Os argentinos da F3 Sudamericana

Agustin Canapino
Apesar de ser um dos mais promissores pilotos argentinos, Agustin Canapino está fazendo a estreia nos monopostos

A F3 Sudamericana está disputando neste final de semana a etapa de Paraná da categoria. Não a de Curitiba nem a de Londrina, falou da Ciudad de Paraná, localizado do outro lado dos pampas – chamados de chacos – na Argentina.

A categoria segue a tendência das últimas etapas com pouquíssimos carros no grid. Dessa vez são sete graças ao reforço pontual de Ricardo Landucci, que abriu mão de disputara a etapa de Curitiba da F-Futuro, para correr nos carros mais potentes, ainda que na categoria.

Landucci não foi a única novidade do grid. Se na primeira prova, sete carros alinharam foi graças à presença de três pilotos argentinos, que aliaram a possibilidade de competir nos monopostos mais potentes da América do Sul ao marketing básico de promover a categoria por aquelas terras.

Este post trata de apresentar esses três corajosos hermanos, que decidiram passar esse primeiro final de semana da primavera 2011 correndo na enxuta F3 Sudamericana: Agustin Canapino, Bruno Etman e Jean Catalano.

Do trio, Agustin Canapino é o mais famoso, embora tenha apenas 21 anos de idade. O piloto, natural da cidade de Arrecifes, próxima à capital Buenos Aires, é o piloto de maior sucesso do outro lado da fronteira no ano, tendo vencido dez vezes entre Turismo Carretera, TC2000 e Top Race V6, onde foi o campeão da temporada 2010-11 da categoria.

O curioso da carreira de Canapino é que a etapa de Ciudad de Paraná da F3 Sudamericana marca a estreia nos monopostos. Desde que estreou nas competições em 2006 – aos 16 anos – passou pela Renault Megane Cup, pela Top Race V6, TC Pista, Turismo Carretera e TC2000, onde é piloto oficial da Chevrolet. Foi campeão da Renault Megane aos 17 anos e da Top Race, como dito acima.

Bruno Etman
Bruno Etman compete na F-Renault da Argentina pela equipe de Gabriel Werner, um dos ídolos locais

Se a careira de Canapino foi toda construída nos carros de turismo, o mesmo não pode ser dito de Bruno Etman, que aos 20 anos estreia na F3 correndo com o carro da Cesário na categoria Light. O garoto de Bahia Blanca ocupa a quarta colocação no campeonato de F-Renault da Argentina tendo a segunda colocação em Mendoza como o melhor resultado no ano.

Além de competir na F-Renault onde já está no segundo ano na categoria, Etman já havia participado por duas temporada da F-Metropolitana, quando terminou 2009 na quarta colocação ao vencer três vezes e obter uma pole-position na temporada. Bruno foi um dos três pilotos a ter testado em Interlagos durante os três meses de pausa da F3, mas foi o único que não participou da etapa paulista, estreando somente agora.

O último dos três argentinos a participar da etapa de Ciudad de Paraná é Jean Catalano, o único do trio que eu jamais havia ouvido falar. Próximo de completar 20 anos de idade – faz aniversário dia 12 de outubro –, o piloto também fez a carreira nas canteras menores da Argentina, como a F-Metropolitana, onde conseguiu razoável destaque.

Na corrida realizada neste sábado, dia 24, Catalano foi o melhor colocado entre os hermanos ao terminar em terceiro. Canapino abandonou quando estava na briga pela liderança, enquanto Etman também foi o obrigado a deixar a disputa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s