Lewis Williamson
Com o grid cheio, Lewis Williamson liderou o pelotão em Silverstone

A F-Renault tinha a ideia de realizar um Masters da categoria em Zandvoort, da mesma forma que acontece com a F3. Juntaria os principais pilotos de todos os campeonatos e eles competiriam uma corrida só, que valeria o título.

A ideia não deu certo. Apesar da adesão das equipes, o circuito de Zandvoort informou que  por questões de calendário a prova extra não poderia acontecer. A F-Renault ainda cogita a realização do evento em outro lugar, como Paul Ricard, por exemplo, mas nada certo até agora.

É uma pena caso o evento não aconteça, mas ver todos os jovens pilotos reunidos na mesma pista é algo que vai acontecer neste final de semana, quando os campeonatos europeu e britânico se encontram em Silverstone. Cada torneio terá as próprias corridas, mas quem compete em um, vai correr no outro.

Nesta sexta-feira, dia 17, aconteceram os primeiros treinos. Nada menos que 39 carros foram à pista nas primeiras sessões. Os pilotos do campeonato inglês – com as equipes habituadas à pista – dominaram completamente. O mais rápido do dia foi Lewis Williamson, da Manor.

Entre os dez primeiros, apenas Javier Tarancon representava uma equipe europeia. Só que Tarancon competiu na F-BMW ao longo do ano e não na F-Renault. O espanhol, aliás, foi pivô na decisão do título ao tirar Jack Harvey da corrida de Monza na última semana.

Tarancon não é o único piloto da F-BMW a fazer parte do evento. Carlos Sainz Jr, apoiado pela Red Bull, também participa. O filho do famoso piloto de rali ficou em 23º e já anunciou que pretende competir na F-Renault europeia em 2011.

Com tantos pilotos assim, também houve participação brasileira. Na pista, eram dois. Um para cada campeonato. Fabio Gamberini, que compete no Reino Unido, terminou em 22º, enquanto André Negrão – que corre na versão europeia – foi o 36º.

Treinos e corridas válidos por ambos os campeonatos continuam ao longo do final de semana.