Red Bull Junior Team
A Red Bull anunciou a geração de 2012 do Junior Team. Na foto: Alex Albon, Callan O'Keeffe, Daniil Kyvat, desconhecido e Stefan Wackenbauer

A Red Bull surpreendeu a todos, no final do mês de dezembro, ao anunciar que Daniel Ricciardo e Jean-Éric Vergne vão disputar a temporada 2012 da F1 pela Toro Rosso, em substituição a Sébastien Buemi e Jaime Alguersuari.

Com a decisão, Ricciardo e Vergne viram a página nas respectivas carreiras e encerram a fase em que fizeram parte do Red Bull Junior Team, o programa de jovens pilotos da equipe austríaca.

A promoção da dupla, aliás, marcou o final de uma geração no Junior Team, que além de Alguersuari e Buemi, também contou com nomes como Robert Wickens, Mikhail Aleshin, Mirko Bortolotti, Brendon Hartley, Mika Maki e Jean-Karl Vernay, entre outros.

Sem esses pilotos, a nova fase do programa começou em 2010, com a chegada de Carlos Sainz Jr e Daniil Kyvat. Ambos começaram na F-BMW, mas a temporada inicial do duo foi bastante ruim. Apenas no ano passado, já na F-Renault, os garotos começaram a justificar o investimento feito pela empresa dos energéticos.

Nesta quinta-feira, dia 5, a Red Bull convocou a imprensa nos seus domínios para uma série de anúncios sobre 2012. Além de confirmar a retenção de Buemi como piloto reserva na F1, a empresa também anunciou a nova geração do Junior Team. Além de Sainz e Kyvat, quatro garotos farão parte do programa mais cobiçado do automobilismo de base: Lewis Williamson, Stefan Wackenbauer, Alex Albon e Callan O’Keeffe.

Lewis Williamson
Lewis Williamson ficou com a cobiçada vaga na World Series by Renault, onde vai correr pela Arden

Dos quatro novos integrantes, Williamson é o mais conhecido. O escocês de 22 anos sondou o programa de jovens pilotos da McLaren, mas acabou sendo aproveitado justamente pelos rubro-taurinos. O garoto competiu na F-Renault UK e, no último ano, na GP3, pela MW Arden, time de Mark Webber e Christian Horner.

Apesar do calendário curto da GP3, Williamson conseguiu chamar a atenção de Helmut Marko, conselheiro rubro-taurino, que pediu a contratação do garoto para o programa de jovens pilotos. Assim, em 2012, o garoto segue na Arden, onde vai disputar a World Series by Renault, além de testar no simulador de F1.

Vale lembrar, aqui, que essa vaga ocupada pelo escocês tem uma importância fundamental. Como Ricciardo e JEV subiram para a F1 e Sainz ainda está na F3, havia uma lacuna na progressão da Red Bull. Isto é, levando em conta que Mark Webber pode se aposentar ao fim de 2012, um dos novos garotos da Toro Rosso pode acabar subindo para a equipe principal, abrindo, assim, uma vaga no time satélite. Como Carlos Sainz é muito jovem para assumir esse posto, havia uma expectativa de que os rubro-taurinos pudessem contratar alguém de fora enquanto o catalão não estivesse pronto. A chegada de Willamson, portanto, praticamente encerra essa alternativa e evidencia que a Red Bull escolheu desenvolver alguém para ocupar esse posto.

O escocês é o mais velho entre os novos contratados. Os demais foram chamados para competir ainda na F-Renault, em 2012, onde vão começar a se preparar para o futuro. Dentre eles, o nome mais conhecido é o de Alex Albon.

Alex Albon
Alex Albon, que estreia nos monopostos aos 15 anos, tem como objetivo quebrar o jejum de título da Red Bull na F-Renault, que dura desde Brendon Hartley, em 2007

Com apenas 15 anos de idade, o inglês chega ao Red Bull Junior Team para disputar a F-Renault pela Epic – antiga Epsilon Euskadi – que já foi parceira da empresa austríaca na categoria. Albon é o atual campeão mundial de kart na categoria KF3 e foi o principal rival de Nyck de Vries no último ano em outras divisões. Agora, em 2012, os dois fizeram a transição para os monopostos, mas o duelo entre eles pelo título deve acontecer apenas em 2013, já que há pilotos mais experientes na categoria.

A Red Bull, na verdade, terá três pilotos na F-Renault. Além de Albon e Kyvat, a empresa ainda vai contar com Stefan Wackenbauer, o quinto membro do Junior Team. Aos 16 anos de idade, o garoto chega ao programa credenciado pelo título da BMW Talent Cup na temporada passada, quando venceu apenas 14 das 16 corridas do campeonato.

Impressionante não? Mas o mais legal de Wackenbauer e a história. Ele é alemão, começou a carreira sendo apoiado pela BMW e agora seguiu para a Red Bull. Onde será que a gente já viu isso? Então, no caso de você ainda não ter percebido, ele é o primeiro germânico no Red Bull Junior Team desde Sebastian Vettel. Talvez não seja o piloto mais promissor dessa nova geração, mas é o mais interessante de todos, afinal é uma prova de que os rubro-taurinos estão esperando que um raio caia duas vezes no mesmo lugar.

Carlos Sainz
Apenas Carlos Sainz ao lado de Carlos Sainz. O terceiro na foto é Felipe Nasr em dia de tiete. Ou seria ele o tietado?

Como dito, Wackenbauer ficou famoso por ter dominado a última temporada da BMW Talent Cup. O sucessor dele, aliás, também será rubro-taurino. A empresa anunciou que o sexto representante do Junior Team também disputará a categoria germânica a fim de se preparar para campeonatos maiores em 2013. O nome dele é Callan O’Keeffe, da África do Sul.

Callan tem apenas 15 anos de idade e é três meses mais jovem que Albon, tornando-o o caçula do programa de jovens pilotos. Na breve carreira até aqui, o sul-africano se destacou no último ano ao conquistar o título britânico de kart.

Com algumas surpresas, a Red Bull anunciou os seis pilotos – Carlos Sainz Jr, Daniil Kyvat, Lewis Williamson, Alex Albon, Stefan Wackenbauer e Callan O’Keefee – que deverão fazer pare do programa de jovens pilotos ao longo dos próximos anos. Esses meninos, assim, cada vez mais vão se tornar nomes constantes no noticiário automobilístico e, obviamente, são fortes candidatos a futuras vagas na F1.