As opções de Felipe Nasr em 2012

Felipe Nasr campeão
Foi legal ver o título de Felipe Nasr no carro de cor de banana, mas agora é hora de pensar nos próximos passos rumo à F1

A grande notícia deste domingo, dia 4, no mundo do automobilismo foi o título de Felipe Nasr na F3 Inglesa com duas rodadas de antecipação. Como prometido, ao longo dessa semana, farei uma série de posts aqui no blog sobre a conquista do brasileiro.

Antes de começar, caso você não saiba como Nasr chegou ao título em Rockingham, basta clicar aqui para ler o texto da primeira corrida do final de semana (vencida por Pietro Fantin), aqui para saber como foi a segunda e, por último, aqui para se inteirar sobre a prova decisiva realizada na tarde deste domingo.

Além disso, você também pode clicar aqui e ver o histórico de posts do World of Motorsport que fala sobre o brasileiro e, portanto, ver como foi o ano de 2011 dele.

Nessa série sobre Felipe Nasr, o primeiro texto não fala da conquista em si, mas, sim, sobre onde o brasileiro vai correr em 2012 e quais são as melhores opções para ele. Afinal, vai ser na World Series by Renault ou na GP2?

Carlin World Series
Felipe Nasr pode escolher seguir com a Carlin e tentar o título da World Series by Renault em 2012

World Series by Renault:

Indo direto ao ponto, a maior possibilidade é que Felipe Nasr realmente corra na World Series by Renault. Recentemente, vi uma entrevista do brasileiro elogiando a categoria em detrimento da GP2. Não quer dizer muita coisa, mas é um indício do que ele pode fazer.

Na WSR, a Carlin tem um equipamento dominante. Conquistaram o título da temporada passada com Mikhail Aleshin e podem repetir a dose este ano com Robert Wickens e Jean-Eric Vergne. Na GP2, por outro lado, a equipe inglesa não conseguiu engrenar. Somou poucos pontos com Max Chilton, enquanto o segundo carro viu um rodízio de competidores. No meio desse ambiente, pode ser que o brasileiro tenha visto mais vantagem em ir para a categoria menos badalada.

Claro que uma ida para a WSR não significa necessariamente se manter na Carlin. Há outras boas equipes como a Tech 1 e a ISR, com condições de disputar o campeonato. Vale lembrar que o certame estreia um novo carro em 2012, o que deixa todos os times em condição de igualdade, mas na mesma proporção em que a experiência de um piloto passa a ser fundamental.

Como Nasr planeja chegar à F1 em 2014, talvez esse não seja o melhor passo. É muito difícil imaginar que ele possa pular direto para a F1 se ficar no certame por duas temporadas. Não que seja impossível, mas sem o suporte de uma equipe grande – como os pilotos da Red Bull têm – o brasiliense poderia acabar precisando recorrer a um time pouco competitivo como Virgin ou Hispania. A transição World Series by Renault, GP2, F1 também é difícil, pois obriga o brasileiro a ter um bom desempenho na GP2 já na temporada de estreia.

No outro extremo, a grande vantagem da World Series é poder treinar com a Renault no final do ano em caso de título, algo que pode adiantar a mudança para a F1 em caso de bom desempenho.

Novo carro da GP2
O novo carro da GP2 é caro, mas pode estar esperando por Felipe Nasr em 2012

GP2:

Há um sério problema em ir para a GP2. Precisa de muito dinheiro e vimos o brasileiro durante o ano de 2011 todo com o macacão praticamente sem patrocinadores. No entanto, ainda que seja óbvio que Felipe precise que alguém pague a ida dele para a categoria direta de acesso à F1, pouco importa se o dinheiro vier de patrocinadores, do manager ou da família.

Falando sobre a categoria, na GP2, o buraco é mais embaixo. Apenas a ART e a Addax têm carros competitivos e, a menos que não haja nenhuma reviravolta, só há uma vaga livre nessas equipes (a que foi de Giedo van der Garde no time espanhol) para 2012.

Apesar disso, não é de todo ruim estrear por Racing Engineering, iSport ou Arden, ou ainda Dams e Rapax se forçar um pouco mais. Dito isso, vale o que coloquei acima, quanto melhor a vaga, mais cara ela é e Nasr precisa de alguém que banque.

