Nascar East 2011 em Greenville

Brett Moffitt
Brett Moffitt venceu a etapa de abertura da Nascar East em 2011

A temporada 2011 da Nascar East começou neste sábado, dia 2, – com uma semana de atraso – no oval de Greenville-Pickens, na Carolina do Sul. A principal alteração para o campeonato foi a chamada “Regra Chase Elliott”, que diminuiu o limite de idade mínimo para competir na categoria para 15 anos. Coincidentemente, ou não, o filho de Bill Elliott tem justamente 15 anos e acabara de assinar contrato com a Hendrick como piloto em desenvolvimento do time.

No entanto, não foi apenas Elliott que se aproveitou da mudança de regras. Dos 32 pilotos que iniciaram a corrida, 19 eram novatos. Só que nem todos os estreantes eram meninos em plena adolescência cheios de espinhas no rosto. Coleman Pressley e Matt DiBenedetto, por exemplo, ambos da equipe de Laerte Zatta, já haviam disputado várias etapas da Nationwide antes de darem um passo atrás na carreira.

O motivo dos dois é óbvio. A equipe de Zatta tem o que existe de melhor na Nascar East: equipamento usado pela Joe Gibbs, apoio da Toyota, dirigentes experientes e funcionários de ponta. Claro que tudo isso é mérito do engenheiro brasileiro e, por isso, ele uniu o útil ao agradável em colocar dois pilotos deveras experientes nos carros, ao passo que a dupla ainda busca afirmação na carreira.

 

Chase Elliott
Chase Elliott assinando um autógrafo para um fã da mesma idade praticamente antes da corrida

E foi justamente essa combinação de equipamento de ponta + piloto experiente que foi a chave para a vitória em Greenville. Entretanto, não era apenas o time de Zatta que contava com esses elementos, o de Michael Waltrip também se apresentava entre os favoritos. Afinal, além de o time ser o atual bicampeão da categoria, com Ryan Truex, a equipe de Waltrip tinha assinado com Brett Moffitt, vindo da Joe Gibbs, para tentar defender o título.

Assim, Coleman Pressley até largou na pole-position, mas permitiu que Moffitt assumisse a liderança ainda na primeira volta. O cara liderou todas as 150 voltas – aprendeu com Kyle Busch, certeza – e venceu a chatíssima etapa. Pressley foi o segundo, Alex Bowman, o 3º e DiBenedetto, o 5º, sendo esses três da equipe de Zatta. A quarta colocação foi de Chase Eliott.

 

Nascar East
A classe da Nascar East está ficando cada vez mais jovem. Hoje, não estariam ainda no colegial

Aliás, não foi apenas Elliott que carrega um sobrenome famoso na categoria. A oitava posição ficou com Brandon McReynolds, filho do ex-chefe de mecânicos e atual apresentador de televisão, Larry McReynolds; o 20º lugar foi de Corey LaJoie, filho do ex-piloto Randy LaJoei, que teve problemas com substâncias ilíciatas e o 23º foi Chad Boat, filho de Billy Boat, ex-piloto da Indy e atual comentarista da categoria, além de patrão da Bia Figueiredo.

Por outro lado, a Revolution Racing, aquela equipe que tinha como objetivo inscrever os pilotos do programa da Nascar para minorias (o Driver 4 Diversity) decepcionou. Antes favorito, Darrell Wallace Jr terminou apenas em sexto, um lugar na frente de Sergio Peña. Ryan Gifford foi o 13º e Michael Cherry, o 17º.

O resultado completo da etapa da Nascar East, em Greenville-Pickes, você pode ver clicando aqui. Provavelmente, ainda sem piloto brasileiro, a próxima etapa da categoria acontece dia 16 de abril, em South Boston.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s