Miguel Paludo em Lime Rock
Miguel Paludo estreou um belo esquema de pintura em Lime Rock. Deu certo, o brasileiro chegou no TOP 10

A Nascar K&N Pro Series East chegou ao estado do Connecticut para a sexta etapa da temporada, realizada no circuito misto de Lime Rock, na cidade de Lakeville. Líder na tabela de classificação e vencedor da etapa anterior em New Hampshire, Ryan Truex queria aproveitar esta corrida para disparar ainda mais no campeonato. Lembrando que em 2009, a arrancada de Truex para o título começou justamente aqui.

Nos treinos, a experiência de Andrew Ranger em circuitos mistos (o canadense disputou a ChampCar e a Nascar do Canadá) fez a diferença, colocando-o no topo da tabela de tempos. Miguel Paludo andou em nono no primeiro treino livre e conseguiu uma excelente segunda posição no teste seguinte, criando grande expectativa para a corrida.

Infelizmente para o brasileiro, ele bateu o Toyota quando tinha dado apenas uma volta na classificação, mas que lhe daria o nono tempo. Entretanto, como a equipe precisou mexer no carro para consertá-lo para a corrida, Pauldo foi obrigado a largar em último. Ranger marcou a pole position.

Sergio Pena em Lime Rock
Assim como Miguel Paludo, Sergio Pena foi obrigado a largar no fim do grid. Assim como brasileiro, Pena também conquistou o primeiro TOP 10 da carreira em Lime Rock

A corrida começou tranquila para o canadense, que pôde abrir diferença para os adversários. Na outra ponta da fila de carros, Sergio Pena, Jason Patison e Miguel Paludo ganhavam posições rapidamente, lembrando que todos foram obrigados a largar nos últimos lugares.

Na volta 10, os líderes optaram a ir para os boxes em uma estratégia de consumo de combustível. Além de Ranger, Cole Whitt, da Red Bull, liderou por algumas voltas antes de entregar a primeira colocação para o colombiano Julian Albarracing, de apenas 16 anos, que estreou na categoria e optou por fazer um trecho mais longo antes do reabastecimento.

Paludo também optou por permanece mais tempo na pista, andando na quinta colocação. O brasileiro ainda foi beneficiado pelo abandono de Ryan Gifford, um dos favoritos.

A primeira bandeira amarela surgiu na volta 28, por conta de detritos. Neste momento, Ranger tinha acabado de ultrapassar Albarracin. Na relargada, Ryan Truex tracionou melhor e superou os dois “estrangeiros” de uma vez só na curva 1.

Só que em momento algum, o atual campeão conseguiu abrir vantagem para os rivais. Sempre que ele escapava, a bandeira amarela aparecia. Primeiro foi Zach Germain, companheiro de Paludo, que rodou. Depois Scott Bouley resolveu dar um passeio perto das árvores que cercam o circuito.

Na relargada, Truex mais uma vez tentou pular na frente, mas se a curva 1 antes serviu como lugar para ganhar colocações, desta vez o piloto acabou exagerando e foi para fora da pista neste mesmo trecho, perdendo dez posições, retornando logo atrás de Miguel Paludo. A besteira do piloto da equipe de Michael Waltrip, serviu para que Cole Whitt recuperasse a primeira posição, seguido por Ranger e Brett Moffitt.

A curva 1 foi novamente personagem principal na decisão da corrida. Na volta 52, Whitt cometeu o mesmo erro de Truex, deixando a primeira posição cair no colo de Andrew Ranger. Quase ao mesmo tempo, Albarracin foi forçado a abandonar por conta de problemas elétricos.

Cole Whitt lidera seguido de perto por Andrew Ranger
Cole Whitt liderando seguido de perto por Andrew Ranger. Mais atrás, Brett Moffitt e Max Gresham duelam pelo terceiro lugar, com Truex (carro branco) se aproximando

Nas voltas finais, Ranger negociou bem as ultrapassagens em cima dos retardatários para que Whitt não pudesse alcançá-lo. Um pouco mais atrás, Moffitt e Max Gresham, companheiros na Joe Gibbs Racing, duelavam pelo terceiro lugar, observados de perto por Truex. Todavia, as posições não se alteraram e o canadense conquistou a primeira vitória da carreira na East Series.

Cole Whitt foi o segundo, seguido por Moffitt, Gresham, Truex, Darrel Wallace Jr, Eddie McDonald, Jeff Anton, Miguel Paludo e Sergio Pena. Na corrida, houve seis mudanças de liderança entre cinco pilotos e a bandeira amarela apareceu três vezes, durando 11 voltas.

No campeonato, Ryan Truex manteve a liderança, com 981 pontos, seguido por Wallace Jr, com 938, e Moffitt, com 891. Max Gresham é o quarto, com 846, e Cole Whitt, o quinto com 845. Com a vitória, Ranger pulou para a 17ª posição, com 592 pontos, embora tenha participado de apenas quatro provas. Com uma corrida a menos, Miguel Paludo é o 21º, com 538, mas o brasileiro finalmente conseguiu o sonhado TOP 10.

A próxima etapa da Nascar K&N Pro Series East é dia 30 de julho em Lee USA Speedway, na região da Nova Inglaterra.