Todd BodineTodd Bodine
Todd Bodine (o da direita) ficou sem dinheiro mesmo depois de conquistar o título da Nascar Truck Series em 2010

Arrumar patrocínio para correr é uma tarefa constante para quase qualquer piloto. A mais nova vítima da falta de dinheiro foi Todd Bodine, atual campeão da Nascar Truck Series, que não vai participar da próxima etapa da categoria, em Iowa, porque depois de anos ficou sem verba.

Essa, aliás, não é uma situação nova para o ‘Big Cebola’, como é conhecido o bicampeão. Desde que perdeu a Lumber Liquidators, no início de 2008, o piloto praticamente correu apoiado somente pelas concessionárias Germain, cujo falecido dono era o proprietário da equipe da Nascar.

Talvez pela mudança na direção das concessionárias/time, ou por vacas magras para ambos, o corte de Bodine foi inevitável. A decisão, claro, foi impulsionada pelo fracasso do piloto na atual temporada. Em 11 corridas, Todd Bodine conseguiu 3 TOP 5 e só. Além de três acidentes e um abandono por falhas mecânicas. Esse desempenho o deixou na 11ª colocação na tabela de pontos, muito distante de qualquer chance de defender o título.

Bodine ainda apareceu para correr na Sprint Cup e na Nationwide, em Daytona. Resultado: mais acidentes. Com uma pilotagem agressiva, o campeão tirou uma série de adversários da pista, que, em um certo momento, também custou-lhe participar das corridas.

A falta de dinheiro da Germain para manter seu principal piloto contrasta com a boa fase vívida pelo time durante a pré-temporada. Depois de manterem apenas um carro de forma integral em 2010, além de algumas participações de Max Papis e Miguel Paludo em determinadas corridas, o time expandiu para quatro carros neste ano.

Essa prosperidade não durou muito. Logo Justin Lofton caiu fora e decidiu retornar à equipe de Eddie Sharp, agora é a vez de Todd Bodine ser cortado.

Para finalizar, curioso como a Truck Series não dá sorte com seus ex-campeões. Quando Johnny Benson ganhou o título de 2008 anunciou que mudaria para a Red Horse na temporada seguinte. Depois de três ou quatro corridas, sem patrocinador, o piloto foi sacado por falta de grana e mal voltou a aparecer na categoria. Hoje ele trabalha como coach de Danica Patrick.

Ron Hornaday é outro que todo ano muda de patrocinador e é constantemente especulado fora da equipe de Kevin Harvick. Os títulos e os bons resultados, porém, o mantêm na categoria. Agora, Bodine dançou.

O lado bom dessa situação – além de ver Todd Bodine de fora das pistas – é notar como a Truck Series cada vez mais atrai jovens pilotos e se mostra hostil a aqueles que se acomodaram por lá. É um curioso caso de como o mercado força uma renovação da categoria.