Safety-car no GP da Coreia do Sul
28 voltas o safety-car permaneceu na frente do pelotão durante o GP da Coreia do Sul. Ele foi o único a conseguir segurar Sebastian Vettel

Estatísticas do safety-car:

3 aparições fez o safety-car na corrida: na primeira largada, na segunda largada e na relargada depois do acidente de Mark Webber e Nico Rosberg

3 voltas durou a primeira largada da corrida

18 voltas deu o safety-car até que a corrida enfim começasse para valer (e fosse interrompida novamente pelo acidente de Mark Webber e Nico Rosberg)

45 minutos foi a duração da bandeira vermelha para que a chuva diminuísse e a nova largada pudesse acontecer

1h42min de espera entre o horário inicial previsto para a largada – 15h locais, 4h da manhã em Brasília – e o início real da corrida

2h48min20s810 foi o tempo total da corrida, somando o tempo em bandeira vermelha e o atraso incial

Estatísticas do GP da Coreia do Sul:

1’35’’585 foi a volta mais rápida da corrida – e por consequência o recorde da pista – marcada por Sebastian Vettel

2 pilotos tiveram que trocar a profissão de piloto pela de bombeiro na atual temporada. Depois de Heikki Kovalainen apagar o fogo da Lotus em Cingapura, Sebastian Vettel precisou controlar as chamas do carro da Red Bull em Yeongam

4 foi a posição de chegada de Michael Schumacher. O heptacampeão igualou os melhores resultados conquistados na temporada. Ele também foi quarto no GP da Espanha e no GP da Turquia

5 vitórias tem Fernando Alonso na atual temporada, sendo três delas conseguidas nas últimas quatro provas

5 vezes nas últimas seis provas, Rubens Barrichello chegou à zona de pontos. A outra, que abandonou, foi o GP 300 na Bélgica

6 foi a posição em que Vitantonio Liuzzi terminou a corrida. Ele igualou o melhor resultado da carreira, quando terminou na mesma sexta colocação no GP da China, em 2007, quando era piloto da Toro Rosso

9 pole-positions tem Sebastian Vettel. O alemão, porém, só conseguiu converter duas em vitórias:  no GP da Europa e no GP do Japão

9 GPs seguidos com um novato pontuando. Em Yeongam, Kamui Kobayashi terminou na oitava posição e Nico Hulkenberg, em décimo

11 pontos é a diferença entre Fernando Alonso, novo líder do campeonato, para Mark Webber. O espanhol soma 231 contra 220 do australiano. Sebastian Vettel aparece logo em seguida, com 210, e Lewis Hamilton fecha em quarto, 206. Jenson Button, com 189, tem chances remotíssimas de ser campeão

12 foi a posição de chegada de Jenson Button. O atual campeão era o único piloto a ter pontuado em todas as provas que fora classificado, isto é, tinha completado pelo menos 90% da corrida. Nick Heidfeld pontuou em todas as provas que não abandonou, porém o alemão disputou apenas três GPs

14 foi o lugar em que Bruno Senna terminou o GP da Coreia do Sul. Este foi o melhor resultado do brasileiro na F1. O companheiro na Hispania, Sakon Yamamoto, também conquistou a melhor posição de chegada em 2010, ao finalizar a corrida em 15º

14’´’999 foi a diferença de Fernando Alonso, o vencedor, para Lewis Hamilton, segundo colocado. É quase quinze vezes mais que o intervalo dos dois últimos finais de corrida somados

27 pontos é a vantagem da Red Bull para a McLaren na tabela de pontos. A Ferrari aparece com um déficit de 25 pontos para os ingleses

46 foi a volta chave da corrida. Sebastian Vettel liderava soberano, mas viu o motor da Red Bull explodir e entregar de bandeja a vitória para Fernando Alonso

World of Motorsport Rookie of The Year:

 

Kamui Kobayashi na Coreia do Sul
A competição para o WOM Rookie of The Year embolou de vez. Faltando duas provas apenas, Kobayashi e Hulkenberg colaram em Petrov, que liderava desde metade da temporada

Para poder avaliar melhor os cinco novatos da temporada 2010, o World of Motorsport fará um campeonato a parte entre esses pilotos. A cada prova, eles receberão pontos no clássico esquema 10-6-4-3-2-1, além de bônus para cada ponto que marquem na temporada normal da Fórmula 1.

Além dos cinco estreantes – Lucas di Grassi, Bruno Senna, Vitaly Petrov, Nico Hulkenberg e Karun Chandhok – Kamui Kobayashi também entrará na competição por ter participado de apenas duas provas na carreira.

Em Yeongam, a ordem de chegada foi Kamui Kobayashi, Bruno Senna, Nico Hulkenberg, Vitaly Petrov e Lucas Di Grassi. Karun Chandhok não participou, assim como não deve mais correr em 2010.

Após a prova da Coreia do Sul, Vitaly Petrov é o líder, somando 125 pontos, seguido por Kamui Kobayashi com 122. Depois vem Nico Hulkenberg, 116; Lucas Di Grassi, 51; Bruno Senna, 49 e Karun Chandhok, 38.

A próxima etapa da Fórmula 1 será dia 7  de novembro, em Interlagos.