Patrick Sheltra entra na decisão da ARCA em vantagem

Ty Dillon
Ty Dillon comemora a vitória no Kansas, em corrida da ARCA

A penúltima prova da ARCA aconteceu na quinta-feira, dia 30, no Kansas. Patrick Sheltra, Craig Goess e Tom Hessert entraram na etapa separados por apenas 25 pontos na classificação. Todos queriam sair em vantagem. Hessert, por exemplo, viu Parker Kligerman voltar à categoria em que foi vice-campeão na última temporada para auxiliá-lo na conquista do título. O atual piloto da Penske acabou liderando os treinos coletivos realizados na segunda-feira.

Com o final do campeonato da Nascar East e o final de semana de folga da Truck Series, Miguel Paludo, Max Gresham, Ty Dillon e Ricky Carmichael se se inscreveram para competir no final de semana da ARCA. Gresham e Carmichael, porém, não disputariam a corrida.

Na pista, a pole-position foi conquistada por Mike Kile, que roubava as atenções, ainda que momentaneamente, dos pilotos que brigam pelo campeonato. Na largada, Kile foi rapidamente superado pelo companheiro Steve Arpin e os dois pilotos da equipe Venturini passaram a dominar a corrida. Sheltra e Goess competiam no meio do pelotão, enquanto Tom Hessert não conseguia entrar no grupo dos dez primeiros, mesmo com a ajuda de Kligerman no início da semana.

Patrick Sheltra e Craig Goess
Craig Goess (81) e Patrick Sheltra (60) disputando na pista o campeonato

Miguel Paludo, por sua vez, chegou aandar em 11º, mas um pneu furado e uma parada não programada para trocar o pneu com problemas fez o brasileiro perder três voltas e deixar qualquer brigar pela vitória, ou por uma boa colocação.

As corridas da ARCA geralmente são cheias de bandeiras amarelas. No Kansas não foi diferente. E a última delas, na volta 87, pelo acidente de Rob Jones decidiu a corrida. Ty Dillon foi o mais rápido na saída dos boxes e assumiu a liderança sendo seguido por Arpin e por Hessert, que trocara apenas dois pneus em uma tentativa da Cunningham-Penske em colocá-lo de volta na briga pelo título.

Após a relargada, Dillon brigou com Arpin por uma série de voltas com os dois pilotos invertendo as posições constantemente até que o jovem da equipe de Richard Childress levou a melhor, cruzando a linha de chegada em primeiro. Arpin foi o segundo, e Goess terminou em terceiro, sendo o mais bem classificado entre os candidatos ao título. Patrick Sheltra superou Hessert no finalzinho, com os dois terminando em quinto e sexto, respectivamente. Miguel Paludo finalizou em 18º.

Com o resultado, Sheltra sai do Kansas na liderança do campeonato, com 4495 pontos, seguido por Goess, com 4485, e por Hessert, com 4475. A decisão da temporada será em Rockingham, no dia 9 de outubro, lembrando que Sheltra poderá terminar duas posições atrás de Goess e quatro atrás de Hessert para garantir o título, desde que nenhum dos três termine entre os três primeiros no treino classificatório. Caso um deles largue na frente, ganhará 15, 10 ou 5 pontos de bônus, dependendo da posição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s