Denny Hamlin em Phoenix
A parada extra de Denny Hamlin foi decisiva para o campeonato

Faltando apenas uma corrida para o fim do campeonato, a Nascar chega a Homestead-Miami com o campeonato totalmente em aberto. Denny Hamlin tem apenas 15 pontos de vantagem para Jimmie Johnson, enquanto Kevin Harvick está 46 pontos atrás do líder. Desde 2006 – quando seis (!) pilotos tinham chances de levantar a taça na corrida final – o campeonato não era tão disputado.

Só que por muito pouco a situação saindo de Phoenix não foi diferente. Para quem não viu a corrida e/ou quiser relembrar, basta clicar aqui e ler a história da prova contada por mim.

Os três candidatos ao título tiveram seus momentos de tensão durante a etapa no deserto do Arizona. Tudo por conta do combustível no final da corrida.  Sabido era que quem tinha parado na penúltima bandeira amarela corria o risco de uma pane seca nas voltas finais.Entre os que poderiam ter o carro parando de funcionar logo no final estavam Denny Hamlin e Jimmie Johnson.

A Joe Gibbs se antecipou ao problema e resolveu chamar o líder do campeonato para um rápido reabastecimento faltando 20 voltas. Hamlin caiu da segunda posição para o 19º posto. Ele ainda conseguiu ultrapassar alguns adversários antes de terminar a corrida no 12º lugar.

 

Jimmie Johnson e Kevin Harvick
A tática de Johnson deu certo e o piloto foi o melhor classificado entre os três líderes

Só que, para piorar, Johnson resolveu fazer a aposta decisiva para o fim de temporada. Colocou o pentacampeonato a perder ficando na pista para ver se a economia de combustível seria suficiente para terminar a corrida. Deu certo. O carro número 48 terminou na quinta posição e viu a diferença para o adversário cair pela metade.

Hamlin não gostou nada de ver a equipe Hendrick comemorar. Afinal, se Johnson pôde ficar na pista e terminar a corrida inteiro, porque o carro número 11 não poderia ter feito o mesmo? Veja abaixo a reação do piloto com o resultado final da prova.

Não adianta nada fazer cara de emburrado, socar o carro e destruir a garrafinha de água. A verdade é que Hamlin só terminou a corrida por ter feito a parada extra. É claro que, dependendo do resultado em Homestead, para sempre Hamlin vai ficar com esse reabastecimento extra na cabeça. Analisando friamente, para a equipe ter chamado o piloto aos boxes é porque eles tinham certeza absoluta que não ia dar para terminar a corrida.

Difícil imaginar que o time iria abrir mão do campeonato assim fácil. Corrobora a isso o fato de Kyle Busch, com um equipamento idêntico ao de Hamlin, ter ficado sem combustível nas voltas finais. Scott Speed, em outro Toyota, também ficou. Assim como Clint Bowyer, que venceu em New Hampshire na tática da economia. Outro que teve pane seca foi Montoya – um dos melhores em se tratando de economizar -, que sequer conseguiu completar a última volta depois de receber a bandeira branca em segundo lugar.

Mesmo com o drama de Phoenix, Hamlin ainda é favorito, já que a diferença para Jimmie Johnson é de 15 pontos. O piloto da Hendrick não tem um bom retrospecto na pista da Flórida, enquanto o adversário é o atual vencedor.

Por fim, Kevin Harvick ainda está vivo na disputa, com um déficit de 46 pontos. O piloto de Richard Childress não teve problemas no fim da prova, ao contrário dos rivais, pois foi obrigado a fazer uma parada extra nos boxes por conta de uma porca que se soltara de uma das rodas do carro.

Quando a peça se soltou, o piloto falou para Gil Martin, o mecânico-chefe, que seria impossível recuperar as posições perdidas. Ele só não contava que metade do pelotão fosse ficar sem combustível até o final da corrida.

Harvick vai precisar de uma corrida ao melhor estilo Sebastian Vettel para conquistar o título. Só que o piloto tem motivo de sobra para ficar otimista. Em 2007, Ron Hornaday – funcionário de Harvick na Truck Series – venceu o título dessa divisão chegando na última corrida com 64 pontos a menos que Mike Skinner. Se isso não basta, nas últimas duas corridas em Homestead, o Chevrolet número 29 terminou em segundo lugar e tem o melhor retrospecto entre os três postulantes.