O futuro ídolo da Indy

Josef Newgarden
Josef Newgarden estreia na Indy pela equipe de Sarah Fisher. Mas olhando o esquema de pintura, lembra um pouco o da Forsythe nos últimos anos do time, não?

Que Rubens Barrichello é a grande atração da temporada 2012 da Indy, ninguém dúvida. Mas outro novato vem chamando a atenção nessas primeiras atividades oficiais da categoria. Aos 21 anos apenas, Josef Newgarden vem surpreendendo ao conseguir entrar na briga pelo top-10 com o carro da pequena equipe de Sarah Fisher.

Um feito bastante elogiável, levando em conta que só entre Ganassi e Penske já são sete carros.

Newgarden chegou à Indy em 2012 sendo o atual campeão da Indy Lights. No ano passado, o garoto venceu o experiente Esteban Guerrieri para ficar com o título no campeonato de acesso e, de quebra, receber a bolsa para poder fazer a transição para a Indy.

Em um mercado de pilotos onde o dinheiro vem primeiro e muitas vezes o talento é colocado de lado, o prêmio pela conquista da Indy Lights foi o combustível que Newgarden precisava para garantir participação integral em 2012. Assim, não é difícil imaginar que o plano do garoto seja se destacar no atual campeonato e tentar fechar um contrato melhor no próximo ano.

Com Graham Rahal enfrentando um longo jejum de vitória e J.R. Hildebrand ainda não tendo estourado, Newgarden já começa a se colocar como um possível ídolo para a torcida norte-americana nos próximos anos. Versátil, o garoto parece não enfrentar os problemas dos compatriotas e consegue andar bem tanto em mistos quanto em ovais.

Caso consiga repetir na Indy o bom desempenho que teve nas categorias por onde passou, Newgarden pode chegar longe no campeonato. Principalmente se levado em conta a pouca idade do piloto se comparado a gente como Dario Franchitti, Tony Kanaan e Helio Castroneves.

Agora um detalhe curioso. Ao contrário de Hildebrand e Rahal, que construíram a carreira nos Estados Unidos, Newgarden se desenvolveu em solo europeu. Aliás, a transição para a Indy Lights, em 2011, em um momento em que estava valorizado no Velho Continente, foi de certa forma uma surpresa. Afinal, havia quem o tivesse apontado como uma eventual promessa da GP3.

Antes de Indy Lights e GP3, a carreira do garoto foi meteórica. Entre 2006 e 2008 participou apenas dos campeonatos da Skip Barber, que não deixam de ser mais uma escola de pilotagem que um certame em si. Depois, foi campeão logo no segundo torneio de F-Ford – esses que duram um final de semana e reúnem garotos do mundo todo – em que participou na Inglaterra.

Com esse bom resultado, foi vice-campeão da própria F-Ford Inglesa em 2009 e fez uma aparição e pulou para a GP3 no ano seguinte, quando conquistou uma pole-position. Nesse momento de alta, ele optou por voltar aos Estados Unidos e agora segue carreira na Indy.

Josef Newgarden
Josef Newgarden era só sorrisos no dia do anúncio oficial na equipe de Sarah Fisher. Ele é o do meio, caso você tenha dúvdas

Meu palpite é que Newgarden deve rapidamente ganhar espaço nas grandes equipes. É o tipo de piloto que todo mundo gosta. É americano, agrada aos patrocinadores e também é muito habilidoso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s