A nova imagem de Nelsinho Piquet na Nascar

Nelsinho Piquet
Nelsinho Piquet aparece bem mais confiante na Nascar. O piloto rapidamente se tornou um dos favoritos da Truck Series

Nesta quinta-feira, dia 12, a Nascar volta à Flórida para o início do único treino coletivo da pré-temporada da categoria. Os carros vão à pista de Daytona para testar as novidades do regulamento – como a chegada da injeção eletrônica –, além de praticar o draftlock.

Para quem está de fora, a Preseason Thunder (esse é o nome que os treinos têm) serve para alguns bons motivos: descobrir quem vai trabalhar com quem nas parcerias do draftlock, rever Danica Patrick e ouvir sobre as expectativas dos brasileiros para a nova temporada.

Bom, oficialmente, o único brasileiro presente será Nelsinho Piquet, que foi convidado pela Nascar a participar de alguns eventos em Daytona, no chamado Media Day. Basicamente, ele vai dar uma entrevista coletiva e distribuir autógrafos.

Em 2012, Nelsinho vai iniciar o terceiro ano nos Estados Unidos, embora o piloto mesmo admita que a primeira temporada por lá – onde correu em apenas algumas provas da ARCA e da Nascar – serviu apenas para verificar se era isso mesmo o que ele queria para a carreira.

Nesse tempo, o brasileiro deixou para trás a imagem de alguém que saiu da F1, dispensado por uma equipe para qual causou um acidente proposital, e se tornou um dos competidores favoritos dos fãs. O ex-piloto da Renault ganhou reconhecimento por parte da imprensa americana e dos torcedores pelo bom desempenho na temporada como novato, onde brigou por um lugar entre os cinco primeiros em boa parte das corridas.

Nelsinho Piquet
As estatísticas de Piquet na Truck Series impressionam por se tratar de um novato

Os números não escondem a adaptação de Nelsinho. Em 25 corridas, o brasileiro conquistou 6 TOP 5 (pouco menos de 25%) e 10 TOP 10 (40%). Teve uma média de posição de largada – average start – de 9,3 e uma média de posição de chegada – average finish – de 14,1.

Outro fator que contribuiu para o aumento do prestígio do brasileiro nos Estados Unidos foi a evolução demonstrada ao longo do ano. Dos cinco abandonos de Nelsinho, três aconteceram ainda nas seis primeiras corridas.

Quando sofreu o acidente da primeira corrida no Kentucky, o piloto abandonou a quarta etapa na temporada e caiu para a 15ª colocação no campeonato.  A partir daí, nas 15 corridas restantes, o brasileiro abandonou apenas uma única vez – aquela batida com o Miguel Paludo em Michigan – e ganhou cinco posições na classificação geral, para terminar o ano dentro do top-10, com 752 pontos, apenas 12 a menos que Cole Whitt, nova aposta de Dale Jr e que esnobou a Red Bull. Piquet ainda encerou o ano com dois quarto lugares consecutivos.

O último ponto forte de Nelsinho foi ter se destacado nos ovais intermediários, os de 1,5 milha de distância. Nesse tipo de pista, o brasileiro conquistou todos os 6 TOP 5, além de 8 TOP 10. É importante ressaltar esses números, já que os ovais intermediários são predominantes na Sprint Cup. É impossível um piloto chegar à divisão principal sem andar bem nesse tipo de pista. E quem domina esses circuitos – como Tony Stewart, Jimmie Johnson, Carl Edwards e Kevin Harvick, por exemplo – leva vantagem em relação aos adversários.

Ainda falando sobre o desempenho de Piquet nos ovais intermediários, é necessário levar em conta que ele competiu pela equipe de Kevin Harvick, cujo equipamento realmente é dominante nessas pistas. No entanto, nada que tire o mérito do brasileiro, afinal ele precisou se adaptar a esses ovais, enquanto competiu com pilotos (como Ron Hornaday e o próprio Kevin Harvick) que passaram os últimos dez ou 15 anos da carreira correndo em ovais intermediários em quase toda semana.

Em 2012, teoricamente Nelsinho deve ter uma dificuldade maior para conseguir esses resultados. Embora o piloto retorne mais experiente, agora ele compete pela Turner, que não tem a mesma estrutura da KHI. O grande trunfo do brasileiro para é que o mercado de pilotos da categoria foi bastante movimentado e não há um favorito para o próximo campeonato.

Em uma primeira análise, o título deve ser disputado entre Johnny Sauter e James Buescher, que brigaram pela taça em 2011 e permaneceram nas mesmas equipes. Como Buescher corre para a Turner, isso significa que Nelsinho estará em uma boa posição caso consiga superar o companheiro de equipe. A tarefa, no entanto, será deveras complicada.

5 comentários sobre “A nova imagem de Nelsinho Piquet na Nascar

  1. Acompanhei poucas corridas do Nelsinho na Nascar,mas nelas observei que ele realmente era um bom piloto e teria muito sucesso na categoria,e fico muito feliz ele ter sido reconhecido lá fora por seu talento.
    Uma pena que aqui no Brasil a categoria Estadunidense não seja tão divulgado,e muitos simplesmente ignoram o talento do Nelsinho,e acaba só lembrando do trágico fato na F1,esses dias inclusive discuti com um camarada meu,pois ele nunca viu Nascar e ficou falando mal do Nelsinho na mesma,e isso é imensamente normal entre os Brasileiros.
    Espero que o Nelsinho tenha sucesso na Turner,que o mesmo consiga ficar entre o Top 10,e tenha um bom carro nas mãos,e quem sabe daqui a alguns anos ele esteja competindo na Sprint Cup,e tenha muito sucesso e quem sabe consiga um título de campeão na categoria,seria uma festa aqui em casa,e assim as emissoras iriam divulgá-lo mais e os Brasileiros iriam ter a oportunidade de ver o trabalho dele.

    Ao Piquet boa sorte neste ano,que tentarei voltar a acompanhar a categoria,e que ele consiga êxito com a Turner.

    Curtir

  2. Acho curioso falarem que o Nelsinho saiu da F1 e só relacionam a batida em Cingapura. Se ele fosse bom piloto para a F1, teria ficado na Renault e não teria denunciado o caso Cingapura.

    De qualquer forma, boa sorte a ele e ao Paludo.

    Curtir

    1. Nelsinho Piquet não teve sorte na F1, decepcionou mas na equipa certa tinha qualidades para brilhar e manter-se na categoria. Não é qualquer um que disputa um campeonato ao milímetro com Lewis Hamilton, como fez o Nelsinho em 2006 na GP2.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s