Cuidado, John Wes Townley está de volta!

John Wes Townley
John Wes Townley em uma exibição típica na Nationwide

Ao que tudo indica, o piloto do safety-car vai trabalhar bastante na temporada 2012 da Nascar Truck Series. Na sexta-feira, dia 13, John Wes Townley anunciou que vai disputar de forma integral o próximo campeonato da categoria pela RAB Racing.

O americano passou o ano de 2011 longe das pistas, mas retorna de fora inesperada ao automobilismo. Townley disputou três temporadas entre ARCA, Truck Series e Nationwide, de 2008 a 2010, quando ficou conhecido por bater constantemente.

Townley é o típico caso de piloto que se perdeu na carreira por pular etapas. Por ter patrocínio garantido – o pai é um dos fundadores da rede de restaurantes Zaxby’s –, o garoto saiu da ARCA rumo à Nationwide em apenas dois anos, sem se preocupar com o desenvolvimento como atleta. Afinal, o dinheiro podia pagar esses voos maiores.

Na realidade, quando surgiu na ARCA, em 2008, competindo pela RAB Racing, Townley parecia um piloto promissor. Naquele ano, o campeonato revelou nomes como Scott Speed, Ricky Stenhouse Jr e Justin Allgaier, que disputaram o título até a etapa final. Na corrida decisiva, cinco pilotos tinham chance de levantar a taça. Townley foi o sétimo na classificação final, tendo conquistado 1 TOP 5 e 8 TOP 10. Um resultado respeitável para um garoto de apenas 17 anos até então.

John Wes Townley
Era fácil identificar os envolvidos em um acidente. O comentarista podia dizer: "eu vejo Townley e mais três pilotos", sem medo de errar

Enquanto disputava as últimas etapas da temporada da ARCA, Townley também foi correr na Nascar Truck Series. Esse tipo de transição é bastante comum na verdade. A ideia do americano era iniciar a aclimatação ao novo certame, de olho em correr no próximo ano. De quebra, o garoto conseguiu arrumar uma vaga na Roush, que era patrocinada pela Zaxby’s na época.

Passada a Truck Series, para 2009, Townley poderia seguir na ARCA, para tentar brigar pelo título, ou mudar para de vez para as caminhonetes. No fim, o garoto optou por uma terceira opção: dar um passo ainda maior na carreira ao correr na Nationwide, novamente pela RAB. O resultado, obviamente, foi desastroso. O americano não conseguiu se classificar para seis provas e só terminou quatro na volta do líder.

Nas etapas em que competiu, foi uma presença constante no muro, acionando o safety-car. Era até surpreendente quando a primeira bandeira amarela de uma prova não era causada por ele. Foram sete abandonos oficiais por conta de batidas, e mais um monte de acidentes que puderam ser consertados a tempo, ou resultaram a danos indiretos no carro.

Surpreendentemente, em 2010, Townley conseguiu se transferir para a equipe de Richard Childress mesmo com os péssimos resultados. Obviamente, o combustível financeiro foi fundamental na negociação.

Os resultados não mudaram muito. O piloto demonstrou alguma melhora, tendo inclusive liderado dez voltas em Las Vegas, mas continuava a bater constantemente. Após um acidente no treino classificatório para a etapa de Phoenix, a sexta da temporada, Childress anunciou o afastamento do garoto. Na época, Clint Bowyer e até mesmo Morgan Shepherd correram no carro de número 21, enquanto o JWT estava longe.

John Wes Townley Nationwide
Essa foi a batida que custou a cabeça de Townley na RCR. Uma exibição de gala do piloto

Townley, porém, logo percebeu que o afastamento era, na verdade, uma forma de ele não quebrar mais carros, mas com a RCR garantindo a grana da Zaxby’s, afinal o contrato não havia sido rescindido. O piloto acabou arrumando as coisas e decidiu voltar para a RAB Racing. Em quatro corridas, até conseguiu um 17º lugar em Michigan, o que mostrava uma franca evolução.

Só que pela RAB, os resultados obtidos estavam longe do potencial mostrado na RCR. Sem essa perspectiva de melhora, Townley resolveu pedir as contas e ir embora.

A melhor parte vem agora. O piloto deixou o time às vésperas da etapa de Montreal da Nationwide, se queixando da falta de desempenho do equipamento. Robby Benton, dono da RAB, revelou que precisou correr atrás de um piloto às pressas, já que o titular havia abandonado a equipe.

A RAB, então, contratou Boris Said, especialista em circuitos mistos. Na prova canadense, o americano, discípulo do Mr. Satan, conquistou a primeira vitória da carreira nas divisões da Nascar ao superar Max Papis na linha de chegada, no final mais emocionante dos últimos tempos na categoria.

Quer dizer, o equipamento era tão ruim que bastou Townley sair para a RAB ganhar uma corrida? Poxa. Bom, depois de ter desistido de competir, o piloto ficou de molho por um ano e meio e agora está de volta à Truck Series. Curioso que depois de tudo isso, ele voltou a correr justamente pela RAB, não?

Parece que ele resolveu retomar a carreira exatamente onde começou a pecar anteriormente: na transição da ARCA para a Truck Series e para a Nationwide. Como ele ficou longe das pistas no último ano, poderá competir pelo prêmio de Rookie of The Year.

Não tenho a menor expectativas por resultados. Acho que Townley vai ser o típico piloto que termina as corridas entre os 15 primeiros, mas jamais consegue chegar no top-5. Fora isso, meu conselho a Nelsinho Piquet e a Miguel Paludo é um só: tomem cuidado!

2 comentários sobre “Cuidado, John Wes Townley está de volta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s