Mitch Evans
Mitch Evans é o campeão do Toyota Racing Series 2011

Mesmo faltando ainda uma rodada para o final do Toyota Racing Series, Mitch Evans  se sagrou campeão da série internacional do TRS na etapa disputada neste final de semana, em Manfield. O neozelândes de apenas 15 anos ainda se tornou o mais jovem vencedor do prestigiado New Zealand Grand Prix.

A temporada 2011 de Evans foi espetacular e mostrou o piloto em grande forma ao conseguir subir ao pódio em todas as 12 corridas do campeonato, conquistando seis vitórias. Com 225 pontos em jogo ainda, Evans não pode mais ser alcançado por Nick Cassidy (838 a 606). Como o segundo colocado é Scott Pye, que, apesar de australiano, não deve disputar a última rodada – marcada apenas no meio do mês de março -, o título ainda que não oficialmente já é de Evans

Talvez você esteja se perguntando o que é o Toyota Racing Series e por que estou falando dele. Essas respostas você pode encontrar aqui nesse post de apresentação do evento. Já clicando aqui, você confere como foi a segunda rodada do TRS.

Na corrida desse final de semana, em Manfeild, o russo Daniil Kyvat, do programa de jovens pilotos da Red Bull, resolveu demonstrar o porquê foi escolhido pelos rubrotaurinos desde cedo. Kyvat já havia feito duas boas provas em Hamptown Downs, se recuperando do fraco início de campeonato.

Saindo da pole-positon, mas no lado sujo da pista, Kyvat conseguiu manter a liderança na largada e, de ponta a ponta, venceu o Troféu Dan Higgins, como é chamada essa prova na Nova Zelândia. Evans terminou em segundo e Scott Pye foi o terceiro.

Daniil Kyvat
Daniil Kyvat começa a convencer como piloto Red Bull

A Rússia teve bons motivos para comemorar o final de semana. Largando na pole-position da segunda corrida por causa do grid invertido, Ivan Lukashevich venceu de ponta a ponta e ainda conseguiu o primeiro triunfo da carreira. Evans e Kyvat fizeram boas corridas de recuperação e terminaram em segundo e terceiro, respectivamente.

Para o New Zealand Grand Prix, Evans partiu da pole-position e parecia que ia dominar as 30 voltas da corrida com certa facilidade. No entanto, a entrada do safety-car por conta do acidente que começou com o toque de rodas entre Earl Bamber e Mario Farnbacher, e que ainda coletou Alex Lynn e Alistair Wooten, dificultou as coisas para o jovem piloto

Na relargada, Nick Cassidy partiu para o ataque em cima de Evans e os dois quase se tocaram. Depois do quase-incidente, Cassidy levou a pior ao rodar na volta 16, caindo para a oitava colocação. Melhor para Kyvat e Pye, que repetiram o pódio da primeira corrida do final de semana, mas dessa vez com o neozelandês como vencedor.

A geração 2011 do Toyota Racing Series
A geração 2011 do Toyota Racing Series. No pódio, Evans, Kyvat e Pye

O triunfo garantiu a Mitch Evans o título da série internacional do Toyota Racing Series e praticamente selou também o campeonato total, ainda que haja mais uma rodada, em Taupo, em março. Evans também se tornou o mais jovem vencedor do New Zealand GP e muito provavelmente vai correr na GP3 pela MW Arden, de Mark Webber.

Kyvat – já comprometido com a F-Renault – conseguiu salvar o campeonato com a vitória e foi um dos destaques do ano ao terminar na quarta colocação. O quinto posto de Lukashevich também foi bastante positivo. Melhor sorte não teve Josh Hill e Kotaro Sakurai, que mal apareceram ao longo do torneio.