Ivan Utrera
Ivan Utrera ficou popular do dia para noite por ter números melhores que os de Ayrton Senna

Na última semana, um piloto brasileiro desconhecido do grande público chamou a atenção da comunidade automobilística de uma forma surpreendente. Durante quase cinco dias, Ivan Utrera foi um dos nomes mais visualizados do site Driver Database.

Como todo piloto gosta de aparecer, esse site exibe um ranking diário com os nomes mais pesquisados. Em geral, os mais populares são Lewis Hamilton, Jaime Alguersuari, Michael Schumacher, Bruno Senna, assim como bahrenitas, húngaros e neozelândeses que pagam para ter privilégios VIPs na página.

Com a mecânica explicada, o que levou Utrera a ganhar tamanho destaque? Primeiro, o jornalista Fabio Seixas, da Folha/UOL, fez em seu blog um post sobre o brasileiro e o linkou para o perfil dele no site. Os acessos foram tantos que, nos dias seguintes, Ivan Utrera rapidamente entrou na lista dos 20 pilotos mais populares.

Com a repentina popularidade do piloto explicada, foi a vez de desvendar o motivo dele ter se tornado um personagem daquele blog e, consequentemente, agora deste aqui também. Ainda segundo o site Driver Database, Utrera é o brasileiro que tem a maior média de vitória na história do automobilismo. Ele venceu 14 das 35 corridas que participou, alcançando 40% de triunfos. O segundo colocado é nada menos que Ayrton Senna com apenas 39,3% de conquistas. Correu 229 vezes e venceu 90.

Obviamente o dado estatístico também precisa de uma explicação. Ivan Utrera é um piloto amador, que corre na pista de Miller, no estado de Utah, nos Estados Unidos. Como ele é realmente acima da média – até conquistou um título em 2008 – logo se sobressaiu em relação aos adversários. Por outro lado, Senna fez uma carreira competindo contra gente como Alain Prost, Nigel Mansell e Nelson Piquet. Evidentemente, também ganhou destaque. Só que, nos números crus, Utrera teve um desempenho melhor.

 

Ivan Utrera
Ivan Utrera é o presidente da churrascaria brasileira Rodízio Grill, nos Estados Unidos

Agora vale falar como o site funciona. Ele depende do esforço coletivo, assim como a Wikipedia. Qualquer um, registrado na página, pode inserir resultados de corridas e campeonatos. Os dados são conferidos e lançados. Como a rede de colaboradores nos Estados Unidos é vasta, não é raro que competições locais por lá, como é o caso das que Utrera participa, acabem sendo registradas. Assim, os recordes de quem compete por lá são computados da mesma forma que quem corre na F1, por exemplo.

Como não há colaboradores brasileiros que computem o resultado de corridas regionais daqui, como as competições de marcas e pilotos, ou provas de Fórmula amadoras, quem compete no Brasil não tem o mesmo destaque. Essa desvantagem não é uma exclusividade brasileira. Quem entrar no site vai notar que 18 dos 20 maiores vencedores do ano são norte-americanos, sendo que a grande maioria corre em pistas regionais apenas.

Mistério resolvido. Agora é que a história melhora.

Sabendo do destaque ganho no blog de Seixas, o próprio Ivan Utrera apareceu por lá para fazer alguns comentários. Ele admitiu ser um apaixonado pelo automobilismo e que pilota nos finais de semana. Nos demais dias, o cara é o dono da Rodízio Grill, uma churrascaria brasileira nos Estados Unidos, com sede em Utah.

Só que ao contrário da maioria dos fãs do automobilismo, Utrera realmente faz algo pelo esporte. Expondo a marca da churrascaria, ele patrocina pilotos brasileiros que estão na fase de transição do kart para os monopostos. Ainda segundo os comentários feitos, André Ribeiro e Rubens Barrichello foram dois beneficiados da iniciativa do piloto amador. Exagero meu à parte, ele é um mecena do automobilismo brasileiro. Ênfase no exagero, por favor.

 

Bruno Carneiro
Bruno Carneiro é a nova aposta de Ivan Uretra no automobilismo

Hoje, Ivan Utrera tem um novo pupilo. Ele aposta todas as fichas em Bruno Carneiro. Nunca ouviu falar? Pois é. O garoto tem apenas 11 anos de idade e é uma verdadeira celebridade entre o vasto público de fãs dos esportes a motor em Utah. Bruno vive e treina por lá, mas já começou a fazer provas na Europa, correndo pela Danilo Rossi Racing, time que já contou com Vitantonio Liuzzi, Pastor Maldonado e Robert Kubica. O menino também participou de algumas provas no Brasil, tendo um desempenho razoável.

Quem conhece o garoto, aposta no sucesso. Entretando, com 11 anos apenas, é impossível falar qualquer coisa. Vendo alguns vídeos, é possível dizer que o menino leva jeito, mas só isso. Outro ponto positivo de Bruno é a maturidade para alguém de pouca idade. Apesar de estar se divertindo, o jovem parece bem focado no objetivo: chegar à F1 ou à GP2  e competir nas maiores pistas do mundo “como essa de Miller”.

Para promover o menino, foi feito um pequeno documentário – talvez maior que o garoto, aliás – que está no Youtube e você pode conferir abaixo. A produção impressiona se levarmos em conta o cenário que os meninos da idade de Bruno se encontram no Brasil quando tentam seguir a carreira no kart.