Nascar em Sonoma: Kurt Busch’s eleven

Kurt Busch
Kurt Busch tem sido o principal destaque da Nascar nas últimas etapas

Um campeonato tão longo como é uma temporada da Nascar, em geral, pode ser dividido em certas fases. Como é muito difícil que um piloto se mantenha constantemente terminando no TOP 5 em todas as corridas, tem certas épocas do ano em que um carro é o dominante e bruscamente outro toma o destaque do campeonato.

Em 2010, por exemplo, o ano começou com a fase em que Jimmie Johnson era o carro a ser batido, depois passou para a Gibbs, primeiro com Kyle Busch e depois com Denny Hamlin, antes de chegar a Kevin Harvick, que terminaria a temporada regular como líder. No fim, veio o Chase.

Esse ano, Kurt Busch começou bem, depois Carl Edwards, Kevin Harvick e depois uma certa bagunça generalizada. Agora, parece que o piloto da Penske voltou a ser o carro dominante. Busch conquistou três pole-position seguidas entre as etapas de Kansas e Michigan. Curiosamente, quando o piloto errou e não conseguiu garantir a primeira colocação no grid de Sonoma, foi também a etapa em que veio a primeira vitória do ano em uma corrida valendo pontos.

Ainda assim, embora evidente a melhora da Penske nas últimas corridas, é muito cedo para falar que Kurt Busch alcançou um grau de favoritismo ao título no mesmo grau que Jimmie Johnson, Denny Hamlin, Carl Edwards, Kevin Harvick e Kyle Busch. Só será mesmo possível ver se o Dodge número 22 terá chance de levantar a taça quando chegar no Chase. Até lá, somente um desempenho dominador com vitórias seguidas poderiam colocá-lo em um patamar melhor do que está.

Aliás, falando em vitórias, talvez possa ser resultado das novas regras da Nascar que estimulem as brigas pela primeira colocação, ou apenas resultado de um equilíbrio muito grande, mas a temporada 2011 da categoria teve em Busch o 11º piloto diferente a vencer neste ano. Além do piloto da Penske, já haviam triunfado Trevor Bayne, Jeff Gordon, Carl Edwards, Kyle Busch, Kevin Harvick, Jimmie Johnson, Matt Kenseth, Denny Hamlin, Regan Smith e Brad Keselowski. Uma marca impressionante, levando-se em conta que só se passaram 16 etapas até agora e ainda restam 20.

Trevor Bayne
Trevor Bayne foi a maior surpresa entre os 11 vencedores diferentes de 2011 até aqui

O recorde de mais vitórias em um só ano é de 19. Aconteceu quatro vezes na história: 1956, 1958, 1961 e 2001. Nas três primeiras oportunidades, foram antes da Modern Era da Nascar, então era uma época em que havia cerca de 60 corridas por ano, mais de uma por semana e era impossível correr em todas. Depois de 1972, com os campeonatos em moldes semelhantes ao do atual, a única vez que o recorde foi atingido foi em 2001. Naquele ano, venceram Michael Waltrip, Steve Park, Jeff Gordon, Kevin Harvick, Dale Jarrett, Elliott Sadler, Bobby Hamilton, Rusty Wallace, Tony Stewart, Jeff Burton, Ricky Rudd, Bobby Labonte, Sterling Marlin, Ward Burton, Dale Earnhardt Jr, Ricky Craven, Joe Nemechek, Bill Elliott e Robby Gordon.

Com 20 provas restantes, mais nove vencedores distintos e 2011 pode quebrar essa marca. É algo bem possível, afinal gente como Tony Stewart, Mark Martin, Jamie McMurray, Greg Biffle, Clint Bowyer ainda não saíram do zero. Além deles, não dá para descartar eventuais triunfos de Joey Logano, Juan Pablo Montoya, Marcos Ambrose, Jeff Burton, Ryan Newman, David Reutimann, Kasey Kahne e Dale Earnhardt Jr. Fora eventuais surpresas como foram os casos de Bayne e Smith. Há esperanças.

A única diferença, porém, entre 2001 e 2011 é o número de equipes competitivas. Daquela vez, o número de times com chances de vencer provas era maior que nesse ano. Mesmo depois de todos esses nomes citados, é possível dizer que não são 30 os com chance reais de vencer na atual temporada.

A próxima etapa da Nascar é em Daytona. Com o trabalho em dupla típico dos super-ovais este ano, a marca de diferentes vencedores pode alcançar 12 com alguma surpresa. Mesmo sendo difícil cravar um resultado pela imprevisibilidade da prova, aposto em um triunfo de Clint Bowyer, assim como já havia feito em Talladega e em Daytona.

Um comentário sobre “Nascar em Sonoma: Kurt Busch’s eleven

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s