Dia difícil para brasileiros na Bélgica

André Negrão
André Negrão sequer participou da primeira corrida da etapa da Bélgica da World Series

Os eventos da World Series e da F-Renault Eurocup, em Spa-Francorchamps neste final de semana, não têm sido bons para os brasileiros. Dos quatro participantes do país nas duas categorias – João Jardim, Henrique Martins, Cesar Ramos e André Negrão – apenas Martins teve um final de semana mais tranquilo.

É bem verdade que Ramos começou o final de semana liderando o segundo treino livre da World Series, mas o 14º lugar no treino classificatório foi desastroso para o piloto do Rio Grande do Sul. Na primeira corrida, Cesar se envolveu em uma série de disputas por posições e encerrou a etapa apenas em 13º, longe da zona dos pontos. Como ponto positivo, o piloto da Fortec terminou a corrida como o segundo melhor novato da prova.

O final de semana de André Negrão não começou bem. Desde a sexta-feira, o piloto tem passado mais tempo no troninho do que na pista por conta de uma intoxicação alimentar. O paulista até tentou treinar, mas acabou sofrendo um forte acidente e a direção da categoria, ao lado da equipe Draco, achou que fosse prudente que o jovem piloto ficasse de fora da corrida.

Agora, no domingo, Negrão será reavaliado para saber se pode participar dos treinos e correr. É uma pena que o piloto fique de fora dessa etapa já que foi na pista belga em que ele conseguiu os melhores resultados na temporada passada na F-Renault. Na ocasião, o então piloto da Cram conquistou uma terceira colocação depois de liderar boa parte da prova na F-Renault e venceu o evento inaugural da F-Abarth europeia, também pelo time italiano.

Aliás, falando na F-Renault europeia, a categoria que contaria com dois brasileiros passou a ter apenas um representante do país. Isso porque João Jardim não está participando da etapa belga ao ser substituído pela Interwetten pelo americano Gustavo Meneses, que corre na Star Mazda e conta com apoio da Red Bull.

Jardim já havia sido excluído da etapa de Aragón por desrespeitar a regra de categorias em que os carros da F-Renault europeia podem participar, resta saber se ele rescindiu, ou não com o time e quais foram os motivos para a separação.

O outro piloto na categoria é Henrique Martins, que terminou na 16ª colocação depois de andar entre os líderes durante os treinos livres. Apesar de ter encerrado a corrida tão longe da zona de pontos, o brasileiro faz uma boa temporada ao conseguir competir contra equipes grandes como Koiranen e Josef Kauffman pilotando o carro da razoável Cram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s