Travis Pastrana
Travis Pastrana estreia na Nascar em Indy e depois deve ficar por lá

Travis Pastrana já está contando os dias para fazer a estreia na Nascar. Depois de uma extensa preparação nas divisões de acesso, em exatamente uma seman, o americano vai competir pela primeira vez na Nationwide no circuito de Lucas Oil (antigo ORP) em Indianápolis.

Mas parece que até lá o piloto vai se manter ocupado pelo estado de Indiana. Embora esteja fazendo aos poucos a transição para os carros de turismo, Pastrana anunciou que planeja disputar a corrida da Indy em Las Vegas e brigar pelo premio de US$ 5 milhões. Só relembrando, a Indy anunciou que vai pegar essa bela quantia ao vencedor da etapa final de 2011 caso ele não seja um piloto regular da categoria. Para isso ela disponibilizará cinco vagas extras e tempo de pista suficiente para garantir a adaptação dos desafiantes.

Pastrana esteve em conversas com Marco Andretti, que o incentivou a participar da corrida. O esportista, aliás, declarou que se arrependeria pelo resto da vida caso ficasse de fora do evento final. Dessa forma, não é absurdo dizer que o piloto deve correr em um quinto carro da Andretti em Las Vegas. Se isso se confirmar, é uma grande vitória para a Indy, que consegue abocanhar um ídolo americano não só do automobilismo para a corrida final. A participação de Pastrana vai despertar o interesse de muita gente que sequer assiste às demais provas da categoria.

Travis Pastrana, de fato, confirmou a inscrição na Indy para tentar participar da prova. Além dele, outros três pilotos fizeram o mesmo, embora cerca de duas dezenas tenham manifestado intenção de participar. A categoria ainda não divulgou os nomes, mas sabe-se que Joey Hand, da Ganassi e da BMW/RLR é um deles.

Outro nome especulado é o de Scott Speed, que afirmou ter ido para Indianápolis fazer o banco em uma equipe, mas que ainda não pode divulgar para qual é. Na realidade, o ex-piloto de F1 não falou se ele vai participar de Las Vegas, ou se vai estrear antes em outra etapa da categoria. Não seria absurdo, por exemplo, se ele aparecesse na AFS/Sam Schmidt nas provas em que Martin Plowman não fora confirmado.

Por fim, o sonho de Randy Bernard é Kasey Kahne, mas o piloto da Red Bull só deve confirmar participação na corrida de Las Vegas quando a Nascar definir os doze classificados para o Chase. Se Kahne ficar de fora, corre na Indy. Só que a temporada regular da Nascar termina somente em setembro. Portanto, nada certo até lá.

O último daqueles que tentou vaga em Las Vegas foi Dan Wheldon, que alegou não ser um competidor da categoria por não ter um carro integral. A Indy, porém, vetou a participou do atual vencedor da Indy 500, por uma série de razões óbvias.