Acidente de Brad Keselowski, Carl Edwards e Ryan Newman
Se em 2009 tivesse um WOM Air Race, Carl Edwards seria o vencedor pelo voo acima

O ano de 2010 tem sido marcado por uma tenebrosa estatística. Nunca antes na história do automobilismo tantos carros saíram voando por aí. E aqui eu realmente falo voando no sentido literal. Carros sendo alçados após toques.

Para homenagear esses pilotos, este blog cria a World of Motorsport Air Race, para que o melhor voo seja eleito. Vamos aos concorrentes:

Mark Webber x Heikki Kovalainen:

Esse é o acidente em que todo mundo lembra e que inspirou este post. Mark Webber disputava posição com Heikki Kovalainen, quando os dois carros entraram na curva. O Red Bull rapidamente alcançou o Lotus, e Webber saiu voando após atropelar Kovalainen. Nenhum dos dois se feriram, mas a repercussão da batida foi incrível, chegando até em se falar em “near-fatal crash”. Mas como podemos ver aqui, outras batidas também chamaram a atenção nesse primeiro semestre de 2010.

Josef Kral x Rodolfo Gonzalez

Essa batida aconteceu um dia antes da de Webber. Particularmente, eu achei essa aqui pior. O tcheco Josef Kral, que compete na GP2 pela equipe Supernova, brigava por posições com o venezuelano Rodolfo Gonzalez, da Arden. Eles se enroscaram justamente no mesmo trecho do acidente da F1, mas no caso, Kral levou a pior. Ao contrário do australiano da Red Bull que saiu andando, o tcheco foi levado para o hospital com uma costela quebrada.

Mike Conway x Ryan Hunter-Reay

Na última volta das 500 milhas de Indianápolis, Mike Conway encontrou Ryan Hunter-Reay pelo caminho. O carro da Dreyer & Reinbold decolou, foi parar no alambrado, assustou todo mundo e, de quebra, deu a vitória a Dario Franchitti, que estava sem gasolina e pôde completar a corrida. No fim, Conway quebrou alguns ossos, mas se recupera para a temporada 2011. O inglês visitou a equipe D&R, ainda na cadeira de rodas, e foi uma animação só.

Brad Keselowski x Carl Edwards

A batida entre Keselowski e Edwards em Atlanta, pela Nascar, foi a resposta a um toque anterior na mesma corrida. O piloto da Penske havia tocado no rival no início da corrida. Sem chances, o piloto da Ford encontrou Keselowski no fim da corrida e tirou-lhe o TOP 10, vingando-se. Porém, muita gente associou essa colisão ao da foto lá em cima, pela semelhança óbvia e ainda envolvendo os mesmos atores.

Ricardo Teixeira

Bom, esse foi o voo de Ricardo Teixeira na África. Não, eu não falo da volta para casa do dirigente da Seleção Brasileira após a eliminação da Copa do Mundo. É sobre o angolano que decolou em uma prova da Fórmula 2, em Marrakech, no Marrocos. Pela consequência da batida nos outros pilotos e pelo visual de “fim do mundo”, o meu voto vai para este aqui.

E na opinião de vocês, qual é o vencedor?