Ao lado de Jamie Green, Ralf Schumacher voltou a vencer no DTM. (Eu só coloquei essa foto pela loira lá atrás)

Demorou nove anos, mas Ralf Schumacher voltou a vencer. Neste sábado, dia 14, o irmão mais novo de Michael Schumacher conquistou a vitória no evento de exibição do DTM, no estádio olímpico de Munique, em uma competição similar à Corrida dos Campeões. Ao lado de Jamie Green, o ex-piloto de F1 alcançou a vitória na competição em duplas (a individual será disputada neste domingo).

É verdade que a competição não valia pontos para o campeonato, mas para quem estava sem vencer desde 2003, qualquer triunfo está valendo. Maldosamente, a gente pode falar que às vezes esquecemos que o irmão mais novo ainda compete, mas os últimos anos de Ralf no automobilismo não têm sido brilhantes.

A última vez que o caçula dos Schumacher venceu foi no GP da França de 2003, quando o alemão dominou a corrida praticamente de ponta a ponta. Naquela época, a Williams tinha um carro razoavelmente bom o triunfo em Nevers Magny-Cours encerrou uma sequência de três corridas fantásticas. O germânico já havia sido segundo em Montreal e vencido em Nurburgring.

Mas desde então Ralf teve poucas chances de repetir a vitória. Ainda pela Williams, o piloto terminou em segundo no GP do Japão de 2004 e na etapa do ano passado do DTM no Red Bull Ring, já pela equipe de fábrica da Mercedes. Além disso, o alemão conquistou três terceiros lugares pela Toyota e mais um no DTM.

Na finalíssima, Jamie Green superou Adrien Tambay para garantir o triunfo da dupla da Mercedes

Só que mais importante que o fim do jejum de Ralf Schumacher é a invencibilidade da família em eventos de exibição. Isto é, todas as vezes que um Schumacher participou de uma competição mata-mata como essa do Estádio Olímpico de Munique ele se saiu vencedor.

Antes do triunfo de Ralf deste sábado, Michael participou das últimas cinco edições da Corrida dos Campeões. Ao lado de Sebastian Vettel, o heptacampeão da F1 venceu todas as Copas das Nações – a disputa entre duplas do evento. Ou seja, desde que Michael estreou na competição de fim de ano ele jamais foi vencido correndo ao lado de Vettel.

Neste sábado, Ralf Schumacher estendeu a invencibilidade com a vitória junto de Jamie Green. Assim, das últimas seis exibições que teve um Schumacher correndo em dupla ele se saiu vencedor.

Aí você perguntar sobre o evento de exibição do DTM de 2011, afinal, essa não é a primeira vez que acontece. Só que no ano passado não houve competições em duplas. Tanto no sábado quanto no domingo os pilotos competiram individualmente. Aí a situação foi bastante diferente e Ralf terminou somente na quinta colocação.

Só que isso é algo comum para os Schumacher. Michael também jamais venceu a Race of Champions em si. Sem a parceria de Vettel, o heptacampeão chegou a duas finais (sendo vencido por Mattias Ekström, em 2007 e 2009), caiu duas vezes nas quartas de final e foi eliminado na semifinal do ano passado.

Assim, se Ralf repetir o bom desempenho neste domingo, em Munique, ele será o primeiro piloto do clã Schumacher a vencer individualmente um evento de exibição.

Este post foi uma dica do colega-nerd Renan do Couto, que escreve no Por for dos boxes.