Indy Fast Facts – Edmonton

Homem aranha derrotado
Hélio venceu, mas não levou. Foi punido por andar na linha de dentro e classificou como absurdo (imagem meramente ilustrativa)

# Scott Dixon venceu a Honda Indy Edmonton, no Canadá. Essa foi a segunda vitória do neozelandês na atual temporada e 23ª na carreira.  Will Power terminou em segundo, seguido por Dario Franchitti, Ryan Briscoe e Ryan Hunter-Reay.

Na última relargada, Hélio Castroneves fez uma trajetória diferente para se defender dos ataques de Will Power. Os comissários consideraram que o brasileiro infringiu a regra de que é proibido bloquear e o brasileiro foi punido após receber a bandeira quadriculada em primeiro. A vitória caiu no colo de Dixon. Na corrida, houve quatro mudanças de liderança entre três pilotos e a bandeira amarela foi acionada quatro vezes, durando 10 voltas.

# Scott Dixon conquistou a 23ª vitória da carreira, segunda em 2010. Dixon se recuperou do mau resultado obtido em Toronto, quando foi o 20º O piloto da Ganassi é o maior vencedor na história da Indy. Essa foi a 37ª vitória da Ganassi na Indy, desde que Juan Pablo Montoya venceu as 500 Milhas de Indianápolis de 2000.

# Will Power marcou a pole position para a Honda Indy Edmonton, sendo a nona pole da equipe Penske em 11 provas na temporada. Esta foi a sexta vez em 2010 e oitava vez na carreira em que o australiano saiu da posição de honra. Power empatou com Thomas Sheckter no 10º lugar entre os que mais largaram da primeira posição na história da Indy.

# Will Power terminou em segundo lugar após perder a liderança para Castroneves ao usar o composto mais duro de pneus Depois, tentou retomar a posição, foi bloqueado e ainda perdeu a posição para Dixon. Power era o atual vencedor dessa corrida. Este foi o sétimo TOP 5 nas últimas dez provas.

# Dario Franchitti foi o terceiro colocado ao fazer uma costumeira prova discreta e salvando o maior número de pontos possível. Não é a toa que este é o oitavo TOP 5 nas últimas dez provas.

# Ryan Briscoe, quarto, andou a corrida toda somente atrás das Penske, mas não conseguiu segurar os rivais. No final, Briscoe sustentou a posição ante os ataques de Paul Tracy. Este foi o quinto TOP 5 nas últimas dez corridas.

# Ryan Hunter-Reay terminou em quinto depois de superar Paul Tracy no duelo para ver quem era o melhor piloto fora do eixo Penske-Ganassi. Este foi o oitavo TOP 10 nas últimas dez provas.

# Danica Patrick, 15ª, foi a melhor piloto feminina da prova.

# Takuma Sato terminou em nono e foi o melhor dentre os candidatos a Rookie of The Year. O britânico Alex Lloyd ainda lidera a disputa para novato do ano, com 170 pontos, contra 155 de Simona de Silvestro.

# Os dez primeiros foram compostos por três pilotos vindo da Oceania, dois brasileiros, um britânico, um americano, um venezuelano, um canadense e um japonês. Este foi o TOP 10 mais multiétnico  da temporada.

# No campeonato, Will Power soma 420 pontos, contra 370 de Dario Franchitti, 349 de Scott Dixon, 324 de Ryan Briscoe, 316 de Ryan Hunter-Reay e 305 de Hélio Castroneves.

# A próxima etapa da Indy é no dia 8 de agosto, em Mid-Ohio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s