A primeira vitória da carreira de Nyck De Vries

Nyck De Vries conquistou a primeira vitória da carreira neste domingo. Se ele vingar, pode se tornar um dia histórico

5 de agosto de 2012. Guarde bem esta data. Neste domingo, Nyck de Vries conquistou a primeira vitória da carreira desde que fez a transição do kartismo para os monopostos. O triunfo aconteceu na pista holandesa de Assen, em etapa válida pela F-Renault Norte-Europeia (NEC). O garoto largou na pole-position e praticamente não teve maiores problemas até a bandeira quadriculada.

Ninguém sabe se De Vries vai vingar e corresponder a toda a expectativa que o cerca. No entanto, se o jovem piloto da McLaren conseguir dar prosseguimento à carreira, esse domingo tem tudo para se tornar um dia histórico para o garoto.

Para quem não sabe, Nyck De Vries é um holandês de 17 anos que tem um contrato com a McLaren similar ao de Lewis Hamilton. Sabe aquela história de o atual companheiro de Jenson Button ter passado por todas as categorias, sempre com o acompanhamento da equipe inglesa, já sendo preparado para estrear na F1? Então, a ideia é que isso se repita com De Vries.

No entanto, até agora o desempenho do jovem neerlandês ainda não chamou a atenção. Embora já tenha conquistado alguns pódios, o garoto está longe da batalha pelo título da F-Renault Eurocup, e a vitória em Assen, na verdade, serviu apenas para dar mais quilometragem no carro da F-Renault.

Mas o que significa o triunfo deste domingo? Será que De Vries está atrás dos demais pilotos da McLaren? Ou o desempenho dele está de acordo com os demais pilotos da equipe inglesa? Para responder a essas perguntas, o World of Motorsport faz uma comparação entre o desempenho de Nyck e dos demais pilotos da escuderia de Woking.

De Vries demorou 15 corridas para vencer pela primeira vez na carreira. O holandês estreou nos monopostos no dia 21 de abril (106 dias atrás) em uma etapa da F-Renault NEC em Hockenheimring. Desde então, disputou oito corrida no certame Europeu e outras sete no Norte-Europeu.

Lewis Hamilton também não demorou para vencer pela primeira vez

Lewis Hamilton, por sua vez, estreou nos monopostos no final de 2001 quando disputou o campeonato de inverno da extinta F-Renault UK. Foram quatro corridas, mas o atual titular da McLaren não conseguiu subir ao pódio. No ano seguinte, o piloto participou da temporada completa do certame e, no dia 16 de junho de 2002, venceu a etapa de Thruxton depois de largar na pole-position e marcar a melhor volta da prova.

Hamilton, portanto, demorou apenas nove corridas para triunfar pela primeira vez. No entanto, vale lembrar que naquela época não existiam rodadas duplas ou triplas, o seja, o inglês levou mais etapas que De Vries para vencer pela primeira vez. Por outro lado, o holandês teve bem mais chances – por disputar mais corridas – para ganhar uma prova.

Continuando com os jovens pilotos da McLaren, Kevin Magnussen é um caso especial. O dinamarquês estreou nos monopostos com vitória, no dia 3 de maio de 2008, mas ele disputava a F-Ford Dinamarquesa, que não é conhecida por ter um grid competitivo. Somente no final daquele ano é que Magnussen passou a disputar campeonatos europeus. Assim,o primeiro triunfo fora da Dinamarca aconteceu no dia 19 de setembro de 2009, em uma etapa da F-Renault NEC em Nürburgring, na 48ª corrida da carreira ou 30ª em um certame europeu.

Tom Blomqvist teve um início de carreira semelhante. O piloto começou na F-Renault Sueca, vencendo pela primeira vez no dia 23 de agosto de 2008, em Anderstorp. Até então, o britânico já havia disputado sete provas no campeonato, além de outras duas na F-Renault NEC.

A primeira vitória europeia de Blomqvist aconteceria mais tarde naquele ano, na terceira corrida do campeonato de inverno da F-Renault UK, em Rockingham, no dia 7 de novembro, na 21ª prova da carreira. Antes disso, o piloto já havia disputado todas as 14 corridas do campeonato sueco e outras seis no Norte-Europeu.

Beitske Visser também precisou de menos de dez corridas para subir no degrau mais alto do pódio

Nessa comparação com os colegas de McLaren, De Vries aparece em uma posição confortável. O desempenho em campeonatos europeus é melhor que os de Magnussen e Blomqvist em início de carreira, perdendo apenas para Hamilton. Mas o que acontece se compararmos o garoto com as demais revelações holandesas?

A primeira adversária é Beitske Visser, também de 17 anos. A pilota teve um começo parecido com o de Magnussen ao vencer logo na estreia no automobilismo. No ano passado, a garota foi convidada a participar de uma etapa do GT holandês – sendo a única mulher e tendo a metade da idade do segundo competidor mais novo do grid –, vencendo logo de cara.

Nos monopostos, a situação foi um pouco diferente, Beitske comemorou a primeira vitória na sexta corrida da etapa da ADAC Masters, em Zandvoort, no dia 6 de maio deste ano. Ou seja, demorou apenas 36 dias desde a estreia para subir ao degrau mais alto do pódio. Isso sem contar a etapa do GT holandês.

E quanto a Robin Frijns, líder da World Series by Renault e campeão da F-Renault Eurocup e da F-BMW Europeia? O fenômeno holandês bateu todos os recordes. Ele estreou nos monopostos no dia 10 de maio de 2009, em uma etapa da F-BMW Europeia. O primeiro triunfo aconteceu 40 dias depois, em 20 de junho, na primeira corrida de Silverstone. É verdade que essa foi a única vitória da temporada da temporada, mas o garoto acabou chamando a atenção.

Só que Frijns tem um bom argumento ao seu favor: ganhou contra o grid mais difícil de todos. Enquanto os demais pilotos deste post venceram em campeonatos regionais – como o Norte-Europeu –, Robin foi o único a triunfar em um europeu. Para se ter uma ideia, ele precisou superar gente como Felipe Nasr, Daniel Juncadella, Jack Harvey, Jazeman Jaafar e William Buller para ficar com a vitória.

Só por curiosidade: De Vries é empresariado por Anthony Hamilton (pai de Lewis) e já conta com o patrocínio da Lucozade (a mesma da McLaren)

2 comentários sobre “A primeira vitória da carreira de Nyck De Vries

  1. Sobre Frinjs e sua precocidade,ele venceu a 5ª corrida deste campeonato , o Nars venceu a 2ª corrida da 1ª etapa da FBMW EU em sua 4ª corrida de monopostos (fez duas pela FBMW Américas, com pódio) . Sobre o De Vries , tenho acompanhado a F.R2.0 e deu pra ver que ele é rápido mas comete erros e se envolve em acidentes com frequência ,como a categoria é muito difícil talvez em um 2º ano será possível melhor avalia-lo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s