Joey Logano
Joey Logano foi o último piloto a escalar as divisões de acesso da Nascar

Ao que tudo indica, a temporada 2010 da Nascar Sprint Cup não terá a participação de nenhum piloto novato. Um fato praticamente inédito na categoria, mas que não deve ser comemorado.

Na realidade, não haver a participação de algum jovem sem experiência indica que nenhum dos competidores das categorias de acesso foram bons o suficiente para ingressar na divisão principal. É bem verdade que os novatos da Nationwide – Colin Braun, James Buescher, Ricky Stenhouse Jr e Brian Scott – não foram bem. No entanto, o fraco desempenho desses quatro somados aos demais pilotos que participaram somente da divisão pode ser justificado pelo número excessivo de pilotos da Sprint.

O que não deixa de ser curioso. Se os pilotos da Sprint “roubam” as vagas de possíveis relações na Nationwide, eles são duplamente beneficiados, já passam a não terem as vagas na divisão principal ameaçadas por algum jovem que se destacou.

Claro que a Nascar percebeu esse ciclo vicioso e deve proibir que competidores da Sprint briguem pelo campeonato da Nationwide, o que não os impede de participar das corridas que quiserem. Como resultado, os principais times da divisão de acesso contraratam atletas para disputar unicamente essa categoria. Agora, vejam que curioso: a maior parte dos contratados são, na realidade, gente que ficou sem vaga na Sprint, como Reed Sorenson, Elliott Sadler e David Stremme.

Mesmo com os times apostandos em gente para brigar pelo título da Nationwide, a exemplo da Sprint, nenhum novato foi confirmado até agora. Essa inversão no caminho feito pelos pilotos (não mais Nationwide -> Sprint Cup e sim Sprint Cup -> Nationwide) certamente explica porque Nelsinho Piquet, Miguel Paludo e tantos outros preferiram correr na Truck Series.