Treinos da F3 Inglesa em Rockingham

 

Felipe Nasr
Felipe Nasr dominou os dois dias de treinos em Rockingham

As equipes da F3 Inglesa deram o pontapé inicial para a temporada 2011 nesta terça e quarta-feira, dias 1º e 2, em Rockingham. Ao todo, 18 carros participaram do primeiro treino coletivo marcado.

Os cinco brasileiros confirmados na categoria estiveram presentes: Felipe Nasr (Carlin), Pipo Derani (Double R), Pietro Fantin (Hitech), Lucas Foresti (Fortec) e Yann Cunha (T-Sport). Esse grupo faz o país ter a maior delegação do certame, perdendo apenas para a Inglaterra, com sete pilotos.

Em relação à lista de inscritos, duas novidades: a Hitech levou Riki Christodoulou – com passagem pela categoria em 2009 – como companheiro de Pietro Fantin e a Double R colocou o australiano Scott Pye, vindo da F-Ford britânica, para ser o parceiro de Pipo Derani. No total, apenas a escuderia Litespeed não apareceu, enquanto a Rookie Cup (antiga National Class) teve apenas o holandês Bart Hykelma como representante.

Nos dois dias, o domínio da Carlin foi gritante. Na terça-feira, apenas Pietro Fantin se colocou entre os seis representantes do time localizado em Chessington. Na quarta, a situação foi um pouco melhor com tanto Fantin quanto Christodoulou disputando os primeiros postos.

 

Pietro Fantin
Pietro Fantin foi um dos destaques dos treinos em Rockingham

Essa força da Carlin tem duas explicações. A primeira é a questão do motor. Tanto eles quanto a Hitech usam equipamento da Volkwsagen, enquanto Fortec e Double R têm motores Mercedes, sabidamente menos potente. Havia uma conversa sobre esses componentes serem equalizados para a temporada 2012, mas apenas na F3 Alemã e na F3 Euro Series.

O outro fator é o nível dos pilotos, que piorou um pouco. Usualmente a F3 Inglesa é abastecida por gente vinda da F-Renault britânica. Só que este ano, os principais nomes da categoria júnior foram direto para a GP3 colocando em cheque a renovação dos próprios ingleses. Além do australiano Pye, já mencionado, mas vindo da F-Ford, o outro novato é Harry Tincknel, apenas quinto colocado em 2010 na divisão de acesso.

Quanto ao treino em si, não há muito a acrescentar. Como sempre a Carlin parece ser o time dominante. Melhor para nós brasileiros, pois Felipe Nasr foi o mais rápido nos dois dias. Aliás, Rockingham é um bom lugar para o brasiliense, afinal foi lá onde ele conquistou a única vitória no ano passado.

No restante, Carlos Huertas teve um desempenho muito bom, sendo a maior ameaça a Nasr. Kevin Magnussen também foi bem, assim como Rupert Svendsen-Cook. Para terminar os pilotos da Carlin, Jazeman Jaafar, na limitação técnica que tem, foi muito bem e Jack Harvey, mesmo com o apoio da Racing Steps Foundation ainda demonstra ser um piloto que demora a se adaptar aos carros, da mesma forma que já havia acontecido na F-BMW.

Jack Harvey
Jack Harvey teve um início de pré-temporada na F3 Inglesa ainda com problemas de adaptação

Pietro Fantin, por sua vez, também fez uma apresentação muito positiva ao superar o experiente Riki Christodoulou. Ainda é cedo para dizer, mas parece que o grande parâmetro de Fantin em 2011 vai ser superar o sexto lugar obtido por Gabriel Dias no ano passado com a mesma Hitech.

Lucas Foresti tomou tempo do companheiro Harry Tincknel, da Fortec, o que nunca é bom. Apesar de a equipe de Richard Dutton ter sido a grande adversária da Carlin nas duas últimas temporadas, parece que esse ano eles vão ficar no meio do pelotão.

Quanto a Pipo Derani e Yann Cunha, que ocuparam as últimas posições é bastante injusto fazer algum comentário. São pilotos bastante talentosos e que devem ter tido algum problema nos treinos. Resta ver se em Silvertone, nos treinos coletivos da próxima semana, a dupla já estará na forma ideal.

A exemplo de 2010, o World of Motorsport vai acompanhar toda a temporada da F3 Inglesa, incluindo os treinos da pré-temporada e os comentários pontuais de cada corrida.

P.S.: Apesar da minha incrível análise não dar margens para dúvidas, você pode ver os tempos oficiais dos dois dias de testes da F3 Inglesa clicando aqui.

Um comentário sobre “Treinos da F3 Inglesa em Rockingham

  1. Acredito que o título fique entre Nasr, Huertas e Magnussen. Concordo também que o nível dos pilotos nao esteja lá aquelas coisas, mas isso deve virar uma tendência agora que não existe mais apenas World Series e GP2, mas também GP3, F2 e afins. Todos os grids estarão mais fracos com isso (a GP2 talvez não entre nesse processo, mas já está mais fraca por si só comparando anos anteriores).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s