Audi foi campeã em Le Mans com um francês a bordo
Não teve graça, Audi foi campeã em Le Mans com um francês a bordo

Franck Ribery é o principal nome da seleção francesa de futebol, que sofre com a aposentadoria de Zinedine Zidane e com a má fase do ídolo Thierry Henry. Ribery, como tantos outros jogadores dos campeões de 1998, não atua na França. Ele construiu a carreira em mercados alternativos como Turquia e Alemanha.

Romain Dumais é um dos melhores pilotos de endurance do mundo. Por ser francês, é natural imaginarmos que ele tenha sido escolhido para fazer parte da forte equipe da Peugeot que conquistou os principais títulos da modalidade nos últimos anos, culminando com o triunfo nas 24h de Le Mans, de 2009. Só que não foi nada disso que aconteceu. Dumas foi correr nos Estados Unidos com um Porsche de Roger Penske. Quando o capitão fechou a equipe na ALMS e na GrandAM, o francês foi convidado pela alemã Audi – principal rival da Peugeot – para disputar a famosa corrida em Le Sarthe.

Dumas e Ribery tem em comum o sucesso alcançado defendendo equipes germânicas. O piloto venceu neste domingo, dia 13, as 24h de Le Mans, correndo pela Audi ao lado de Timo Bernhard e Mike Rockenfeller. O jogador foi campeão alemão e vice-campeão europeu pelo Bayern de Munique.

Dumas foi essencial para o triunfo da marca de quatro argolas. Ele compete desde 2006 ao lado de Bernhard. O entrosamento trouxe tranquilidade para a montadora. Já Rockenfeller é uma eterna promessa de Wolfgang Ulrich. De qualquer forma, foi uma aposta certeira na renovação do time.

Franck Ribery
Franck Ribery é um dos principais jogadores do Bayern, da Alemanha

Ribery não teve melhor sorte. Ele foi do céu ao inferno na Alemanha. O jogador era a estrela solitária de um time de grandes operários. Em 2010, teve de dividir os holofotes com o holandês Arjen Robben. Parece que essa situação incomodou o francês que não conseguiu manter a tranquilidade nas semifinais da Liga dos Campeões, foi expulso e acabou de fora do jogo decisivo. O Bayern alcançou a final, mas não contou com o ídolo. Com a derrota, o jogador foi eleito um dos culpados pelo revés.

Neste final de semana, enquanto Ribery está na África do Sul, Dumas fez o 1-2-3 da Audi em Le Mans. Além do trio já citado, os carros com Andre Lotterer/Marcel Fassler/Benoit Treluyer e Dindo Capello/Allan McNish/Tom Kristensen, completaram os três primeiros. Depois veio o Oreca de Soheil Ayari/Didier Andre/Andrew Meyrick e o Acura (HPD) Leventis/Johnny Kane/Danny Watts, que ainda venceu na LMP2. Na LMGT1, triunfo do Saleen de Berville/Canal/Gardel, enquanto Marc Lieb/Richard Lietz/Wolf Henzler venceram na LMGT2.

Para terminar o clima de Copa do Mundo, eu tinha escalado a seleção alemã esses dias. E lá estavam Timo Bernhard, Mike Rockenfeller e Marc Lieb. Parabéns para eles! A má notícia ficou por conta do abandono de Thomas Mustch no Ford, que liderava a GT1. Com mais essa vitória, seria um 4-0, igual ao passeio na Austrália na competição mundial.