Ir para a GP2 em uma boa equipe é um bom passo na carreira do brasileiro. Por exemplo, se ele estreia pela Arden e vence algumas corridas, pode significar um passaporte para Addax, ART ou alguma nova grande na temporada de 2013. Em uma situação um pouco mais rara, ele pode estrear pela ART – time que tem um relacionamento longo com os campeões da F-BMW – e ganhar o campeonato a exemplo de Nico Hülkenberg.

Alguém pode dizer que estou sendo cruel em comparar Nasr com Hulk, afinal um acabou de ganhar a F3 e o outro sempre foi considerado um fenômeno. Ok, em 2014, você acha que o brasileiro vai com quem para entrar na F1? Com todo mundo, evidentemente, não importando a experiência nem a idade.

Valtteri Bottas
Talvez um estágio na GP3 possa ser considerado por Nasr

GP3:

Ir para a GP3 só vale a pena se for para conquistar o título e garantir um acesso mais fácil à GP2. O caminho óbvio seria entrar na ART no lugar de Valtteri Bottas, conquistar o título e se manter na equipe no ano seguinte, quando tentará ganhar a GP2.

É improvável que isso aconteça. Nasr foi sondado para competir na F3 Euro Series pela ART quando foi campeão da F-BMW e, se optou por ir à F3 Inglesa naquela época, por que mudaria de escolha agora?

Além disso, o grande atrativo da GP3 é a facilidade para chegar à GP2 e a possibilidade de correr em frente ao paddock da F1. No caso de Felipe, não há tanta diferença entre competir na GP3 ou na World Series em termos de acesso à GP2. Quanto à visibilidade, ele teve bastante quando venceu a F-BMW e certamente está em alta nesse momento, mesmo correndo longe.

F2:

Lembra quando falei sobre a relação entre dinheiro e GP2? Pois aqui o caso é o oposto. A F2 serve para quem não tem dinheiro. Portanto, escolher participar dessa categoria somente é válido em caso de falta de perspectiva financeira melhor.

O grid da F2 costuma ser fraco, e o futuro dos pilotos nunca é brilhante de imediato. Revelando gente para a World Series ou para a AutoGP e afins, seria uma boa alternativa à F3, portanto, mas não à GP2.

No entanto, os prêmios da F2 são muito bons. O campeão ganha um treino com a Williams, enquanto o segundo colocado pode testar com a GP2. Claro que é em uma equipe menor do campeonato de acesso, mas a chance de avanço seria similar a de estar correndo na World Series by Renault.

A favor da F2 contra a World Series pesa o orçamento muito menor, além da maior facilidade para ser campeão ainda no primeiro ano. No entanto, é quase impossível que esse seja o caminho escolhido pelo brasileiro.

F3 Japonesa:

Essa talvez seja a possibilidade mais absurda de todas, mas há algumas vantagens caso seja a escolhida. O primeiro, óbvio, é abrir a possibilidade de contar com um patrocinador do mercado japonês na tentativa de chegar à F1. A Petronas, por exemplo, está amplamente envolvida com a categoria ao patrocinar os carros da TOM’S. A Panasonic está longe da F1 desde o fim da Toyota e esses são só alguns exemplos.

Você pode não saber, mas Adrian Sutil, Pedro de la Rosa e Ralf Schumacher correram no Japão e foram praticamente direto para a F1. Outros pilotos com sucesso na F3 Inglesa também tentaram a sorte no Oriente recentemente. Os outrora badalados Oliver Jarvis, Marko Asmer e Marcus Ericsson são bons exemplos.

Como plano B, Nasr abriria a possibilidade de fazer carreira no Japão, ao melhor estilo JP de Oliveira. Acho que é mais fácil você ganhar na loteria que ele escolher essa categoria.

2 comentários sobre “As opções de Felipe Nasr em 2012

  1. Espero vê-lo na F1 o mais rápido possível, pois nós brasileiros estamos com o grito de vitória entalado na garganta…precisamos ganhar um mundial de f1 e no momento só vejo Felipe Nasr para fazer isso.

    Curtir

  2. Acho que a GP2 é a unica opção para se seguir o plano que Felipe traçou. É muito difícil alguém da WSR chegar a F1 sem o desenho do touro vermelho no capacete, praticamente impossível até.

    Curtir

Deixe uma resposta para Gustavo Oliveira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s