Milka Duno
Aos 40 anos, Milka Duno, está, digamos, cheia de charme

Quando Nelsinho Piquet venceu em Road America, pela Nationwide, inegavelmente Danica Patrick também havia sido um dos destaques da corrida. A americana estava na briga para terminar na terceira colocação, quando foi tocada por Jacques Villeneuve, sendo obrigada a abandonar a prova na última volta.

Neste final de semana, uma antiga rival da americana teve um desempenho parecido. A icônica Milka Duno reapareceu na Arca, onde disputou a etapa no circuito misto de New Jersey. Correndo com o carro de número 94 da equipe de David Leiner, a venezuelana – agora com 40 anos, mas mantendo o charme de sempre – terminou a corrida na décima colocação. E, pasme, 32 pilotos largaram!

Embora Danica – e principalmente Milka – não tenha sido destaques da Indy nos circuitos mistos, as duas aos poucos vão mostrando que pegaram a mão desse tipo de pista. Ainda que a adaptação aos ovais esteja demorando, elas começam a conseguir alguns bons resultados nas categorias onde resolveram seguir carreira.

É bastante curioso ver Milka Duno brigando por uma boa posição. Aliás, o décimo lugar em New Jersey é o melhor resultado da pilota desde a vitória (!) na categoria LMP2 da Petit Le Mans de 2004. Depois disso, ela conseguiu um 11º lugar no Texas, já correndo pela Indy, em 2007, mas naquele ano a categoria ainda não havia se juntado com a Champ Car e mal colocava 20 carros na pista.

Pela Dale Coyne, em 2010, o melhor resultado de Milka veio nas etapas de Chicago, Kentucky e Motegi, quando terminou em uma excelente 19ª posição. Nesse ritmo de evolução, será que poderemos ver alguma vitória?

P.S.: Ah sim, a corrida foi vencida por Andrew Ranger, que já participou da Champ Car, mas fez carreira na Nascar do Canadá.