Felipe Nasr e a dura rotina de pódios em Monza na F3 Inglesa

Felipe Nasr
E assim foi o final de semana de Felipe Nasr: correu e subiu ao pódio (repita 3x)

O primeiro final de semana da temporada europeia de automobilismo foi marcante para o Brasil. Praticamente em todas as categorias que teve um brasileiro na pista, em algum momento ele subiu ao pódio – nem que fosse para cumprimentar o companheiro de equipe (não levem a sério). A situação foi tão intensa que o estoque de bandeiras brasileiras na Europa deve ter acabado.

Mas ninguém teve tantas visitas ao pódio quanto Felipe Nasr. O piloto de 18 anos, que compete na F3 Inglesa, teve uma rotina corrida neste final de semana em Monza: largava no meio do pelotão, passava os adversários, subia ao pódio, aí voltava, largava no meio do pelotão, passava os adversários… e por aí vai. Foram duas vitórias e um segundo lugar na etapa italiana do certame. Para não cansar você, leitor, basta clicar aqui e ler a história da primeira corrida e/ou clicar aqui e ver como foi a segunda prova.

A terceira corrida, conto eu. Depois de duas visitas ao pódio, com direito ao hino nacional em uma delas, Nasr iniciou a prova principal do evento da F3 Inglesa com a oitava posição do grid. Só que o brasileiro largou mal e ainda foi ultrapassado por três adversários. Mas a situação não estava ruim para o piloto da Carlin. Nas 21 voltas seguintes, ele caçou um a um os rivais até assumir a liderança faltando três giros para o final e, adivinhe, subir mais uma vez ao pódio.

Aliás, a organização da categoria deve ter entrado em desespero. Além de hastear a bandeira brasileira para Nasr ainda teriam que providenciar outra para Lucas Foresti, que terminou na segunda colocação, em uma dobradinha brasileira.

Essa prova final na Itália foi incrível. Enquanto Nasr brigava para escalar o pelotão, ele era cerca de 1s mais rápido que o líder, o que é uma diferença muito grande em se tratando de Monza. Salvo disputas com William Buller, Pietro Fantin e Foresti, os demais rivais o piloto da Carlin superou com certa facilidade.

Felipe Nasr
A terceira vitória de Felipe Nasr veio depois de ultrapassar dez carros

Então, com esse domínio no final de semana, podemos dizer que Felipe Nasr está com as duas mãos na taça, certo? Errado! Há alguns detalhes durante as corridas da F3 Inglesa que precisam ser observados para não criarmos uma pressão injusta no jovem piloto.

Em primeiro lugar, Monza é uma pista de alta velocidade e Nasr é muito bom piloto em circuitos com essa característica. Em 2010, quando estreou na categoria pela Double R, as duas melhores atuações do brasileiro vieram em autódromos velozes: a vitória em Rockingham – que usa boa parte do oval – e a segunda posição em Spa-Francorchamps, quando perdeu para Jean-Eric Vergne depois de uma excelente disputa.

O segundo fator importante é que o carro da Carlin é um verdadeiro foguete nessas pistas em que os pilotos podem acelerar. Ok, o carro da Carlin é bom em todas as pistas, mas nessas é em especial. Prova disso foi a mesma rodada de Spa-Francorchamps de 2010, quando Jean-Eric Vergne se tornou o primeiro piloto a vencer as três corridas do mesmo final de semana da F3 Inglesa. Na ocasião, o carro patrocinado pela Red Bull era muito superior aos demais, a exemplo do de Felipe, neste domingo.

Em terceiro, apesar desses dois últimos pontos, Nasr cometeu alguns erros que poderiam ter comprometido o final de semana. O único que merece menção são as péssimas posições de largada: quinto na primeira corrida e oitavo na segunda. Não sei se faltou velocidade ao brasileiro, ou se ele foi atrapalhado na volta rápida – o que agrava o resultado final, já que só é disputada uma sessão de classificação e os grids das corridas são construídos levando em conta as duas melhores voltas rápidas.

F3 Inglesa em Monza
O duelo entre Lucas Foresti e Felipe Nasr marcou a corrida final da F3 Inglesa em Monza

Para a sorte de Felipe, estamos falando de Monza. Mesmo largando lá atrás ele teve condições de ultrapassar os rivais porque a pista oferece pontos de ultrapassagens em abundância. Só que a segunda etapa, dia 23, é em Oulton, uma pista bastante travada e de difícil ultrapassagem. Aí sim o brasileiro terá que conviver com a pressão de não poder sofrer com infortúnios.

O retrospecto também é outro motivo para acender o sinal de alerta. Em Monza, Nasr já havia disputado duas corridas pela F-BMW antes desse final de semana: venceu uma e a outra terminou em segundo. Em Oulton, foram três provas ano passado sem pontuar: abandonou duas e foi 14º na terceira. Preocupante. Só que em 2010 era a estreia na categoria, hoje, é o líder do campeonato no melhor carro do grid.

Falando no grid, aliás, embora ainda seja cedo para traçar esse tipo de comentário, mas ficou difícil identificar um eventual rival de Nasr na briga pelo título. Claro que antes de tudo, o brasileiro precisa se confirmar com um candidato real ao campeonato, mas, fora ele, ninguém mais impressionou na Itália. Kevin Magnussen, de quem muito se espera, se envolveu em dois acidentes bobos e está 42 pontos atrás do brasileiro. Carlos Huertas foi superado com facilidade nas três corridas. Rupert Svendsen-Cook só venceu por conta do grid invertido e Jazeman Jaafar é um bom piloto, mas é limitado.

Fora da Carlin, parece que a grande força é a Fortec, assim como nos últimos anos. Só que embora William Buller tenha conseguido as pole-positions ele não foi bem ao cometer uma série de lambanças. Lucas Foresti surpreendeu, mas se acidentou em duas provas em incidentes tão bobos quanto os de Magnussen e, consequentemente, perdendo pontos preciosos. No momento, parece que o rival de Nasr deve vir da Fortec mesmo, mas ainda é um pouco cedo para arriscar um palpite sobre qual dos dois pilotos será.

Um comentário sobre “Felipe Nasr e a dura rotina de pódios em Monza na F3 Inglesa

  1. Além da F3 Inglesa tivemos também o primeiro fim de semana da World Series by Renault, como foram os brasileiros da Formula Renault 3.5 (Ramos e Negrão) e os dois da 2.0 (Henrique Martins e João Jardim)?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s