Sébastien Loeb esteve em Paul Ricard nesse fim de semana, aproveitando a folga do WRC

A aposentadoria de Sébastien Loeb ainda não aconteceu, mas o francês continua disputando todo o tipo de categoria fora do WRC. Com a última etapa do Mundial de Rali marcada apenas para os dias 8 a 11 de novembro, na Espanha, o já consagrado eneacampeão pode aproveitar para correr por aí.

Por isso, ele vem fazendo um calendário bastante curioso. Já disputou a Porsche Cup Francesa, testou pelo carro da própria equipe na Le Mans Series Europeia e até mesmo conquistou o X de ouro nos X Games, na categoria Global Rallycross.

Neste fim de semana, o francês conseguiu uma proeza extra. Pilotou uma McLaren com o patrocínio da Red Bull.

Quero dizer, para quem acompanha apenas a F1, a frase acima parece um pouco estranha. Na verdade, o que Loeb fez foi participar do campeonato francês de GT, com uma McLaren. Algo completamente normal, já que a fabricante inglesa disputa diversos campeonatos da modalidade ao redor do mundo.

Como a Red Bull é uma patrocinadora pessoal do gaulês, ela esteve presente em todas essas aventuras do piloto fora do WRC.

Loeb, na McLaren, brigando pela ponta com o Audi e com a Ferrari

Falando na corrida, Loeb dividiu a McLaren com o também francês Gilles Vannalet, um veterano do certame. Na prova, disputada no circuito de Paul Ricard, Seb mostrou que está afiado também nas corridas em autódromos. O piloto chegou a brigar pela liderança durante boa parte da corrida, mas acabou terminando com a terceira colocação.

A vitória ficou com Anthony Beltoise, que ficou famoso por pilotar a Ferrari envolvida no acidente de Allan McNish na edição de 2011 das 24 Horas de Le Mans. Sem se meter em confusões dessa vez, o piloto conquistou o título do campeonato.

Loeb terminou em terceiro ao ser ultrapassado pela Ferrari de, veja só, Fabien Barthez, que foi o goleiro da França na final da Copa do Mundo de 1998. Desde que abandonou os campos, o atleta tem se dedicado às corridas de carro, por isso o resultado não é tão surpreendente.

Enquanto comemora mais um pódio, o piloto da Citroën ainda não anunciou qual será a próxima aventura fora do WRC. Mas não acredito que ele vá sossegar.

O pódio com Barthez, Beltoise e Loeb, além dos respectivos parceiros