A batalha da praia da Nascar

A Nascar divulgou essa semana o projeto da pista na reta oposta de Daytona (clique na imagem para ampliar)

Quando a Nascar anunciou no início do ano que iria fazer um oval temporário na reta oposta de Daytona para as competições da Speedweek, o primeiro questionamento, claro, era saber como iriam fazer para montar a pista por lá, já que há um lago nessa parte do autódromo.

Embora talvez alguém tivesse esperança de uma corrida com carros anfíbios, obviamente não é isso que vai acontecer. Nesta quinta-feira, dia 31, a Nascar deu mais detalhes sobre a pista.

Já se sabia que o oval ia ter 0,4 milha, mas agora o formato do traçado foi finalmente revelado. Trata-se de um grampo, parecido com a pista de Martinsville, que não é lá muito maior. Outra novidade é o uso do restante da reta oposta como área de boxes.

Talvez você esteja se perguntando por que a Nascar decidiu fazer um oval curto dentro da pista de Daytona. Eles não pretendem que as próximas 500 Milhas sejam disputadas por lá. Na verdade, o novo oval vai sediar o que está sendo chamado de UNOH Battle at the Beach. Embora o nome sugira, também não se trata de uma corrida de Fiat Uno em Daytona. UNOH é a Universidade do Norte de Ohio, então se um dia você estiver em dúvida sobre onde fazer a graduação, você pode considerar a UNOH, assim como Harvard, USP, UFRJ…

Ok, piada à parte, a Battle of the Beach é um evento criado pela própria a Nascar para integrar as demais categorias – Nascar East/West, Modifieds e Late Models – às semanas que antecedem a Daytona 500 e já contavam com Arca, Nationwide e Truck Series, além do próprio evento principal.

A corrida, na realidade, surgiu para substituir o antigo Toyota All-Star Showdown, que era disputado na pista de Irwindale, na Califórnia, e reunia os pilotos desses campeonatos menores. Em 2011, o evento da Toyota foi bruscamente cancelado e coincidentemente – ou não – a Battle of the Beach foi anunciada em seguida.

Duas imagens para ajudar a localizar o local do oval. Primeiro a visão aérea da reta oposta…
…e essa foto que mostra examente o local do oval

A BoB será composta por três corridas. Uma de Late Models, outra de Modified, além do evento principal, com os carros da Nascar East/West. Assim como o Toyota Showdown, não é todo mundo que vai participar da competição. É preciso cumprir alguns requisitos para se classificar.

Para começar, todos os vencedores de corridas na Nascar East, West, Modified e Southern Modified estão garantidos, assim como os campeões dessas categorias. É claro que você imagina que o campeão de um desses certames tenha vencido ao menos uma vez para conquistar a taça, mas com o filho do Matt Kenseth fazendo carreira, é cogitar o contrário.

Os dez primeiros colocados no ranking americano da Nascar All American – Late Models – também estão garantidos. Por fim, os campões da Nascar do Canadá, México e Europa também tem participação assegurada. Eles só precisam escolher em qual das três corridas (Late Models, Modifieds ou East/West) desejam correr.

As demais vagas serão definidas por corridas preliminares e treinos classificatórios. Nada muito diferente para quem já estava acostumado com o Toyota Showdown.

A Nascar até criou uma página bonitinha para mostrar os pilotos que já garantiram vaga no evento – para ver basta clicar aqui. Falando apenas do evento principal, da Nascar East/West, não há muitas dúvidas que a expectativa será por um confronto entre Dylan Kwasniewski (imagina se ele chegar às categorias maiores e tivermos que escrever o nome dele sempre) e Chase Elliott. Ambos têm apenas 16 anos e são os líderes da West e da East, respectivamente. Além deles, o outro nome de peso aguardado é o de Ryan Blaney, que ainda não garantiu classificação.

E também sempre tem a possibilidade de algum piloto desconhecido aparecer e roubar a cena. Quem não se lembra da atuação de Sergio Peña no Showdown de três anos atrás, quando o então desconhecido piloto quase tirou a vitória de Joey Logano?

No final, vai ser sensacional ver como uma pista dentro de uma pista se comporta, ainda mais com um traçado estilo Martinsville, as confusões devem acontecer.

Um comentário sobre “A batalha da praia da Nascar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s