As mais novas caras da Nationwide 2012

Johanna Long
Johanna Long será a rival de Danica Patrick na Nationwide em 2012. Será uma bela briga

O mercado de pilotos da Nationwide passou o ano todo de 2011 bastante calmo. Elliott Sadler renovou com a equipe de Richard Childress, Danica Patrick confirmou a transição da Indy para os carros de turismo, Austin Dillon pulou da Truck Series para a divisão de acesso e Travis Pastrana se machucou, mas garantiu que volta para disputar o campeonato.

O campeonato parecia que não ia passar disso, com as vagas restantes podendo ser definidas às vésperas de Daytona, para quem aparecesse com mais dinheiro para correr.

Só que bastou virar o ano para que a briga pelas vagas se intensificasse. Talvez pela necessidade de cumprir contrato até o dia 31 de dezembro, muita gente ficou quietinha até esses primeiros dias do ano.

A grande movimentação até agora aconteceu na JR Motorsports. O time já estava certo com a dupla formada por Danica Patrick e Aric Almirola, mas o piloto de origem cubana, após terminar 2011 na quarta colocação, foi chamado pela equipe de Richard Petty na Sprint Cup para substituir AJ Allmendinger, que se transferiu para Penske.

Cole Whitt
Cole Whitt precisou abrir mão da Red Bull para assinar com a JR Motorsports. É para quem pode

Para o lugar de Almirola, Dale Earnhardt Jr contratou Cole Whitt, que havia corrido em 2011 pela Turn One, na Truck Series. O curioso dessa história é que o garoto de apenas 19 anos foi obrigado a rescindir contrato com a Red Bull – sua investidora –, já que Dale Jr é patrocinado pela concorrente AMP e seria havia esse conflito de interesse.

E já que Danica Patrick entrou no post, ela não será a única mulher na categoria em 2012. A média ML Motorsport anunciou a contratação de Johanna Long, que deve disputar 18 provas no ano. A equipe tradicionalmente não compete em toda a temporada, então sempre quando estiverem em um circuito será comandada por Johanna.

Outro piloto que não vai disputar a temporada completa, assim como Long, é Brad Sweet. Mas, ao contrário da piloto da ML, o garoto fica de fora de algumas corridas, já que a Turner Motorsport – a mesma equipe de Nelsinho e Paludo na Truck – anunciou que ele vai dividir o carro de número 38 com Kasey Kahne.

Steve Wallace é mais um que parece não estar a caminho de disputar a temporada completa de 2012. O problema para o piloto é que a equipe do pai, Rusty Wallace, fechou as portas. Com a 5-Hour Energy tendo indo para a Sprint com Clint Bowyer, o piloto ficou sem patrocinador e agora vai precisar bater de porta em porta se quiser correr.

Michael Annett
Michael Annett descobriu agora que está desempregado

Com o fim da equipe de Rusty, Michael Annett é outro que sobrou. O piloto, no entanto, contra com o patrocínio da Pilot J, empresa da família, é pode acabar descolando alguma vaga. O problema para ele é que os principais lugares já estão ocupados. Então Annett não tem muito bem para onde ir. Tirando a Roush, que não parece uma opção muito provável, o garoto poderia acabar beliscando alguma coisa na Turner, talvez na Phoenix ou mesmo na Pastana-Waltrip, mas são acordos bastante difícieis.

Annett ainda poderia parar na equipe de Kyle Busch, que estreia na Nationwide em 2011. Mas a KBM marcou o anúncio oficial para o dia 19 de janeiro, enquanto Annett foi liberado apenas hoje. Talvez em um segundo piloto no time, mas essa é uma possibilidade bastante remota. Enquanto Buschinho não anuncia ninguém, a maior especulação é que ele e o irmão, Kurt Busch, devam dividir o carro ao longo da temporada.

Se isso acontecer, seria ruim para a categoria. O domínio do caçula já é conhecido e, para falar a verdade, bastante chato. Se correndo por Joe Gibbs ainda havia alguma presença do patrão na hora de mandá-lo focar na própria equipe, com a própria equipe será um salve-se quem puder, igual na Truck Series. E nos trucks, todo mundo viu o que aconteceu no Texas quando Kyle mandou Ron Hornaday para o muro.

Com Buschão, seria algo semelhante. O cara pode estar no fundo do poço da carreira depois de ser demitido pela Penske, mas competir contra um bando de garoto de 18 anos e comemorar as vitórias como se fosse um grande feito não é o lugar certo.

Pior para gente como Joey Gase. O garoto tem 18 anos, assinou contrato com a pequena Go Green Motorsport para fazer a temporada toda e pode ter que enfrentar Kurt Busch, Kasey Kahne, entre outros semanalmente. Quem disse que o mundo do automobilismo é justo?

3 comentários sobre “As mais novas caras da Nationwide 2012

  1. Desculpa a ignorância… Mas eu sempre fico perdido nas divisões da NASCAR (ajuda o fato de eu não ter Speed Channel em casa).
    E nem o Grande Prêmio nem o WoM fazem questão de explicar muito bem.

    Veja se eu estou certo: a divisão principal é a SprintCup, seguida da Nationwide e da TruckSeries, é isso???

    Curtir

      1. Eu lembro desse post da vitória do Pietro. Foi depois de ler esse post que entendi a grandiosidade da categoria e passei a me interessar um pouco mais.
        Mas como eu disse, tá difícil de assistir até na TV paga, já que o Speed só aparece nos pacotes mais caros

        Valeu a explicação! Tava difícil deduzir, porque os nomes não dizem muita coisa. Pra ajudar, tem “kyles busches” da vida que, se deixar, correm em todas as categorias ao mesmo tempo!!! hehe

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s