O desabafo (?) de Jaime Alguersuari

Jaime Alguersuari posando para uma foto ao lado de Jaime Alguersuari. Não são uma família feliz?

Após o GP da Malásia da F1, a Sauber proibiu que Antonio Pérez, pai de Sergio Pérez, assista às corridas dos boxes da equipe. O mexicano não costuma aguentar a emoção quando o filho está disputando as primeiras posições – principalmente em uma exibição como o segundo lugar de Checo em Sepang – e costuma passar mal.

Talvez até mesmo algum mecânico da equipe suíça já tenha comentado com um colega algo como “olha lá! O velho vai ter um piripaque daqui a pouco!”.

Independentemente da reação de Antonio, a verdade é que os pais de pilotos sempre são figuras carimbadas nos autódromos e muitas vezes refletem a personalidade dos filhos. Por exemplo, na Nascar, em certa ocasião, um mecânico da equipe de Joe Gibbs tentava segurar Joey Logano para que o jovem garoto não fosse trocar sopapos com Kevin Harvick. Só que o pai de Joey apareceu, puxou o mecânico, olhou para o filho e gritou algo “vai lá, pega ele!” Certamente uma das cenas mais constrangedoras da história categoria.

Pois bem, quem se aproveitou da situação de pai de piloto foi Jaime Alguersuari Sênior, que escreveu um livro justamente sobre o assunto. O espanhol, que também é um dos dirigentes da World Series by Renault, criou uma espécie de guia para todos aqueles que querem ver os filhos tendo sucesso no esporte.

Na publicação, chamada de “Seu filho pode ser um craque”, Alguersuari Pai dá dicas como obrigar os garotos a estudar mesmo se tiverem sucesso nas categorias de base e destaca algumas características obrigatórias para os jovens atletas, sem as quais um garoto não se tornará uma estrela.

Só que em um dos capítulos do livro, nosso amigo espanhol se dirige aos pais cujos filhos não tiveram sorte no esporte. Em uma das frases, Alguersuarão diz que “são poucos os pais que aceitam na metade do caminho que seu filho não tem as condições para ter sucesso.”

Opa, peraí, será esse capítulo uma espécie de desabafo do autor? Ou será que ele fala por experiência própria?

Bom, pelo menos Jaiminho serviu para alguma coisa. Enquanto o ex-piloto é DJ em festas badaladas em Ibiza e St. Tropez e exerce o cargo de comentarista nas horas vagas, o pai se aproveita do fracasso na F1 para vender livros. Afinal, em uma publicação que tenta explicar o sucesso de gente como Fernando Alonso, Pau Gasol e Rafael Nadal, é difícil colocar Alguersuari-filho no mesmo grupo.

Este post foi uma dica da colega Juliana Tesser.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s