Números da F1 em Abu Dhabi

 

Sebastian Vettel, o campeão da F1 em 2010
0 palavras ficou Sebastian Vettel para comemorar o título

0 voltas durou a primeira corrida crepuscular de Michael Schumacher. O alemão rodou na primeira volta e abandonou a corrida depois de ser acertado pelo Force India de Vitantonio Liuzzi

1 ponto somaram os pilotos brasileiros nas duas últimas corridas – em Abu Dhabi e no Brasil. Foi com Felipe Massa, no Oriente Médio

1min41s274 foi a volta mais rápida da corrida, marcada por Lewis Hamilton, no giro 47

3 carros de Liuzzi tiveram perda total nas últimas quatro corridas. No Japão, Felipe Massa tratou de destruir o principal chassi da Force India. No Brasil, o segundo equipamento ficou comprometido depois de o italiano se arrebentar no fim do S do Senna. Já em Abu Dhabi, o acidente com Schumacher acabou por eliminar até mesmo a peça utilizada pelos crash tests da equipe indiana

3 pilotos foram aos boxes durante a entrada do safety-car e terminaram a corrida na zona de pontos: Nico Rosberg, Vitaly Petrov e Jaime Alguersuari

3 vezes apenas Sebastian Vettel largou na pole-position e venceu a corrida. Em Abu Dhabi, valendo o campeonato foi uma delas

4 pontos de diferença foi a vantagem final de Sebastian Vettel para Fernando Alonso

11 foi a posição de largada de Robert Kubica. Essa foi a única vez no ano que o polonês ficou fora do Q3

11 corridas seguidas com um novato na zona de pontos, graças ao sexto lugar de Vitaly Petrov. Durante a temporada, pelo menos um calouro pontuou em 14 das 19 corridas. As demais etapas foram: Bahrein, Austrália, Espanha, Mônaco e Canadá

13 foi a volta chave da corrida. Mark Webber foi para os boxes depois de danificar o carro em um contato com o guard-rail. A Ferrari resolveu marcar o australiano para evitar um pulo do gato – igual Alonso fez em Mônaco – e acabou jogando a dupla para o fim do grid

14 posições a menos no grid de largada teve Nico Hulkenberg em relação ao GP do Brasil, quando o alemão largou na pole-position

14 corridas foi o tempo que Alguersuari passou longe da zona de pontos. O piloto da Toro Rosso pontuou no GP da Espanha e só voltou a terminar entre os dez primeiros em Abu Dhabi. Antes disso, o recorde de maior tempo de abstinência era de Sebastian Buemi (7 corridas entre os GPs da Inglaterra e de Cingapura) e de Petrov (as mesmas 7 entre os GPs da China e da Alemanha)

40 voltas passou Fernando Alonso atrás de Vitaly Petrov. Sem ultrapassar o piloto da Renault, o espanhol terminou na sétima posição e ficou sem o título

42 voltas ficou Felipe Massa atrás de Jaime Alguersuari. Ao contrário de Alonso, o brasileiro sequer se mostrou combativo e aceitou, mais uma vez, terminar atrás de um carro muito mais lento e somando um número reduzido (no caso, apenas um) de pontos

498 pontos somou a Red Bull durante toda a temporada 2010. A equipe não conseguiu se tornar a primeira a ultrapassar a marca dos 500 pontos

 

World of Motorsport Rookie of The Year:

Vitaly Petrov
Vitaly Petrov comemora o título de novato do ano da temporada 2010

Para poder avaliar melhor os cinco novatos da temporada 2010, o World of Motorsport fez um campeonato a parte entre esses pilotos. A cada prova, eles receberam pontos no clássico esquema 10-6-4-3-2-1, além de bônus para cada ponto que marcaram na temporada normal da Fórmula 1.

Além dos cinco estreantes – Lucas di Grassi, Bruno Senna, Vitaly Petrov, Nico Hulkenberg e Karun Chandhok – Kamui Kobayashi também entrou na competição por ter participado de apenas duas provas na carreira.

Em Yas Marina, a ordem de chegada foi Vitaly Petrov, Kamui Kobayashi, Nico Hulkenberg, Lucas Di Grassi e Bruno Senna. Karun Chandhok não participou.

Após a prova de Abu Dhabi, Vitaly Petrov – que passou todo o final da temporada sem destaque – segurou Fernando Alonso na corrida, garantiu os 10 pontos pela vitória entre os novatos e ainda ganhou oito pontos de bônus para assumiu a liderança somando 147 pontos e sendo o vencedor do World of Motorsport Rookie of The Year de 2010. Em segundo lugar terminou Kamui Kobayashi com 135, seguido por Nico Hulkenberg, com 134. Depois vem Lucas Di Grassi, 55; Bruno Senna, 53 e Karun Chandhok, 38.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s