Guerra fria no WTCC

Lada Granta
A Lada deve participar do WTCC em 2012 após dois anos distante do campeonato

Depois de ser dominado pela Chevrolet em 2011, o WTCC ganhou novas montadoras para a próxima temporada. Além atual campeã, BMW e Seat continuam no certame – mesmo sem apoio de fábrica – e a Ford já havia anunciado que deve participar do campeonato.

Agora foi a vez de a Lada confirmar o retorno ao WTCC em 2012. Eu já tinha escrito sobre a possibilidade dos russos voltarem ao campeonato, em um post que você pode clicar aqui para relembrar.

A Lada esteve no WTCC em 2008 e 2009 inscrevendo carros praticamente apenas para pilotos locais. Primeiramente, a montadora usou o modelo 110s e depois trocou pelo Priora. A história dos russos na categoria durou somente dois anos, e a empresa resolveu deixar o certame pelo custo elevado do campeonato aliado aos fracos resultados obtidos. A decisão também coincidiu com a chegada de Vitaly Petrov à F1, quando o piloto contou com o apoio financeiro da montadora via governo russo.

A tática da Lada em 2012 será diferente. Os russos devem participar de apenas duas rodadas – em Hungaroring e no Estoril – a fim de avaliar o equipamento e estudar a possibilidade de participar do WTCC de forma integral a partir de 2013.

O modelo utilizado será o Lada Granta, que estava sendo construído na Rússia para a disputa de campeonatos locais. A participação no WTCC, portanto, era um próximo passo natural para a montadora.

Os carros serão inscritos pela própria fábrica da Lada, e os pilotos ainda não foram anunciados. O nome especulado é o do russo Viktor Shapovalov, que participou do WTCC na primeira passagem da montadora pelo campeonato. Apesar disso, a participação de  um piloto mais experiente no certame não está descartada.

Vale lembrar que a Volvo entrou no WTCC, em 2011, em caráter experimental – similar ao que a Lada vai fazer e disputando todo o campeonato –, mas apesar de logo ter se tornado o carro favorito entre os fãs, a montadora sueca não deve dar prosseguimento ao trabalho na categoria.

É claro que é cedo para falar qualquer coisa, mas a participação da Lada não deve ser diferente da Volvo. A categoria continua bastante cara, e o custo deve aumentar nos próximos anos com a chegada da Ford, já que as montadoras americanas vão passar a enfrentar concorrência entre si.

O restante das fabricantes, portanto, vão precisar escolher entre investir cada vez mais pesado para poder brigar com Ford e Chevy ou se conformar com resultados medianos, passando longe das vitórias. A Volvo parece não ter aceitado nenhuma das opções e deve deixar o campeonato, resta saber o que a Lada vai fazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s