Mitch Evans
A participação do bicampeão Mitch Evans, que estava treinando com Mark Webber, foi o destaque da TRS em Hampton Downs

Depois de três semanas de competição, a temporada 2012 da Toyota Racing Series chega aos momentos decisivos. Neste primeiro final de semana de fevereiro, a categoria foi a Hampton Downs para a disputa da quarta das cinco rodadas do campeonato.

Para esse final de semana, o torneio teve como principal novidade o retorno do bicampeão Mitch Evans. O garoto, que já renovou com a MW Arden para a disputa da GP3, estava em um centro de treinamento na Austrália ao lado de Mark Webber. Com o australiano indo para a Espanha, onde a F1 realiza a primeira bateria de treinos coletivos, o garoto pôde voltar à Nova Zelândia e aproveitar a folga correndo pela equipe do próprio pai na TRS.

Na pista, Evans mostrou o resultado do treinamento de Webber. Contando também com a vantagem de conhecer a categoria como a palma da mão, o garoto conquistou a pole-position para a primeira e para a terceira corrida da rodada tripla e vencendo a prova de abertura.

A corrida em si não teve muita emoção, já que ultrapassar em Hampton Downs se mostrou impossível. Assim, Evans venceu fácil, seguido pelo compatriota Nick Cassidy e por Hannes Van Asseldonk.

Na segunda corrida, com a regra do grid invertido, Cassidy e Evans tentaram avançar posições desde o início, mas os dois acabaram se tocando. Pior para o protegido de Mark Webber, que abandonou a prova depois de ser acertado por Josh Hill.

Mitch Evans
Apesar da comemoração pelo retorno, Mitch Evans encerrou a segunda corrida com o carro bem danificado

No final, vitória de Raffaele Marciello, a primeira do italiano na competição. O triunfo, aliás, foi bastante importante para o garoto, já que a participação dele na Toyota Racing Series estava sendo bastante contestada. Tendo competido na F3 Italiana em 2011 e fazendo parte da Ferrari Driver Academy, a expectativa era que Marciello brigasse pelo título do campeonato. O piloto, no entanto, sequer está entre os cinco primeiro na tabela de pontos e conseguiu apenas dois pódios, mas sempre dependendo da regra do grid invertido. Muito pouco para quem tem o apoio de Maranello desde que saiu do kart.

Na terceira corrida, Evans largou na pole-position, mas tracionou muito mal. Cassidy e Van Asseldonk se aproveitaram para assumir as duas primeiras colocações. Mitch ainda recuperou a posição do holandês, só que não teve ritmo para alcançar o compatriota, que chegou ao quatro triunfo na temporada.

No final, Cassidy manteve a liderança do campeonato, abrindo 126 pontos de vantagem para Van Asseldonk. Com 225 pontos em jogo na etapa decisiva, o neozelandês tem grandes chances de levar o título para casa. Ocupando a terceira colocação na tabela e pontos, Damon Leitch foi a grande decepção do final de semana.

Depois de liderar o certame após a primeira etapa, Leitch marcou apenas 54 pontos no final de semana (só dois pilotos foram pior) e deu adeus ao título com 571. A impressão que fica é que o neozelandês conquistou os bons resultados no início da temporada porque já conhecia o carro da TRS e as pistas locais. Mas bastou os pilotos internacionais se adaptarem à competição para que o desempenho de Leitch desabasse vertiginosamente.

No outro extremo está Lucas Auer. A exemplo de Marciello, o sobrinho de Gerhard Berger vinha sendo bastante criticado pelas exibições abaixo do esperado, até porque ele era um dos favoritos ao título após os testes da pré-temporada. Depois de desapontar nas duas primeiras etapas, Auer foi melhorando e conseguiu o primeiro pódio de 2012 ao terminar a segunda corrida atrás apenas do italiano da Ferrari.

Por fim, Bruno Bonifácio mais uma vez teve um final de semana de altos e baixos. O brasileiro mais uma vez dominou os treinos livres, mas não conseguiu fazer o bom ritmo valer no treino classificatório. Largando no meio da galera, Bruno não conseguiu avançar. Pelo contrário, terminou cada vez mais para trás e ainda abandonou uma corrida.

O piloto continua em décimo na classificação geral, mas perdeu a vice-liderança entre os novatos para Lucas Auer. O líder entre os debutantes é Jono Lester, com 49 pontos a mais que Bonifácio.

A última etapa da temporada 2012 da Toyota Racing Series será realizada entre os dias 10 e 12 de fevereiro, em Mansfield. Na ocasião, o GP da Nova Zelândia será realizado. Essa é uma das poucas corridas do mundo que não faz parte do calendário da F1, mas pode carregar a denominação ‘GP’. Na briga pelo campeonato, Cassidy precisa de um milagre para perder.

Clicando aqui você pode ver a classificação completa da Toyota Racing Series em 2012.