Jogador de futebol americano em Rockingham
Jogador de futebol americano, circuito oval, mas Rockingham é na Inglaterra

O campeonato de Fórmula 3 Inglesa chegou ao circuito de Rockingham para o quinto round da temporada 2010, depois de um intervalo de um mês e meio sem corridas – que coincidiu com a Copa do Mundo de futebol. A última vez que carros e pilotos tinham ido à pista foi em Hockenheimring, na Alemanha, quando o francês Jean-Eric Vergne ganhou as duas corridas principais e disparou na liderança do campeonato. O brasileiro Gabriel Dias venceu a prova restante e subiu pela primeira vez no lugar mais alto do pódio na Championship Class.

Se Vergne esperava manter o bom desepenho, Oli Webb, segundo na tabela de classificação, queria recuperar a boa fase do início do campeonato quando subiu ao pódio sete vezes em nove corridas. A equipe de Kimi Railkonen, a Double R, também devia uma grande apresentação já que o melhor resultado alcançado em terras alemãs havia sido um sétimo lugar de Daisuke Nakajima.

Treinos:

Nos treinos livres da sexta-feira, o brasileiro Felipe Nasr foi o mais rápido, gerando grande expectativa para a equipe do ex-piloto da Ferrari. A marca foi expressiva para o piloto pois, durante a parada do campeonato, o desempenho de Nasr começava a ser questionado já que os rivais da classe 2009 da Fórmula BMW – vencida pelo brasileiro – estavam obtendo resultados melhores tanto na F3 Inglesa, quanto na GP3 e no certame europeu.

O domínio na sexta não foi convertido em pole position, mas Nasr ainda conseguiu um lugar na segunda fila para as corridas. O lugar de honra coube a Oli Webb, que dava pintas de ameaçar o domínio de Jean-Eric Vergne. O grid voltou a ser formado por 21 carros, já que o também brasileiro Pietro Fantin fazia a estreia na categoria. Competindo pela Hitech, Fantin obteve um excelente quinto lugar na classificação.

Corrida 1:

Na primeira corrida, Oli Webb largou mal e perdeu a primeira posição para Vergne logo na largada. O colombiano Carlos Huertas também superou o pole position, mas não parecia ter carro para alcançar o francês. Entre os brasileiros, Gabriel Dias e Adriano Buzaid ganharam posições, enquanto Felipe Nasr não foi capaz de manter o ritmo dos treinos. Pietro Fantin se enroscou em um rival e perdeu várias posições.

Passadas as primeiras voltas, Huertas começou a reduzir a diferença para Vergne. Quando faltavam apenas quatro giros, o colombiano tentou assumir a liderança colocando os carros lado a lado e conseguindo ficar em vantagem. No entanto, o piso ainda molhado fez com que o piloto da Red Bull mantivesse o primeiro posto, frustrando o colombiano que também faz parte da equipe Double R.

Jean-Eric Vergne em Rockingham
Jean-Eric Vergne foi dominante na primeira corrida em Rockingham

Vergne venceu, seguido por Huertas, Oli Webb, James Calado e William Buller. Gabriel Dias foi o sexto, Felipe Nasr, o sétimo; Adriano Buzaid, o nono; Lucas Foresti, o 12º e Pietro Fantin, o 17º. Na National Class, vitória do britânico-bahrenita Menasheh Idafar.

Corrida 2:

Para a primeira corrida do domingo, com o grid invertido, havia uma novidade: o pitstop obrigatório. Décimo colocado na primeira corrida, Daisuke Nakajima, companheiro de Huertas e Nasr, largou na pole position.

O japonês liderou a corrida toda e poderia ter feito Kimi Raikkonen, caso o finlandês estivesse assistindo à prova, esboçar um pequeno sorriso de felicidade pelo provável triunfo. Só que se o antigo piloto de Ferrari e McLaren ficou conhecido por perder corridas quase ganhas na F1, os pupilos passaram a seguir o mesmo caminho.

