Indy Head 2 Head – Long Beach

Mike Conway
Com o carro quase sem patrocinadores, Mike Conway conseguiu a primeira vitória na Indy ao melhor estilo Mark Blundell

As relargadas em fila dupla foram o principal assunto das duas primeiras etapas da temporada 2011 da Indy, em São Petersburgo e em Barber. Como as confusões nessas corridas aconteceram o tempo todo, pilotos, críticos e desocupados no geral trataram logo de condenar a novidade do regulamento da categoria, além de prever uma bagunça generalizada nas provas em circuitos de rua, como São Paulo e Long Beach.

Eis que a corrida de Long Beach aconteceu no último domingo, dia 17, e nada disso aconteceu. A etapa teve apenas três bandeiras amarelas, que não tiveram nenhum envolvimento direto com as relargadas em si. Parece que o pessoal aprendeu que não é possível ganhar a corrida nas bandeiras verdes, mas é extremamente fácil perdê-las nesse momento.

Falando em derrotados, é possível dizer que Will Power perdeu a corrida de Long Beach, ou, melhor dizendo, Helio Castroneves fez o companheiro perder a corrida. Na prova, Power aproveitou que estava mais rápido que Ryan Hunter-Reay para tentar a ultrapassagem logo depois da reta, mas o americano fechou a porta. Nisso, veio Castroneves e acertou o carro do companheiro fazendo os dois rodarem. Antes de criticar o brasileiro, é importante dizer que erros acontecem e acidentes assim, embora incomuns na carreira do piloto do carro número 3, podem ocorrer com qualquer um.

No entanto, por ser justamente algo raro em se tratando de Helio Castroneves, o acidente com Power acaba ganhando tamanha proporção. Só que o brasileiro sabe que errou e já enviou comunicado oficial pedindo desculpas ao próprio australiano, além dos fãs, equipe e patrocinadores. Fora isso, é sempre engraçado ver companheiros de equipe se tirando de corrida ainda mais quando estão lutando pela liderança.

Sem ter nada a ver com a lambança brasileira, Dario Franchitti vai aproveitando os infortúnios da Penske para ganhar espaço. O atual campeão da categoria se tornou adepto da lei do mínimo esforço e tem ganhado posições na corrida muito mais por conta de erros dos adversários – e pelo excelente trabalho da Chip Ganassi nos boxes – do que por ultrapassagens em si. Não olhe agora, mas o escocês é o líder do campeonato, com 122 pontos, sete a mais que Power e 35 distante de Kanaan. Além disso, ele é o único que subiu ao pódio em todas as etapas.

Curioso ver também como as coisas mudam em uma semana. O bom desempenho de Tony Kanaan nas duas primeiras etapas com a KV fez com que todos os tipos de comentários anti-Andretti fossem feitos. Em Long Beach, Mike Conway, o substituto do brasileiro, venceu e agora é a vingança de Michael contra todos os críticos.

Tony Kanaan
Tony Kanaan não fez muita coisa em Long Beach por limitação da própria equipe, mas está na semifinal do Head 2 Head

Aliás, é curioso ver como Conway é bem assessorado pela dupla dinâmica Mark Blundell e Martin Brundle. Blundell nunca escondeu que se arrependeu em não ter deixado a F1 antes de ir para a Indy, na década de 90, quando chegou a ganhar corridas correndo pela Pac-West. O britânico acredita que se tivesse ido para a América antes, poderia até mesmo ter brigado pelo campeonato. Sem espaço na Europa, Conway foi aconselhado pelos dois ex-pilotos a tentar a carreira nos Estados Unidos. Mesmo com o acidente em Indy, ano passado, o jovem piloto acaba de conquistar a primeira vitória – em muito menos tempo que Blundell levara – e já pode se candidatar a líder da Andretti pós-Kanaan.

Talvez você também não tenha reparado, mas Vitor Meira ocupa a décima colocação na tabela de pontos após três corridas. Mesmo correndo pela fraca Foyt, o brasileiro terminou duas vezes entre os dez primeiros e faz uma temporada melhor que muitos nomes consagrados na categoria. Olho no carro 14 que parece estar melhor do que nunca.

Destaque:

O destaque do final de semana obviamente é Mike Conway, que conquistou a primeira vitória na carreira. Além dele, James Hinchcliffe, que chegou em quarto na segunda prova em que disputa na categoria, também merece uma menção honrosa. É, essa é a nova geração da categoria mostrando a que veio. Enquanto isso, renovação é uma palavra que passa longe dos pilotos brasileiros.

Decepção:

Helio Castroneves. Tudo bem, erros acontecem, mas eles precisam ser criticados, ainda mais levando em conta que o brasileiro bateu no líder do campeonato e da corrida, que curiosamente ainda é companheiro de equipe. Levando em conta o campeonato apertado que foi o de 2010, esse erro pode ter até mesmo custado um eventual título do australiano. Além disso, Helio não estava em um dia muito inspirado, afinal ele já havia tocado em Justin Wilson anteriormente.

Head 2 Head:

Em 2011, o World of Motorsport vai fazer uma competição diferente entre os pilotos da Indy. Eles foram sorteados de uma forma extremamente imparcial e pareados em chaves de duelos. A regra é simples: quem terminar na frente na corrida avança para a próxima fase, até chegarmos a uma final.

Haverá chaveamento tanto para ovais quanto para circuitos mistos. Assim, no final chegaremos a um campeão dos mistos e um dos ovais. Na corrida seguinte, eles se enfrentam para definir quem será o campeão do World of Motorsport Indy Head 2 Head 2011.

Em Long Beach, o toque de Helio Castroneves em Will Power causou uma surpreendente dupla eliminação dos pilotos da Penske. Agora a tradicional equipe depende de Ryan Briscoe para conquistar a competição aqui. Nos demais duelos, o próprio Briscoe terminou na segunda colocação mostrando que eliminaria Sebastien Bourdais mesmo sem o acidente nos boxes e Danica Patrick segue na competição como único carro da Andretti restando.

Para São Paulo, a disputa chega às semifinais, com Tony Kanaan enfrentando Ryan Briscoe de um lado da tabela, enquanto Oriol Servia pega Danica Patrick (e se você viu duplo sentido aqui, é um mente poluída) do outro. Alguma aposta para o vencedor? (clique na imagem para ampliar)

Head 2 Head Long Beach

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s