma daquelas pessoas que pode bater no peito com orgulho e dizer “só eu sei pelo que passei”.

Como muitos pilotos, Stoneman sempre teve problemas com dinheiro. Vindo de uma família não muito rica, ele disputou alguns campeonatos menores do automobilismo inglês até chegar à agora extinta F-Renault UK, em 2008. Como novato, terminou na quarta colocação, ao superar nomes como James Calado e Oli Webb. Depois, repetiu a dose no ano seguinte e voltou a encerrar o certame no quarto lugar.

De qualquer forma, foram resultados bastante expressivos, já que era difícil competir por uma pequena equipe inglesa contra gigantes como a Manor e a Fortec.

Só que o dinheiro não foi o principal problema para Stoneman. Mesmo sem muitos recursos, ele continuou correndo. Depois de se destacar na F-Renault, resolveu se mudar para a F2, onde poderia ser mais competitivo, já que o baixo custo sempre foi um dos motes do certame.

Mas veja só que posição ingrata o piloto se meteu. Enquanto ele tinha um engenheiro designado pela própria organização do campeonato – algo estipulado pelas regras –, era obrigado a competir contra o filho do dono do certame, Jolyon Palmer, que tinha o apoio de alguns profissionais com passagem pelas principais categorias automobilísticas do mundo.

Desnecessário dizer que foi campeão no final, certo? Pois é, foi Stoneman. Só que nesse momento, o drama do inglês ainda nem tinha começado. Pelo título da F2, ele acabou convidado a testar pela Williams, no treino dos novatos, e começou a negociar com a ISR, na World Series, para ser companheiro de Daniel Ricciardo, em 2011.

Quando finalmente acertou com a equipe tcheca, veio a bomba. Stoneman foi diagnosticado no início do ano passado com câncer no testículo e foi obrigado a deixar o esporte a motor para focar no tratamento.

Depois de um ano fora, um doloroso tratamento e algumas operações, o piloto foi liberado pelos médicos para voltar a correr. No fim de 2011, ele participou de alguns treinos coletivos da F2, a convite da categoria, para desenvolver o equipamento. Depois, foi chamado pela ISR para participar do chamado treino dos campeões da World Series.

Embora não tivesse sido campeão de nada no ano passado, nada mais justo que receber essa nova oportunidade. Por fim, ele chegou perto de anunciar a transferência para a Indy Lights, mas acabou de fora depois que Sebastian Saavedra e Carlos Muñoz fecharam com a Andretti. Com isso, foi obrigado a voltar à Inglaterra de mãos abanando.

Só que a história de Stoneman não poderia parar por aí. O ano de 2012 ainda reservou uma bela surpresa para o britânico. Ao invés de ficar lamentando a falta de vaga para correr, o piloto aceitou o convite para disputar um campeonato de corridas de barco na Inglaterra. Sabe aquelas superlanchas que praticamente não tocam na água? Então, foi disso que ele foi andar.

Sem nunca ter andado de barco, Dean Stoneman foi campeão

De maneira espetacular, mesmo sem nunca ter competido com esses barcos, Stoneman venceu nove corridas ao longo de 2012 para terminar com o título da competição, ao lado do copiloto Dean Paling.

Com a taça, Stoneman ainda não decidiu se vai continuar nos barcos no próximo ano ou se volta a tentar algo nos carros de corrida. Apesar disso, o garoto já tem mais um bom motivo para ficar contente. “Agora eu tenho títulos tanto na terra quanto na água”, disse.

Olha, para falar a verdade, não conheço nenhum piloto que consiga atravessar tantas recuperações como Dean Stoneman. Acho que se a história dele fosse um livro, seria um daqueles que a gente para e pensa “não sei como o autor teve tanta imaginação”. Só que no caso do inglês tudo isso é real.

7 comentários sobre “O novo – e molhado – título de Dean Stoneman

      1. Interessante, não sabia que podiam levar engenheiros. Isso me parece ir contra a ideia de uma categoria sem equipes, que seria a de nivelar o equipamento e privilegiar a pilotagem.

        Curtir

  1. Mais um daqueles pilotos fantásticos,que por não terem dinheiro ou patrocinadores fortes,acabaram não parando na F1. Infelizmente muitos incompetentes ou sem talento acabam entrando na categoria pelo o dinheiro que levam consigo.
    Mas legal que o garoto não desistiu,levanto a cabeça e continuou, e conseguiu superar até mesmo um Câncer.Parabéns rapaz(apesar que eu sei que ele não vai ler o comentário,mas vale a pena),esse cara é um exemplo pra muita gente!

    Curtir

  2. O esporte a motor (Automobilismo) , é 100% injusto. Nem sempre o talento, a competencia nos dias de hoje abre a possibilidade de
    um jovem com talento, mas sem os patrocinios que hoje as equipes exigem conseguir uma vaga. Conheço jovens talentosos que ficaram pelo caminho, ou procuraram outras alternativas para dar continuidade em seus sonhos.
    A F-1 precisa urgentemente mudar a forma o perfil, e anualmente realizar um campeonato de novatos para buscar verdadeiros talentos, para que show continue. Hoje assistir a F-1 esta muito chato, equipes sem perfil tecnico , estrutura, um mundo de pilotos pagantes . E até o momento nenhum dos dirigentes , responsaveis pelo evento percebeu que dentro de mais cinco anos este campeonato vai morrer , e o campeonato de carros de Turismo como a DTM . vira ocupar o lugar. O que alias ja vem demonstrando pelo grande numero de publico que comparece aos eventos.
    Hoje talento na F-1 = Volume de Dinheiro que vc. pode levar para dentro de uma equipe.
    Augusto Santos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s