Primeiro dia da GP3 2011

 

Nico Muller
Nico Muller confirmou todo o favoritismo e foi o mais rápido em Paul Ricard

A GP3 realizou o primeiro treino coletivo de 2011 nesta quinta e sexta-feira, dias 3 e 4, no circuito de Paul Ricard, na França. Apesar de terem sido dois dias de testes, a chuva atrapalhou as atividades em um deles, o que tornou ainda mais difícil fazer qualquer comentário.

Levando em conta apenas as marcas obtidas apenas nesta sexta-feira, com sol, – que você pode conferir clicando aqui – já dá para afirmar algumas coisas:

Se ano passado as equipes Jenzer e Status, as menos conhecidas da categoria, fizeram bons campeonatos e disputaram o título com a ART, do campeão Esteban Gutierrez, esse ano esses dois times querem provar que o histórico nas divisões de acesso da Europa não é tão importante assim em se tratando da GP3. Neste único dia de treinos, Nico Muller, da Jenzer foi o mais veloz, confirmando o favoritismo de quem surpreendentemente não subiu à GP2.

James Calado
O carro de James Calado é uma maravilha. Juntou o verde e amarelo da Lotus Group com o branco, vermelho e azul da Racing Steps Foundation e deu isso aí

A segunda colocação ficou com o britânico Alexander Sims, da Status, experiente piloto vindo da F3 Euro Series. Em 2010, apostei nele para a conquista do título, mas o garoto ficou apenas na quarta colocação do certame europeu. Agora serei mais cuidadoso e acho que ele terá grandes dificuldades para superar o companheiro de equipe Antonio Félix da Costa, 7º nos treinos.

O terceiro lugar ficou com o surpreendente Mitch Evans, da MW Arden. O neozelandês, de apenas 16 anos, é o piloto mais jovem da GP3. Apesar dessa estatística curiosa, não apostaria nele para o campeonato, embora ache que ele tenha todas as condições de terminar o ano entre os primeiros colocados para que, em 2012, possa lutar pelo título.

Na sequência, apareceram os pilotos da RSC Mucke, com Nigel Melker e Michael Christensen, em quarto e quinto lugar, respectivamente. Ano passado a Mucke começou como grande força da temporada, incluindo duas pole-positions para Melker. Nada disso adiantou e o time terminou o campeonato de equipes na última colocação. Por isso, o pé atrás agora nessa pré-temporada. Eles vão precisar provar na pista que podem lutar com ART, Jenzer e Status em 2011.

 

Mika Hakkinen
Mika Hakkinen esteve em Paul Ricard para conferir de perto o desempenho de Valtteri Bottas, protegido do bicampeão

Para terminar o post, restou falar da ART e do brasileiro Pedro Nunes. Agora chamada de Lotus ART, a equipe francesa volta em 2011 como favorita e apostando naquilo que sempre deu certo: um piloto campeão. O escolhido foi Valtteri Bottas, que conquistou a F-Renault em 2008 e está no time desde então. Bottas correu com os franceses nos dois últimos anos  F3 Euro Series, mas não conseguiu o pulo para a GP2, agora ele precisa conquistar o título para dar prosseguimento a carreira.

Só que o protegido de Mika Hakkinen não foi tão bem assim no primeiro dia de treinos, terminando apenas na 10ª posição. No entanto, vale lembrar que Esteban Gutierrez só foi dominar os treinos da pré-temporada 2010 praticamente às portas da prova de abertura. O finlandês merece tempo e pode confirmar o favoritismo. Na batalha interna da Lotus ART, ele foi o melhor, com o brasileiro Pedro Nunes terminando em 17º e James Calado em 19º.

A exemplo de Bottas, é muito cedo para falar qualquer coisa sobre o desempenho do brasileiro e do companheiro de equipe. Acho que Nunes vai ter mais um ano difícil, embora, mais experiente, ele tenha chances de melhores resultados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s