Rapidinhas da Nascar em Daytona

David Ragan
David Ragan venceu a etapa de Daytona da Sprint Cup depois de perder a chance de vencer a 500 ao queimar a última relargada

Com a vitória em Daytona, David Ragan se tornou o 12º vencedor diferente na temporada 2011 da Sprint Cup. Além dele, já haviam vencido Trevor Bayne, Jeff Gordon, Carl Edwards, Kyle Busch, Kevin Harvick, Jimmie Johnson, Matt Kenseth, Denny Hamlin, Regan Smith, Brad Keselowski e Kurt Busch. Lembrando que o recorde é de 19 ganhadores distintos em uma temporada só e aconteceu quatro vezes: 1956, 1958, 1961 e 2001. Somente a última na Modern Era.

Com as conquistas de Trevor Bayne na Daytona 500 e de Ragan na Coke 400, essa é a primeira vez na história que dois pilotos conseguem conquistar a primeira vitória da carreira em Daytona no mesmo ano. Quem percebeu isso foi o jornalista Rodrigo Mattar, do SporTV. Em 1963, Tiny Lund e Johnny Rutherford venceram a primeira da carreira em Daytona, mas Rutherford conquistara um dos Duels – que valia ponto na época – e antecede a 500.

Bayne, aliás, conquistou o recorde curioso: entre todos os vencedores da Daytona 500, ele é o que teve o pior resultado da história na corrida disputada em julho na mesma pista. O piloto da Wood Brothers bateu no sábado na quinta volta e terminou em 41º.

Com o triunfo, Ragan está em posição de se classificar para o Chase pois é um dos dois pilotos que estão entre a 11ª e a 20ª colocação do campeonato e já venceram uma corrida. O outro é Denny Hamlin. Curiosamente, no momento, Greg Biffle vai ficando como único piloto da Roush-Fenway fora do playoff.

A próxima etapa da Nascar é no Kentucky, onde a Sprint Cup vai correr pela primeira vez. A tendência é que os carros da Ford sejam mais uma vez dominantes. Olho também em Joey Logano, que conquistou a primeira vitória da carreira na Nationwide justamente nessa pista.

Na Nationwide, depois da épica etapa de Road America, a normalidade voltou em Daytona. Ou quase. O destaque da corrida ficou com Danica Patrick que liderou mais voltas na corrida disputada na sexta-feira – 14 – do que em toda a temporada da Indy até agora – 10.

Ainda na Nationwide, chamou a atenção o carro utilizado por Jeffrey Earnhardt, que é neto de Dale Sr e filho de Kerry Earnhardt. Não, eu não estou falando do patrocínio do Voodoo colocado estrategicamente no mesmo local em que o da (antiga?) GoDaddy no carro de Danica. Falo do esquema de pintura igual ao utilizado pelo avô. Lembrando que há um tabu por conta do uso de qualquer coisa referente a Dale Sr na pista. Ryan Newman, por exemplo, competiu em 2009 com um carro similar a esse debaixo e foi alvo de reclamações tremendas pelos fãs mais fiéis do falecido heptacampeão. Coloquei as fotos dos carros de Jeffrey e de Dale Sr para que você possa comparar.

Jeffrey Earnhardt

Dale Earnhardt Sr.

Um comentário sobre “Rapidinhas da Nascar em Daytona

  1. Carros muito bonitos e sensacional recuperação do carro de número bambistico, o 24.

    Achava que ganharia a prova, depois, rodou… foi pra 30º, outra amarela… apareceu lá pelo 18º, mais uma amarela e… 6º no final. E com um carro da Pepsi, ia ser bom demais ver isso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s