Daniel Mckenzie em Rockingham
Daniel Mckezie venceu em Rockingham após uma grande estratégia nos pitstops

Nakajima parou nos boxes e resolveu manter o ritmo do pelotão que o seguia, comandado por Adriano Buzaid. Só que eles se esqueceram de Daniel McKenzie. O piloto da Fortec largara em terceiro e permaneceu na pista até três voltas para o final, quando realizou um rápido pitstop e retornou na liderança. Nakajima ainda apertou o ritmo para brigar pela vitória, mas já era tarde demais e o atual campeão da National Class venceu pela primeira vez na categoria por 1s1 de diferença.

Buzaid terminou em terceiro, seguido por Gabriel Dias e William Buller. Lucas Foresti terminou em décimo. Felipe Nasr teve problemas quando andava em quarto, terminando em 15º, uma posição a frente de Pietro Fantin. Na National Class, mais uma vitória para Menasheh Idafar.

Corrida 3:

Na corrida final, Webb era novamente o pole position. Na largada, o duelo entre Huertas e Vergne, na primeira corrida, aconteceu novamente. Só que desta vez ambos se tocaram e ainda pegaram o pole na batida. O engavetamento se sucedeu com Nakajima, Gabriel Dias e Pietro Fantin abandondando a disputa.

Felipe Nasr era o líder da corrida, seguido por Adriano Buzaid, Jazeman Jaafar e James Calado. Se Nakajima e Huertas não foram capazes da garantir a vitória para a Double R nas provas anteriores, desta vez estava nas mãos do atual campeão da Fórmula BMW. Só que para isso acontecer, Nasr tinha que vencer o duelo com o compatriota da Carlin.

Para desespero da equipe de Raikkonen, Buzaid ultrapassou Nasr, que nessa posição conquistaria o segundo posto para o time pela terceira vez seguida. Contudo a liderança de Buzaid durou apenas seis voltas, com Nasr voltando à primeira posição graças aos pneus mais novos.

Para a sorte do líder da corrida, os pneus deteriorados do rival seguravam o resto do pelotão possibilitando que uma enorme diferença fosse aberta. Já no final da corrida, Vergne também superou Buzaid, mas não havia tempo suficiente para chegar em Nasr, que venceu pela primeira na categoria e enfim deu à Double R o primeiro triunfo desde Marcus Ericsson – que fez apenas duas corridas esporádicas – chegar em primeiro na Alemanha em 2009.

Felipe Nasr vibra com a vitória em Rockingham
Felipe Nasr calou os críticos ao vencer em Rockingham em uma sólida apresentação

Vergne foi o segundo, seguido por James Calado, Buzaid e William Buller. Lucas Foresti terminou em 11º, enquanto Gabriel Dias e Pietro Fantin ficaram na confusão da largada. Na National Class, vitória de James Cole, com um excelente sétimo lugar no geral.

No campeonato, Jean-Eric Vergne disparou na liderança com 199 pontos, contra 148 de Oli Webb. James Calado consolidou-se em terceiro, com 115, seguido pelos brasileiros Adriano Buzaid 98 e Gabriel Dias 96. Felipe Nasr ganhou uma posição e é o décimo, com 49 pontos, enquanto Lucas Foresti é o 15º, com 12.

Análise:

O destaque do final de semana fica para Felipe Nasr (e para toda a Double R) por ter enfim vencido uma corrida na categoria. Huertas e Nakajima fizeram boas corridas também e merecem crédito. No entanto, os três pilotos ainda precisam ser mais consistentes durante o final de semana como um todo para poderem sonhar com títulos. Outro que merece destaque é Daniel McKenzie, que também conquistou a primeira vitória.

Se McKenzie liderou a Fortec à vitória, o mesmo não pode ser dito de Oli Webb. Apesar de marcar duas pole positions, o novato não conseguiu converter o feito em vitórias e ainda viu Jean-Eric Vergne disparar na liderança do campeonato. Por isso, ele é a decepção da rodada. Rupert Svendsen-Cook e Jazeman Jaafar não somaram ponto algum nas três corridas em Rockingham e também valem a menção negativa.

A próxima etapa é na tradicional pista belga de Spa-Francorchamps, nos dias 30 e 31 de julho.